Read In Your Own Language

quinta-feira, 9 de junho de 2011

Não Basta Ser Bandido; Tem Que Acolher Mais

Quem pensou que já tinha visto de tudo neçepaiz parido em 2003 a partir do (des)governo dos petralhas, não perdeu por esperar. Já teve de tudo: a instalação do que houve de pior na casa covil, mensalão, dinheiro na cueca e outros acessórios, dossiês, descaminhos, .....Chega. Vou vomitar.

Ontem, prá coroar, a corte suprema do país decidiu que manter a palavra de um EX-presidente cachaceiro e falastrão é mais importante que cumprir acordos internacionais.

O Supremo Tribunal Federal (STF) resolveu por seis votos a três, manter a determinação do EX que negou o pedido de extradição do ex-ativista de esquerda Cesare Battisti, a conselho de seu sinistro da justiça Tarso Genro.
Mesmo estando preso desde 2007 por porte de passaporte falso, o assassino italiano foi libertado ontem ainda pois o presidente do STF Cézar Peluso se apressou em assinar o alvará de soltura de Battisti, para tirá-lo do presídio da Papuda de madrugada, uma operação perigosa até prá corja vermelha, pois a bocada lá é quente e os meninos que lá habitam não reconhecem os privilégios de membros do governo.
Mesmo com o voto muito sábio e embasado do ministro Gilmar Mendes, que defendeu a anulação do ato do EX e negou o pedido de liberdade feito pela defesa de Battisti, a maioria determinou que o ex-ativista e terrorista fosse solto. Só acompanharam o voto do relator o presidente do STF, Cezar Peluso, e a ministra Ellen Gracie. Ela falou sobre o sentimento de impunidade que a decisão do EX poderia gerar na sociedade italiana. Toffolli se declararou impedido.
Agora diz aí: um cara que já foi integrante do grupo Proletários Armados para o Comunismo (PAC), julgado e condenado por quatro assassinatos à prisão perpétua em seu país de origem e que alega que era por uma hipotética revolução popular e que sofria perseguição política na Itália, vivendo fugitivo e acoitado escondido por meio mundo, merece algum crédito?
Claro que há formalidades legais a cumprir pois ele está sem passaporte ou visto de autorização para permanecer no país. Mas isso o corno do Suplicy resolve em meia hora junto com aquele bando de parlamentares serrergonhas que fizeram a foto com o ítalo-safadão.
O próprio sinistro da Justiça José Eduardo Cardozo já afirmou que, se Battisti pedir visto de permanência no Brasil, "o pedido tramitará normalmente pelo Ministério da Justiça até final apreciação nos termos da legislação em vigor”, ou seja 24 horas no máximo. Mesmo não antecipando a decisão Dudu disse que, durante o período de tramitação do pedido de visto, a permanência "será tida por regular, conforme inúmeros precedentes já existentes”. HEIN? Só ouço falar de nêgo preso em salinhas por dias.
O maior desgosto prá um cidadão sério e a maior vergonha para o país foi o argumento da proposta vencedora entre os ministros de que "o governo da Itália não teria legitimidade para contestar uma decisão de um presidente brasileiro", e que foi levantada por ninguém menos que o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, o mesmo que arquivou o caso de Toinho por não enxergar nenhum indício de crime.
“O processo de extradição é um ato de soberania do estado brasileiro. O tramite do processo é questão interna corporis da República Federativa do Brasil. Falta à República italiana legitimidade para impugnar ou exercer o controle de do ato do presidente que negou a extradição de Cesare Battisti”, afirmou Gurgel.
Ainda como argumento de defesa, foi dito na corte que o Brasil ter anistiado os acusados por crimes políticos durante o governo militar. Quer dizer que lá pode e aqui não?
“Estou invocando o argumento moral da anistia. Demos anistia a agentes do estado, a homens que torturaram meninas e meninos de 18 anos com choques nas vaginas, no pênis e no ânus, antes de os jogarem de aviões. Se nós demos a anistia a todos, é não só moralmente legítimo, como moralmente desejável, que o presidente da República do Brasil não venha punir no Brasil pessoas que aqui estão por fatos que nós tomamos a decisão política de não punir”, afirmou o advogado. Coroou com "extraditar Battisti seria uma vingança histórica”.
Pois agora perante o mundo, é oficial aquilo que "revolta" os puristas que ficam magoados quando nos filmes policiais e de máfia; os bandidos se referem à conclusão de seus golpes com fugas maravilhosas e desfrutes dos prazeres em terras tupiniquins.

Pode contar que daqui a algum tempo o Battisti ainda vai pedir indenização e pensão por ter ficado esses anos presos e arranjar uma boquinha n'algum lugar do governo.

De certo é o jantar festivo com os que o protejeram e as matérias e entrevistas na imprensa, com destaque no Fantástico, Ana Maria Braga, Luciana Gimenes, Jô Soares, etc . Talvez ainda tema o Rio de Janeiro, pois por lá ainda prendem bombeiros. Sei não...

-----------------------

Ainda ontem à noite, fui ver as manchetes dos jornais italianos. Vejam a seguir.
Corriere della Sera: Battisti, rigettato il ricorso dell'Italia Brasilia vota per la scarcerazione http://tinyurl.com/5r5vecx
Il Messagero: Battisti, Corte suprema Brasile dice no all'estradizione; il terrorista subito libero http://tinyurl.com/3qmmnyt
La Reppublica: Battisti, la Corte: no a estradizione l'ex terrorista libero tra poche ore http://tinyurl.com/3eucudo
La stampa: Battisti, la Corte respinge il ricorso "L'Italia non può contestare Lula" http://tinyurl.com/3jp37zj

As autoridades italianas, inclusive o primeiro ministro Belusconni e o presidente Giorgio Napolitano, protestaram e colocaram que o a suprema corte do Brasil colocou as questões políticas acima das técnicas e jurídicas e que não levou em conta o respeito às leis e os sentimentos do povo italiano nem os sofrimentos das vítimas de Battisti.

A população lidera um movimento para que a Itália boicote a copa de 2014 e que convite outros membros da comunidade européia a fazê-lo também.

VERGONHA

3 comentários:

Sonia disse...

Vergonha. De estar aqui, de ser impotente diante de tanta miséria de espírito. Vergonha total. E tristeza profunda...

Velvet Poison disse...

Doutor Engenheiro, te dizer: era um resultado que eu não tinha dúvidas. Não entrei em campanha alguma, das muitas que pulularam na rede, porque eu sabia. E além do mais, sou contra pressionar Poder Judiciário.

Mas, enfim, quem nos dera se fosse só isso. Somos a pátria da institucionalização do crime organizado como meio de vida legal. Sofisticada Organização Criminosa é o que se tornará estepaiz em mais 3 anos de PT.

Vergonha.

Pfuime disse...

Penso o mesmo: Vergonha total.
Abçs