Read In Your Own Language

sábado, 12 de fevereiro de 2011

Alter do Chão/PA Um Caribe no Tapajós

Sem comentários. Uma espetacular praia num rio amazônico. Cidade de Santarém, Distrito de Alter do Chão, às margens esverdeadas do rio Tapajós, que faz um outro belíssimo encontro das águas com o Rio Amazonas, o real rei dos rios do universo.

video

A Chuva

Quem disse que coral é só prá cantar?

video

Charges







sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

11/02 Dia de N. S. de Lourdes

A primeira aparição de Nossa Senhora de Lourdes aconteceu no dia 11 de fevereiro de 1858.
Maria se revelou para Bernadette Soubirous, uma menina pobre e analfabeta de 14 anos, que havia saído com a irmã e uma amiga para catar gravetos em um lugar chamado Massabielle, próximo à cidade de Lourdes, na França.
Segundo a descrição de Bernadette, ao atravessar um pequeno riacho, ouviu um estalido e viu maravilhada, diante de uma gruta, a Senhora resplandecente, vestida de branco e com um cinto azul na cintura.
Ela convidou a menina para rezarem juntas o terço.
Como era de se esperar, ninguém acreditou na história de Bernadette, mas as aparições continuaram a se repetir.
Em 25 de fevereiro, a Senhora pediu a Bernadette que raspasse um lugar na rocha para beber água. A menina obedeceu, raspou a pedra com as unhas e dali brotou um filete de água: a fonte milagrosa de Lourdes.
No dia 2 de março a Virgem pediu-lhe que convencesse as autoridades do povoado a construírem uma capela para Ela. Mas até o pároco custou a acreditar nas aparições e a gruta foi interditada para o público.
O lugar só foi liberado para visitação por Napoleão III.
Na manhã do dia 25 de março Bernadette dirigiu-se novamente para a gruta e insistiu em fazer uma pergunta que havia ficado sem resposta : "Senhora, quereis ter a bondade de me dizer quem sois ?" Na terceira vez que perguntou, Nossa Senhora juntou as mãos, ergueu-as... olhou para o céu... depois separando lentamente as mãos e inclinando-as para Bernadette disse: "Eu sou a Imaculada Conceição".
Foram 18 aparições no total, de 11 de fevereiro a 10 de julho de 1858. Segundo Laurentin, grande teólogo da Virgem, o elemento principal das mensagens deixadas em Lourdes é a manifestação de Maria na sua Imaculada Conceição. Embora seja inimiga do pecado, Ela é amiga dos pecadores, não enquanto estão ligados às suas faltas ou se gloriam delas, mas enquanto se vêem esmagados pelo sofrimentos físicos e morais, conseqüência do pecado. Reduzida à sua expressão mais simples, a mensagem de Lourdes pode ser sintetizada como a Virgem sem pecado, que vem socorrer os pecadores.
Desde 1858 até hoje, contínuas multidões se têm reunido em Lourdes, que se tornou o maior santuário da França. Em 1925, o Papa Pio XI declarou Bernadette bem-aventurada e, em 1933, tornou-a Santa.
A festa de Nossa Senhora de Lourdes é celebrada no dia 11 de fevereiro.
Nossa Senhora de Lourdes rogai por nós!
============
A fé é booleana: Ou se acredita ou não.

Operação Jei Di é Inocente...

Ontem se "comemorou" os 31 anos de fundação do PT (Vixe). Um dos presentes entregue foi a presença do TAG #corruPTosday quase que o dia inteiro nos Top Trending do twitter do Brasil.
Fica claro que há um alerta permanente contra ações evasivas, aliciadoras e corruptivas próprias da linha de conduta adotada pelo partido desde que começou a exercer cargos executivos Brasil afora.
Um dos grandes mentores e idealizadores dessas diretrizes foi sem dúvida José Dirceu, classificado pelo Ministério Público como o "chefe da organização criminosa" que operou o mensalão, o maior de todos os escândalos já perpetrados pelos petralhas.
Pois bem; antecipando a festa de aniversário, houve uma plenária especial na sede do partido, na qual se deliberou por uma mobilização nacional para iniciar a defesa do moço perante a opinião pública (assim entendida como a massa de manobra usada em sua ascensão política) para usá-la mais uma vez contra os poderes constituídos. O objetivo é dar uma "sacudida" na poeira pois este ano será julgado o processo no STF.
A cara de pau é tão grande que JD chga a dizer que "Eu quero ser julgado. Não quero que prescreva, quero que julgue antes. Sou contra julgar depois da prescrição, quero que julgue antes, confio no Supremo, confio na Justiça, nunca tive medo da Justiça. Enfrentei, nesses cinco anos, de peito aberto e cabeça erguida o país. Em todo lugar que vou discuto, debato. Vou em qualquer lugar, não tenho medo"
Aos presentes na tal plenária ainda confirmou sua versão de que o seu caso foi o resultado de um processo tramado para desestabilização política do governo Lula, e que não há uma acusação com provas.
O próprio EX afirmou, no fim do ano passado (e indiretamente repetiu isso ontem), que quando saísse do governo ajudaria a desmontar o que chamou de "farsa" do mensalão" e a recuperar os direitos políticos de Dirceu. Na plenária, o entendimento é que houve uma montagem contra Dirceu e se pretende um linchamento político do petista como desdobramento do julgamento do caso no Supremo. Ele assumiu o compromisso de viajar pelo país para encontros com militantes para incrementar a mobilização. A linha de lançamento do auê é tornar essa falcatrua um processo político e para isso estão preparando a militância para pressionar no Supremo.
O que necessita a nação é que o partido esclareça como foram os meandros do mensalão, quem foram os beneficiados, quanta grana foi roubada e de onde, quais foram os objetos das "compra de votos" e em que foi prejudicada a Federação como um todo.
Como a oposição brasileira anda a passos de tartaruga, temos que nos mobilizar para ncendiá-los antes que a hordes estejam montadas e a farsa seja implantada.
Oremos e hajamos.

Atenção para o Ziriguidum

Estamos a 23 dias do desfile das escolas de samba no Rio de Janeiro, data oficial do carnaval naquele estado. Até aqui, tem-se a comprovação de 891 vítimas fatais nas alagações e desbarrancamentos na serra fluminense. As próprias autoridades estimam em mais de 400 os desaparecidos.
Essa foto aí em cima está fixada num posto de combustíveis em Nova Friburgo, como a que lembrar que o ziriguidum não pode permitir o esquecimento da tragédia; como já se verifica com o que aconteceu em Santa Catarina e Angra dos Reis.
Faz um tempão que ninguém ouve falar do Wally. Veremos se o ressurgimento da figura será no mesmo estilo do que aconteceu ano passado. Prá relembrar, aí está o filminho.
Skindô, Skindô.

Campanha Devolve Loola

Vários portais, sites e blogs apresentam uma campanha nacional que possa fazer com que a cara de pau da famiglia Silva se dispa de sua camada de óleo de peroba e devolva os bens da nação que foram levados por engano na mudança de 11 (onze) caminhões que levaram, onde constava um veículo especial climatizado para o transporte da adega do EX.
Diz-se que quadros, joias, tapetes, pratarias, baixelas, louças, taças e cristais foram incorporadas aos bens da primeira muda e do EX.
Destacamos Tribuna da Imprensa, Folha de S. Paulo, UchoInfo, JusBbrasil-notícias, A Casa de Mãe Joana, O mascate, entre outros.

Nós escrevemos sobre isso AQUI mesmo na Tribo dos Manaós.
Mas agora a campanha toma maior vulto com o seguinte texto da campanha “Devolve, Lula!…”,
circulando na web:

A legislação brasileira e de vários outros países civilizados, determina que os presentes ganhos pelo Presidente da República, no exercício da função, sejam incorporados ao patrimônio público, por serem considerados propriedade do estado. Lula e sua família, ao deixarem o Palácio da Alvorada, levaram todos os presentes recebidos, inclusive uma coleção de joias raras recebida do presidente de Egito, já registradas no acervo da Presidência da República. D. Marisa, a Italiana, disse que as joias eram dela e as colocou na sua bagagem, rumo a São Bernardo do Campo. Funcionários antigos da Presidência ficaram horrorizados quando perceberam a falta de diversos objetos de arte e peças de alto valor, inclusive o crucifixo que há décadas adornava o gabinete do Presidente da República.
O problema é que aquela imagem do Cristo crucificado é tida como milagrosa e adorada pelos que lá trabalham. O pior é que o povo brasileiro, impressionado com o sumiço do crucifixo presidencial, começa a achar que o Brasil vem, desde então, sendo castigado por Deus, através de fenômenos da natureza. O grande número de ciclones ocorridos no sul do País e, principalmente, a tragédia na região serrana fluminense seriam resultantes da ira divina pela ação gatuna dos Silva. Em vista deste descalabro e por temor da ira divina, foi lançada a campanha de recuperação do patrimônio público nacional: “Devolve, Lula…!”
Ajude na divulgação desta campanha.

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Sucuri Causa 5 Mortes







Coisas da Amazônia: Sucuri causa acidente com 5 mortos.
A tragédia acidente envolveu uma carreta da Coca Cola e um Honda Civic em 06/01/2011, na BR-364, a dois quilômetros da balsa no distrito de Abunã, distante cerca de 200 quilômetros de Porto Velho. A batida foi tão violenta que o Honda Civic pegou fogo na hora e os cinco ocupantes morreram carbonizados. O motorista da carreta e o ajudante conseguiram quebrar o vidro traseiro da cabine e escaparam ilesos.
A Polícia Rodoviária Federal (PRF) constatou que o acidente ocorreu após o condutor do Honda Civil passar sobre uma cobra Sucuri de aproximadamente cinco metros, que estava prenha. Após atropelar o animal, o motorista perdeu o controle da direção, invadiu a pista contrária e bateu de frente contra a carreta. Vários filhotes do animal ficaram espalhados pelo meio da pista e morreram no local.
Na avaliação da PRF, será difícil a perecia constatar a que velocidade trafegava o Civic, pois não houve marca de frenagem no asfalto. “Tudo indica que foi algo muito rápido, pois o motorista não teve nem tempo de frear”.
No local a polícia encontrou uma carteira da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em nome de Jeferson Tanaka Oliveira, possivelmente condutor do carro. Também foi encontrada uma carteira de habilitação em nome de Samai Tanaka Oliveira.

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Hepatites tipos B e C e o PL 330/2004

Sem querer editar um tratado de medicina, mas convém saber um pouco mais do que vamos abordar.
A Hepatite é uma doença que atinge diretamente o fígado, comprometendo suas funções de receber os nutrientes e as substâncias absorvidas no intestino; transformar a estrutura química de medicamentos e outras substâncias, para suavizar, inativar ou ativar essas substâncias através da ação das suas enzimas; armazenar nutrientes como glicose e aminoácidos para serem usados posteriormente pelo organismo; além de proteínas e lipoproteínas.
É uma doença inflamatória viral (quando for causada por um vírus), auto-imune (quando nosso sistema imunológico reconhece seus próprios tecidos como estranhos, atacando-os para destruí-los) ou ainda ser causada por reação ao álcool, drogas ou medicamentos, já que é no fígado que essas substâncias são transformadas.
Existem vários tipos de hepatites, mas aqui trataremos das hepatites virais, abordando os tipos mais comuns (A, B e C).
A Hepatite tipo A é transmitida por via oral-fecal, de uma pessoa para outra ou através de alimentos ou água contaminada e é maior nos locais em que o saneamento básico é deficiente ou não existe.
O Vírus da Hepatite B é sexualmente transmissível, mas pode ser transmitida durante a gestação e o parto.
Após a fase inflamatória o vírus pode ser eliminado naturalmente do organismo ou causar uma doença inflamatória crônica que, após alguns anos, pode levar a complicações hepáticas como cirrose e câncer de fígado.
No caso do tipo C da Hepatite, o vírus é transmitido principalmente por sangue contaminado, mas a infecção também pode passar através das vias sexual e vertical (de mãe para filho). O portador do vírus da hepatite C pode desenvolver uma forma crônica da doença que leva a lesões no fígado (cirrose) e câncer hepático.
É de se prever que os pacientes de Hepatite B e C padecem enormemente, principalmente quando não têm acesso a adequados tratamentos.
Pois bem, tramita no Senado Federal desde 2004 o Projeto de lei 330 que trata de extender aos portadores de hepatites tipo B e C, dos mesmos benefícios dos portadores de AIDS/SIDA.
Antes que comecem a falar "mais benefícios?" leiam o texto do projeto.
Usem as listas de e-mails, telefones, twitter e outros meios de comunicação que estão aqui do lado e cobrem dos parlamentares que você conhece, para que ressuscitem a tramitação do projeto no Senado.
=============
Atualização em 09/02/11 às 19:45
Alertados pelo Grupo de Apoio aos Portadores de Hepatite, publicamos que a Hepatite tipo C não é transmitida sexualmente. Veja a matéria completa em artigo da Sociedade Brasileira de Hepatologia no blog MEGLON.

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

O Apagão do Nordeste

07/02/2011 por Augusto Nunes em Direto ao Ponto

O apagão do Nordeste iluminou a face enrugada do governo que já nasceu velho

O Dicionário da Língua Portuguesa/Acordo Ortográfico informa que apagão quer dizer “interrupção provisória do fornecimento de eletricidade a uma dada região”. Na madrugada de sexta-feira, oito Estados do Nordeste atravessaram a madrugada na escuridão. Houve um apagão, certo? Errado, repetiu nesta segunda-feira o ministro Edison Lobão. Cabelos e sapatos engraxados com igual capricho, voz de apresentador de circo, o canastrão maranhense recitou a fala que lhe coube no ato mais recente da ópera dos farsantes: “Não houve apagão. Houve interrupção provisória de energia elétrica”. Quer dizer: embora tenha ocorrido seu significado, o substantivo não aconteceu.
O que ainda esperam os jornalistas para atirar pilhas de dicionários sobre a figura bizarra?, estaria perguntando Nelson Rodrigues. O que há com a imprensa que finge enxergar um ministro de Minas e Energia onde só existe o capataz do latifúndio mais produtivo da capitania explorada pela Famiglia Sarney? Num país sério, um Lobão seria despejado do gabinete no meio da primeira frase cretina. No Brasil da Era da Mediocridade, é outro reincidente sem medo ─ e cada vez mais atrevido. Já não gagueja quando conta que, entre tantos assombros, o apagão foi expulso do país por Lula e proibido definitivamente por Dilma de dar as caras por aqui.
Submisso a todos os governos desde que se apaixonou pela ditadura militar, Lobão estreou no papel de doutor em eletricidade em novembro de 2009, escalado por Lula para justificar o blecaute que afetou metade do Brasil. Numa entrevista coletiva inverossímil, surpreendeu a nação com a versão espantosa: ocorrera apenas a paralisação da usina de Itaipu, provocada por trovões que ninguém ouviu e raios que não caíram. Até então preocupada só com a própria imagem, a candidata que foi ministra de Minas e Energia entre 2003 e 2005 enfim se animou a entrar no picadeiro. “Nós também temos uma outra certeza de que não vai ter apagão”, declamou. E o apagão da véspera?, intrigou-se uma jornalista. “Não confunda apagão com blecaute, minha filha”, irritou-se Dilma Rousseff. Outra que merece uma tempestade de dicionários. Não sabe que apagão e blecaute são sinônimos. Ou finge não saber, o que é a mesma coisa.
“Apagão foi o do Fernando Henrique”, ensinou. Errou de novo. Em 2001, o que houve foi racionamento de energia, decretado para evitar um grande e demorado apagão. Ao compreender que a insuficiência de água nos reservatórios, a falta de chuvas e a escassez de investimentos se haviam conjugado para levar o sistema à beira do colapso, FHC fez um corajoso pronunciamento em rede nacional de TV. Reconheceu os erros cometidos, não se intimidou com o desgaste político resultante do racionamento, transformou a questão em prioridade absoluta e encarregou uma força-tarefa da busca de soluções. Entregou a Lula um país iluminado. O sucessor repassou-o na penumbra.
A escuridão que castigou 46 milhões de nordestinos iluminou a face enrugada de um governo que já nasceu velho. Tem tanto apreço pela verdade quanto Lula, e está ficando ainda mais parecido com Sarney. A exemplo do registrado em 2009, o apagão deste fevereiro avisou, aos berros, que o sistema elétrico está em decomposição. Os equipamentos são obsoletos, faltam investimentos, sobram administradores ineptos. Se fosse mais que um apêndice de Lula, Dilma já teria internado o paciente na UTI. Em vez disso, ratificou a opção preferencial pela mentira feita pelo padrinho há oito anos. E reencenou o espetáculo da vigarice, protagonizado pelo mesmo ministro que Sarney nomeou.
“O sistema é robusto, é muito bom e é moderno”, fantasiou Lobão. “Não há no mundo nada mais moderno que o sistema brasileiro”. Não pode ser robusto nem muito bom um sistema que, segundo dados oficiais, registrou 91 apagões de menor calibre só em 2010 ─ um aumento de 90% em relação a 2008. Não pode ser moderno um setor controlado pela Famiglia que há 50 anos atormenta o Maranhão com o recorrente assassinato do futuro.
Em 2009, ao celebrar a erradicação dos apagões, Dilma resumiu o segredo do milagre. “É que nós, hoje, voltamos a fazer planejamento”. Na sexta-feira, ela consumou o que vinha planejando faz tempo. Depois de prometer valer-se do critério do mérito para compor o primeiro e o segundo escalões, resolveu afastar do setor elétrico o que restava da turma do deputado Eduardo Cunha. E entregou ao bando de José Sarney o controle completo do Ministério de Minas e Energia.
É como afastar o Comando Vermelho para que o PCC governe sozinho um território sem lei.
====================================
Comento: com a devida vênia sr. ministro; um conjunto de explicações como esse seu agora e na ocorrência do sul-sudeste em 2009 com aquela conversa mole de 3 raios atingindo 3 linhas ao mesmo tempo, é uma vã tentativa de fazer todo mundo de imbecil. Por manter seu curral eleitoral em cidades cuja população é mantida desavergonhadamente na "escuridão das letras" para que seja manobrada sem o menor pudor e eleja quem lhe for do agrado, não pense que a todos pode dizer a asneira que lhe vier na telha.
Centenas de técnicos de altíssimo gabarito técnico existem nos quadros das empresas do setor elétrico ou nas boas universidades, e babam de raiva de ver o senhor desfazer de seus conhecimentos junto com os apaninguados políticos que são colocados para administrar seus ambientes de trabalho.
Erros e falhas em equipamentos existem, mas sempre poderão ser previstos e contornados por sistemas adequadamente planejados, executados pelo preço justo e operados/mantidos por quem os conhece desde que lhes deem os recursos necessários.
O cacique conhece disso e o senhor está falando merda, prá dizer o mínimo.

Casamento Narrado

Imagine um narrador de futebol transmitindo um casamento...Imperdível.

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Criminalizar a Homofobia? O PL 122 Volta a Tramitar.

NOTA INICIAL: O texto é meio longo. Tenha paciência e leia até o final.

O Brasil, país conhecido em todo o mundo por sua tolerância e respeito às diferenças raciais, religiosas e étnicas, e onde se verifica convivência pacífica e, em muitos casos, amizades profundas, entre católicos e evangélicos; judeus e muçulmanos; pretos e brancos; ricos e pobres; latinos e saxões; só para servir de exemplo, encontra-se hoje diante de uma flagrante ameaça à liberdade de expressão e culto.
Foi desarquivado no Senado Federal e volta a tramitar o Projeto de Lei (PL) 122, que possui em seu bojo a definição de regras e punições para a tratativa de crimes de homofobia, ou seja, passará a ser crime discriminar homossexuais, idosos e deficientes.
O Projeto voltará a ser discutido devido a requerimento protocolado nesta segunda-feira (07/02) pela recém-eleita senadora Marta Suplicy (PT-SP); que conseguiu as 27 assinaturas de senadores necessárias para garantir o desarquivamento da proposta e a matéria já se encontra na Secretaria Geral da Mesa, pronta para ser lida em Plenário a partir desta terça 08/02. Após a leitura, o projeto retoma a tramitação.
Caso aprovado no Senado (onde terá que ser votado ainda nas comissões de Direitos Humanos (CDH); de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) e no Plenário, o projeto terá que ser analisado novamente pela Câmara dos Deputados, uma vez que modificações à proposta foram incluídas em novembro de 2009, quando foi aprovado na Comissão de Assuntos Sociais (CAS).
À guiza de evitar o preconceito, o PL também possuem regras para silenciar e censurar a pregação dos preceitos religiosos milenares e em breve poderemos assistir padres e pastores sendo presos por pregarem o Evangelho, como em muitos países da África, e pais perdendo a guarda dos filhos por transmitirem a sua convicção religiosa, como ocorre em localidades do Oriente Médio.
O projeto original é de autoria da então deputada federal Iara Bernardi e foi aprovado na Câmara em dezembro de 2006. A proposta altera a Lei nº 7.716, de 5 de janeiro de 1989, que tipifica "os crimes resultantes de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional".
Num primeiro momento trata-se de criar um mecanismo para punir exageros de manifestação e punição de eventuais grupos extremistas, como os Skin Heads, em seus arroubos de critérios seletivos do que seja certo ou errado.
Nem tanto ao mar nem tanto à terra. A legislação em vigor comporta mecanismos que suportam meios de combater tais excessos. Se é preciso aprimorá-los, não se o pode fazer implementando outros radicalismos.
O Brasil é signatário da Declaração Universal dos Direitos Humanos, que em seu Artigo 7° cita que "Todos são iguais perante a lei e, sem distinção, têm direito a igual proteção da lei. Todos têm direito a proteção igual contra qualquer discriminação que viole a presente Declaração e contra qualquer incitamento a tal discriminação”; além do que a própria Constituição Federal em seu Artigo 3º diz que "Constituem objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil: IV - promover o bem de todos, sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade e quaisquer outras formas de discriminação [...]" e no Artigo 5º "Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza”.
Os defensores da lei afirmam que 10% da população brasileira continuam a sofrer discriminação (assassinatos, violência física, agressão verbal, discriminação na seleção para emprego e no próprio local de trabalho, escola, entre outras), e os agressores continuam impunes. A ser fato indiscutível (não estou aqui avaliando a estatística), esse problema não se corrige por uma lei altamente discriminatória, mas por ações mais efetivas de polícias e judiciário.
Numa nova concepção legal, estaremos inseridos num enorme problema que envolverão laços afetivos, de parentesco, profissionais e outros, pois essa discriminação extrapola suas vítimas diretas, agredindo também seus familiares, entes queridos, colegas de trabalho e, no limite, a sociedade como um todo.
O projeto atacará diretamente a liberdade de expressão, de opinião, de credo e de pensamento de todos aqueles que, por motivos religiosos ou morais, se manifeste contra variantes de orientação sexual e identidade de gênero.
Observa-se numa análise mais aprofundada do projeto; que este coloca os sacerdotes e líderes religiosos; católicos, evangélicos, espiritas, mulçumanos, judeus e outros, cujos estatutos religiosos como a Bíblia, o Alcorão e a Torá que terminantemente não aceitam o relacionamento sexual que não seja entre um homem e uma mulher, estão com um "pé na cadeia" caso em suas liturgias sequer leiam um texto registrado nos seus livros sagrados milenares, de cuja fé é a sua estrutura e por acaso esteja entre os seus ouvintes algum adepto GLBTS. Da mesma forma não poderá nos seus locais de culto impedir que as mesmas pessoas troquem carícias e até se beijem, como muitas vezes ocorrem nos templos religiosos.
Teme-se que esta lei que concede prerrogativas que também não são concedidas a grupos como indios, negros, idosos, deficientes crie uma verdadeira "casta" de GLS, de forma que o objetivo da lei tenha o efeito inverso ao pretendido, face ao terror que levará à sociedade, onde até um pai não poderá orientar o seu filho e tem mais, até um pedófilo poderá alegar em sua defesa que a orientação sexual dele é gostar de satisfazer suas lascívias com criancinhas que poderá ser o seu filho, o seu sobrinho, a sua netinha, ou da sua vizinha ou da sua empregada.
Destaco que está no projeto de lei que o caput do art. 1º da Lei nº 7.716, de 5 de janeiro de 1999, passa a vigorar com a seguinte redação:
“Art. 1º Serão punidos, na forma desta Lei, os crimes resultantes de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião, procedência nacional, gênero, sexo, ORIENTAÇÃO SEXUAL e identidade de gênero".
Uma leitura mais apurada no texto do PL 122/06 – que prevê detenção de um a três anos para quem for condenado por injúria ou intimidação ao expressar um ponto de vista moral, filosófico ou psicológico contrário ao dos homossexuais – revela que, na prática, a pregação de alguns trechos da Bíblia e outros livros religiosos poderão ser criminalizados, a despeito das diferentes interpretações de correntes doutrinárias.
No caso de materiais impressos, a nova lei prevê o confisco e a destruição dos mesmos, o que os expõe ao risco de serem recolhidos e destruídos pelas autoridades brasileiras. No caso de transmissões televisivas ou radiofônicas, a lei prevê a suspensão das licenças.
A ameaça torna-se ainda mais gritante ao atingir os próprios crentes brasileiros, que são os principais financiadores de missões, igrejas e programas nos meios de comunicação de massa que se propõem a pregar o Evangelho.
Isso porque, pelo que está previsto, a quem financia, patrocina ou presta assistência a qualquer um que “transgredir essa lei”, ou seja, que pregar qualquer ponto que desagrade a um homossexual, poderá ser condenado a uma pena de dois a cinco anos de prisão.
Como cristãos, ou seja, como defensores do amor ao próximo pregado por Jesus Cristo, não aceitamos que qualquer pessoa, seja homossexual ou não, sofra atos de violência, seja proibida de permanecer em locais públicos ou tenha seus direitos civis violados – pontos que estão servindo de justificativa para os que defendem tais projetos.
Só não podemos permitir a invasão de um direito assegurado na Constituição Federal de 1988, no artigo 5º, inciso VI: “É inviolável a liberdade de consciência e de crença”.
O protesto não deve se ater a lançar tag no twitter ou compartilhar em facebook e outras redes sociais. Envie seu protesto para os senadores envolvidos na aprovação destas Leis por meio de cartas, telefonemas, twitter, fax e emails;
Participe de todos os abaixo-assinados que expressem o descontentamento com estes projetos de lei e assegure que eles sejam entregues às autoridades.
Entre em contato com o parlamentar em quem votou ou não e chame a atenção dele à questão.
Repasse estas informações sobre a ameaça que estas leis trarão à liberdade de expressão e culto no Brasil a TODOS os seus conhecidos. Utilize seu mailing pessoal e os meios de comunicação a seu alcance.
Nossa tão propagandeada liberdade religiosa pode estar com os dias contados. E não é apenas o cristianismo que está correndo o risco de ser censurado. O islamismo e o judaísmo também, pois todas tratam do assunto em seus livros sagrados.
Portanto, o que está em questão não é o homossexualismo em si e sim a criação de um crime de expressão e opinião religiosa.
EM TEMPO: QUEREMOS RESSALTAR QUE NADA TEMOS CONTRA O GRUPOS DE GAYS, LÉSBICAS, TRANSEXUAIS E SIMPATIZANTES, POIS SEGUNDO A PROPRIA CONSTITUIÇÃO TODOS SÃO IGUAIS PERANTE A LEI. SÓ ENTENDEMOS QUE QUEM É CONTRA TAIS MANIFESTAÇÕES NÃO PODE SER CRIMINALIZADO POR ISSO. TAMBÉM NINGUÉM É OBRIGADO A ACEITAR.

Sites e blogs consultados: Não Homofobia; Jus Navigandi; Portas Abertas; Revista Lado A, Cristianismo Pensante, Brasil Metodista, CPAD News, InforMissões, O Globo, Portal G1, o Estado de São Paulo, Folha de São Paulo, VEJA, Senado Federal, Câmara dos Deputados.
Postagens Correlatas:
O Dois em Um do PL Gay 122 por Maria da Penha Vieira
Assassinatos Contra Gays, dados manipulados por Mídia Sem Máscara

PAC Empacado

Via Contas Abertas
Dados dos relatórios estaduais divulgados pelo comitê gestor do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) revelam que apenas 19% das ações previstas foram concluídas após quatro anos de programa. Das 13.377 ações listadas pelo governo nos três eixos – logístico, energético e social-urbano –, pouco mais de 2.500 foram finalizadas até dezembro de 2010. Cerca de 5.100 empreendimentos (38%) ainda estão no papel, ou seja, nos estágios classificados como “ação preparatória” (estudo e licenciamento) e “em licitação”, enquanto exatamente 5.750 ações constam em obras ou em andamento, quantidade que representa 43% do total
O cálculo do governo federal é baseado no valor investido nas obras, e não na quantidade física listada nos relatórios estaduais do programa. Assim, de acordo com o balanço de quatro anos do PAC, R$ 619 bilhões (94%), dos R$ 657,4 bilhões já foram aplicados nos projetos do programa entre 2007 e 2010. As ações concluídas somam R$ 444 bilhões, ou 68% do total.
Da verba global desembolsada, R$ 216,9 bilhões são de financiamentos habitacionais para pessoas físicas, o equivalente a 35% do aplicado entre 2007 e 2010, ou metade do que o governo garante ter concluído. O restante da fatia aplicada é dividido entre empresas estatais (R$ 202,8 bilhões), setor privado (R$ 128 bilhões), Orçamento Geral da União (R$ 55 bilhões), contrapartida de estados e municípios (R$ 9,3 bilhões) e financiamento ao setor público (R$ 7 bilhões).
Ou seja, mais uma vez a "materialização" dos feitos do governo só se verifica quando se faz manobras contábeis.



Camuflagem Da Boa

Pesquisa Estuda Enlatar Matrinchã

Via jornal A Crítica Manaus/AM em 06/02/2011

Uma pesquisa da Universidade Federal do Amazonas, quer inserir os psicultores do estado no rentável mercado dos enlatados, que movimentou em 2009 R$ 1,25 Bilhões e em 2010 produziu 100 mil toneladas. A idéia é desenvolver técnica semelhante à que se pratica com atum ou sardinha disponibilizar o pescado em conserva.

Os criadores levam em torno de 1 ano até que os peixes atinjam 1 ou 1,2 quilos, o ideal para a comercialização, com altos custos com ração (70% dos custos totais), requerendo empenho de capital por longos períodos. Com a técnica, alguns indivíduos mais jovens poderiam ser preparados para comercialização, podendo o produtor se capitalizar mais cedo.

Os molhos serão os tradicionais salmoura, óleo comestível e tomate. Será desenvolvido também um molho tropicalizado à base de coentro e de um mix de pimentas, ardosas ou apenas aromáticas.

A matrinchã é um peixe de primeira linha e muito apreciada em assados, principalmente na brasa, envoltas em folha de bananeira(diliça, huuum, huuum; o cacique adora). Existem técnicas inclusive de desossagem o que lhe confere um prazer a mais na degustação.

Leia mais detalhes em A Crítica

domingo, 6 de fevereiro de 2011

Ataque Aéreo

Vemos no filme a seguir um ataque aéreo noturno feito por um caça A10-Thunderbolt contra alguns inimigos de seu piloto.
Observar o tremor na câmera na hora dos disparos; o delay entre os tiros e a chegada das balas nos alvos (+/- 3 segundos); a imagem térmica de alvos e projéteis e o carreirão do cachorro nos primeiros disparos.
O A10 é uma caça monolugar, bi-turbinado, para ataque ar-terra (originalmente contra blindados) em baixa altitude e média velocidade, que usa um canhão giratório de 7 canos, calibre 30 mm, com estoque de 1.350 cartuchos incendiários e perfurantes, instalado no nariz; além de 11 slots para uma enorme gama de bombas e mísseis, incluindo os famosos e poderosos Hellfire e Sidewinder.
Com início de operações em meados da década de 70, deverá operar até 2030, quando será substituído pelo fantástico F35-Typhoon (aguardem postagem sobre este caça).

video

Origami com Cédulas de Dólar