Read In Your Own Language

sábado, 28 de janeiro de 2012

Com J se Escreve Jumento, Meu Deputado

Vi lá no KibeLoco e não resisti a dar uma kibada. EITA...O feitiço virando contra o feiticeiro?
Durante uma sessão da Assembleia Legislativa de Goiás, o deputado estadual Túlio Isac (PSDB) quis ser irônico ao criticar as manifestações do Sintego (Sindicato dos Trabalhadores em Educação), mas só conseguiu passar por ignorante…

Na Propaganda Nada Se Cria, Tudo Se Copia

O babado de ontem no ramo da propaganda e marketing, foi a revelação de que o comercial bombástico da Luíza no Canadá, que virou meme em poucos minutos na grande rede, não passa de uma cópia requentada de uma propaganda eleitoral do então candidato a prefeito de São Paulo, Geraldo Alckmin em 2008.
Aquela propaganda, que encerrou o horário eleitoral na TV na campanha daquele ano, mostrava Alckmin com sua família em uma sala, menos Geraldinho, que estava trabalhando no México. Lá estavam dona Lu Alckmin, seu filho Tomás, sua filha, Sophia, e seu genro, Mário.
No caso da Paraíba, a frase dita pelo colunista social Gerardo Rabello foi "Menos Luiza, que está no Canadá".
Até a posição das pessoas no vídeo, sentados em uma sala é semelhante.

O publicitário responsável pelo filme paraibano, Alberto Arcela, afirmou desconhecer a propaganda eleitoral de Alckmin.
Compare as duas propagandas:








Novo Mapa do Brasil

Novo mapa do Brasil. Copiado de meu amigo MASCATE

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Eita País Prá Dar Cordel

Até parece feitiço,
As coisas desse Brasil.
Cada dia que se passa,
Um novo evento surgiu.
Roubalheira nem se fala,
Já são milhões vezes mil.
Vai descendo de escalão,
Zoeira igual não se viu.


No começo da semana,
Teve por lá um festão.
Parecia passeata,
Com tudo que é figurão.
Não se via pé rapado,
Muito menos cidadão.
Eram todos prá saída,
Do ômi da educação.

Trololó teve de monte,
Discurso teve também.
Esqueceram de falar,
Das cagadas do ENEM.
Aquela prova encruada,
Pesada qual elefante.
Que vive a atormentar,
Tudo quanto é estudante.


Projetada para o fim,
Do bicho vestibular.
Era só fazer a prova,
E na faculdade ficar.
Numa trocaram as salas,
Na outra a correção.
Pior foi quando roubaram,
Até mesmo a solução.

Teve o lance do bandido,
Que matou 4 na Itália.
Que em terras tupiniquins,
Encontrou quem agasalha.
Deram abrigo e sem remorso,
Não lhe deixaram na mão,
Além de deixar ficar,
Lhe tornaram cidadão.


Nem precisou passaporte,
Pois lhe deram carteirinha.
Como se aqui estivesse,
Sua vida inteirinha.
Homem de bem, sério e probo,
Um pacato cidadão.
Desrespeitando a memória,
Dos mortos por sua ação.

Ou outro lá do combate,
Do flagelo da secura.
Que sempre assola o nordeste,
E mata até saracura.
Desviou uma porrada,
De grana dessa nação.
Invés de acabar a seca,
Enricou o afilhadão.
Do líder dos deputados,
Do famoso partidão.


A dentuça arretou-se,
Na hora que ele falou.
Que ninguém o tiraria,
Do cargo que nomeou.
Pois já tinha precedente,
Que já tinha acontecido.
Da governANTA acoitar,
Um bocado de bandido.

Teve também o bigode,
Que trocando a confraria.
Chegou na educação,
Lá da Tecnologia.
Onde o que mais belo fez,
Lhe falando a verdade.
Foi mandar tocar sirene,
Quando vinha a tempestade.


Prometeu um projetão,
Prá prevenir a tragédia.
Coisa de primeiro mundo,
Não tinha na enciclopédia.
Um sistema que diria,
Usando aquele olhão,
Instalado lá no céu,
Prevendo até furacão.
Coisa que nosso país,
É sabido, não tem não.

Nos negócios de petróleo,
Sem causar alteração.
Apareceu nova chefa,
Um verdadeiro dragão.
Daqueles que nem São Jorge,
Com sua coragem danada,
Ousava enfiar a lança,
Temendo ficar emperrada.


Que bicha feia da poha,
Até parece desgraça.
Não sei porque lhe botaram,
O belo nome de Graça.
A coisa parece que vem,
Rolando faz um tempão.
Que tem até apelido,
E lhe chamam caveirão.

Dizem que é competente,
Que conhece bem do tema.
Ostenta crachá da empresa,
Nunca temeu o problema.
Mas descobriram ligeiro,
Que o trabuco é ingrato.
Pois o marido da fera,
Tá cheinho de contrato.


Sem precisar concorrer,
Nem ganhar licitação.
Ganhando da Petrobras,
Um bocado de milhão.
Arranjado com certeza,
Por quem do lar é rainha.
E não ia dispensar,
Pro maridão a boquinha.

Teve um fato bem gozado,
Esse convém relatar.
No dia que presidenta,
Foi com gari almoçar.
Esquecendo da promessa,
Que ela fez na eleição.
Vetou todo o projeto,
Regulando a profissão.


Na parte da natureza,
Muita coisa aqui surgiu.
Mas nada foi parecido,
Com o sol que explodiu.
Causando a tempestade,
Que não é de chuva não.
É um toró diferente,
Cheio de radiação.
Fazendo o povo na terra,
Pensar no fim do mundão.

Bem pertinho do final,
Da semana que passou.
Lá no Rio bem no centrão,
O edifício desabou.
Coisa da mais triste sina,
Caiu e mais dois levou.
Tragédia não foi maior,
Pois o trabalho acabou.


Uma coisa que seria,
Bem difícil de esquecer.
Foi a desocupação.
Que a justiça fez valer.
Acolá no Pinheirinho,
Uma grande invasão.
Que usaram prá fazer,
Uma grande confusão.

Aquele que poderia
A coisa ter evitado.
Deixou por lá correr frouxo,
Por oito anos calado.
Na hora que a justiça,
Decretou reintegração,
Fizeram um alvoroço,
Rosnando igual um leão.


Mandaram até graduado,
Do palácio federal.
Prá dizer a puliça,
Só queria fazer mal.
Esquecendo que outrora,
Na minha cara e na sua.
Disseram que apanhava,
Seja na urna ou na rua.

Prá fechar esse cordel,
Com um assunto mais ameno.
Veio lá da Paraíba,
A propaganda veneno.
Da família reunida,
Falando de um tal lugar,
Só faltando a Luíza,
Que foi lá pro Canadá.

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Brasileiros Nos EUA


A Institucionalização da Casa de Noca

Neçepaíz está realmente institucionalizado o regime da casa de noca, onde tem tudo que se quer, onde todos mandam e ninguém obedece, como se diz no ditado popular e naquela marchinha de carnaval.
Na alça de mira há uma porrada de tempo, Elias Fernandes é o diretor geral do Departamento Nacional de Obras Contra a Seca - DNOCS desde 2007, indicado por ninguém menos que o líder do PMDB na Câmara dos Deputados Henrique Eduardo Alves. Tem rolo prá mais de quilo no orgão. Fala-se em quase 200 milhetas.
Dona deelma ameaçou de trocar a criatura e se meteu numa camisa de 11 varas. Ontem, num claríssimo e inadmissível ato de prepotência e violação das leis de independência do poderes da república, o caboco Henrique, representando claramente o PMDB, desafiou ontem o Planalto a demitir o apadrinhado.
Segundo rola nos jornalões, Riquinho teria questionado se "O governo vai brigar com metade da República? Com o maior partido do Brasil? Que tem o vice-presidente da República, 80 deputados, 20 senadores? Vai brigar por causa disso? Por que faria isso?"
Trata-se evidentemente de uma repetição dos filmes que já estiveram em cartaz com os demais sinistros e funcionários de alto escalão da administração da governANTA que não foram demitidos, mas afastados a pedido; e cujos partidos peitaram assintosamente a dita cuja e ficou por isso mesmo.
Danem-se os eleitores e contribuintes extorquidos dessa nação varonil. O que importa é manter a governabilidade, seja lá que poha for isso.

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Merca: O Irrecorrível Incorrigível

O maior ministro da ciência e tecnologia brasileiro desde Pedro Álvares Cabral, o homem que implantou o mais eficiente sistema de alerta contra catástrofes provocadas por intempéries desde o grande dilúvio, capaz de fazer um ser humano acionar uma sirene toda vez que olhar uma nuvem de chuva no horizonte, o parlamentar de opinião mais firme e irretocável dentro do limite máximo de 1 minuto; Aloísio Mercadante, tomou posse ontem como o novo ministro da educação, substituindo o demolidor de auto-confiança estudantil Fernando Malddad.
Num evento badaladíssimo politicamente, posto que Nando é o ungido pelo 9 dedos para ser candidato a prefeito de Sampa (ver imagem no post aí em baixo), Merca teve seu momento de grandiosidade ao anunciar o nêgo e o cachimbo para sua gestação à frente da pasta.
Começou com um emocionado "minha gestão a frente deste ministério não será um trampolim para projetos pessoais ou partidários. Será sim uma alavanca suprapartidária para a melhoria da educação brasileira, assim como aconteceu no ministério da ciência, tecnologia e inovação". Prá quem conhece a determinação do Merca em projetos e missões, sabe-se que tal compromisso não dura até uma eleição prá síndico de prédio que seja, basta ver o caráter irrevogável que adotou em casos anteriores.
No seu discurso, Merca lançou duas "novas" propostas para a área de educação. Como cabe aos petralhas a usurpação de idéias dos outros, ambas já rolavam no MEC mesmo na gestão do Maddad, faltando apenas serem formatadas e divulgadas como projetos de governo.
A primeira chama-se pomposamente de Alfabetização na Idade Certa, com o revolucionário objetivo de intensificar o ensino de crianças de até oito anos de idade. Uma coisa que é evidente desde o casal Adão e Eva e seus filhos Caim e Abel. Num repente de iluminismo merca ainda disse que "O custo, depois, de você recuperar pedagogicamente é muito alto e o risco é muito grande. Nós perdemos essa criança e ela simplesmente abandonará a escola". Confesso que chorei.
Faz parte dessa proposta também tirar do papel o projeto para a realização de um exame nacional para os professores e também trabalhar em conjunto com estados e municípios na contratação de profissionais para ensino fundamental e médio e que pretende estudar a possibilidade de conceder incentivos para que bons profissionais se desloquem ou permaneçam em áreas críticas na periferia do país. Aí quase desidratei de tantas lágrimas.
A outra novidade revolucionária anunciada visa a população no campo e se chamará PRONACAMPO, com a meta de reduzir os índices de analfabetismo. Mas o MOBRAL dos governos militares já tinha esse programa. Portanto, é mais uma idéia parida por outros.
O novo (???) ministro também disse que vai brigar por recursos do pré-sal pois "é uma oportunidade histórica fantástica. Os nossos netos não terão acesso, então não podemos desperdiçar inchando a máquina pública ou não trabalhando em um legado para o futuro e o legado fundamental é a educação".
CUMA? O Merca falando em máquina inchada e futuro? Só pode ser piada.
Merca também fez a mesma defesa que toda curriola do seu antecessor dizendo que o ENEM é um grande mecanismo para democratizar o acesso ao ensino superior, fazendo a ressalva que é preciso "aprofundar os esforços para aprimorar a sua aplicação".
Bom...só acho que a educação brasileira merece coisa melhor e duvi D O dó que não exista alguém realmente da área que não possa fazer uma melhor gestão. Mas a eles só interessa os dividendos políticos.
Só lamento.

Detesto Telinha de SmartPhone



terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Enquanto Isso, Na Festa do Malddad


As Tempestades Solares

Desde ontem se fala nos efeitos danosos das tempestades solares sobre a superfície da terra. Muitas coisas são informações científicas e sérias, embasadas nas informações das principais agências espaciais e climatológicas existentes. Mas também tem muito terrorismo.
Com um ciclo bem definido de ocorrência, as tempestades solares são acompanhadas por muita gente boa, como a NASA, a NCAR e a NOAA, agências americanas de espaço, investigações atmosféricas e oceanografia respectivamente.
sabia-se que ocorreria uma intensa tempestade solar em 2012, estimada em 30% a 50% mais forte que a anterior e também a maior dos últimos 50 anos. Segundo a NOAA, será de magnitude G3 numa escala até G5.
AQUI tem uma descrição da escala e seus efeitos.
Acontece que essas tormentas solares se limitam a interferências nos sistema que uam ondas eletromagnéticas em seu funcionamento, como TV´s, rádios, celulares, GPs´s,e tc; nada constando como efeitos catastróficos decorrentes das enormes elevações de temperatura na superfície do sol, posto que são absorvidas pelo vácuo espacial, não tendo, nem de longe, a capacidade de destruir fisicamente a Terra e muito menos as pessoas. Tem até sites na internet que chegam ao ponto de indicar guias de sobrevivência para a tormenta solar.
A última tempestade solar de grande proporção é de 1958 e uma de suas consequências que costuma ser lembrada é que a sempre belíssima aurora boreal pôde ser vista em regiões mais do polo norte, abaixo até do circulo polar Ártico.
Portanto não precisa usar protetor fator 5000 nem recorrer a isolamentos sob blindagens de concreto e aço.
A imagem deste post é uma foto do sol captada pelos satélites da NOAA no amanhecer do horário GMT.

Não Deu Tempo Nem de Esquentar

Nem bem a secou a tinta no papel no post aí de baixo e já aparecem chunchos ligados a dona Graça.Em meio a uma enxurrada de elogios a sua formação e carreira na Petrobras, já li bem cedo na imprensa que também fala, quase En Passant de que, apesar de estar cotada prá ser otoridade desde o começo do governo de deelma, incluindo um ministério em Brasília (prá ser mais exato, a Casa Civil), dona Graça já esteve em bocas de Matilde pois desde então já haviam fortes rumores de que a empresa do marido de Graça abençoadamente multiplicou seus contratos com a Petrobras a partir de 2007, coincidentemente o ano em que a até então simples engenheira da casa, ganhou cargo de direção na estatal.
De 2007 a 2010, a C.Foster, de propriedade de Colin Vaughan Foster, assinou 42 contratos, sendo 20 sem licitação, para fornecer componentes eletrônicos. Antes disso apenas um havia sido firmado. Em nota da ocasião, a Petrobras informou que não firmou contratos com a empresa de Colin, mas fez "pequenas compras de componentes", sem informar, no entanto, o valor total das tais compras. Ainda segundo a Petrobras, houve dispensa de licitação em 20 delas por terem valores abaixo de R$ 10 mil e que nenhuma das compras foi feita por alguma área vinculada à diretoria de Gás e Energia. Ah, assim tá...
Sob a luz dos holofotes, vejamos o que mais surge; lembrando que a Petrobras tem uma enorme pleiade de acionistas internacionais a quem deve satisfação.

Petrobras Terá Nova Presidente

O grande destaque na mídia de ontem prá hoje foi a indicação da atual diretora de Gás e Energia da Petrobras, Maria das Graças Foster, para presidir a estatal, em substituição a José Sérgio Gabrielli, aquele que levou um esporro da governANTA tão grande que chegou a chorar.

Gabrielli deverá ser candidato a governador da Bahia e vai ficar passando uma chuva até a indicação oficial da candidatura numa secretaria do governo de Jacques Wagner.

Claro que ainda resta a formalidade de se aprovado o nome de dona Graça pelo Conselho de Administração, mas é apenas prá cumprir tabela, até porque o presidente do Conselho de Administração da empresa é o nosso querido margarina que já disse que vai apresentar a proposta na próxima reunião do mesmo em 9 de fevereiro próximo.

Para fins de ampla divulgação, até pelas questões de negõcios em bolsa e especulações possíveis, assim que o assunto seja aprovado pelo Conselho, a companhia fará a cabível publicação.

Sabe-se que, desde que assumiu a presidência da República, deelma queria nomear sua ex-auxiliar para o posto, só deixando Gabrielli por imposição do 9 dedos. Ela trabalhou com deelma no começo do governo Lula, quando ainda era ministra de Minas e Energia, depois, presidiu duas subsidiárias da estatal, a Petroquisa e a BR Distribuidora, antes de assumir a diretoria de Gás e Energia da empresa-mãe.

Dona Graça é da mais estreita confiança da governANTA e elas são amigas pessoais. Além da feiura, ela tem um perfil pessoal semelhante ao da dentuça. Gosta de mandar, tem fama de gerentona, se registra como eficaz e durona, gostando de fixar metas e cobra resultados. Ainda não se falou nada sobre atirar grampeadores ou telefones celulares.

Uma coisa é certa. NINGUÉM de sã consciência deixa a presidência da Petrobras prá ser secretário de um estado a troco de nada. Tem boi na linha. Aguardemos.

Esse é o Cara: Seu Antônio

video

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Crônicas do Buzão 3: Chegando em Casa às 07:00

Embora não tenha se passado dentro do buzão, este "causo" se deu em decorrência de seu uso.
Entre a parada em que desço e a empresa onde trabalho, tem uns bons metros a percorrer. Embora sejam ruas de certo movimento, via de regra (eita, isso eu penso em outra coisa) é uma caminhada tranquila, aí pelas 07:00 da manhã.
Hoje foi de uma imparidade sensacional. Pelo canto da vista, vi um pouco à frente, um carro parando, abrir-se uma porta traseira e uma pessoa descer, despedir-se dos ocupantes e seguir na calçada, a essa altura já na minha frente.
Foi quando percebi com mais calma a criatura. Vestido tomara que caia bem curto, cabelos em desalinho e, suprema característica, as sandalias penduradas nos dedos da mão. Trôpega ao extremo, teve muita sorte de não cair, até porque a calçada no local é bem plana e conservada. Uns 10 metros à frente era o portão de entrada de sua casa. A jovem manceba abriu a curva no limite do meio-fio, tal qual uma carreta de 3 eixos fazendo retorno, e literalmente embiocou no rumo do portão, que por sorte estava entreaberto e cedeu sob seu peso.
Como vinha uns 3 metros atrás, pude ver quando passei a briga da senhorita para tentar fechar o portão de volta e me assustar pela escada que teria que subir até a entrada da residência.
Daí prá frente resta-me imaginar uma eventual bronca dos pais e, principalmente, o estado de giro da cama ao se deitar. Sem conceber a ressaca em que se encontraria. #Oremos.

domingo, 22 de janeiro de 2012

Catador de Lixo Não é Profissão.

Prá quem não se lembra, no passado, após visitar José Alencar no Hospital Sírio-Libanês, o 9 dedos e a governANTA estiveram no encontro de natal dos catadores de lixo e prometeram o nêgo e o cachimbo, em especial que a dentuça iria regulamentar a "profissão" de catador de lixo. Chegou até a pedir que a platéia rezasse um Pai Nosso pelo então vice.
Fazendo média e berrando igual um camelô, loola criticou as autoridades que tratam os moradores de rua como "caso de polícia" claramente se referindo a Jilberto Jassab (JK - como ele registrou) e disse que o "problema do Brasil" era o comportamento anacrônico de alguns setores.
Dona deelma também ganhou bilhetes e presentes de materiais reciclados e chegou a arriscar passos de dança acompanhando atentamente as apresentações culturais e se emocionou com a história de uma catadora de lixo, apresentada como Matilde que cresceu com os pais e avós no lixão. No final do ato, aquele um chegou a "se curvar" em agradecimento aos moradores de rua pelas lições aprendidas no governo.
Até a sinistra do Desenvolvimento Social, Márcia Lopes, também se meteu a ser avaliadora de gestões e fez avaliação de que "com a mudança de governo (municipal) vemos que está voltando aquele período de "higienização". Nós não queremos dividir. Queremos somar", disse ela.
No meio do povão como convém a demagogos sem escrúpulos, loola e deelma foram assediados por uma multidão de catadores, especialmente mulheres, que queriam fotos, beijos e abraços, sendo a grande estrela a catadora chamada de Laudirene Sousa,cuja maior virtude destacada pelo Planalto foi ser desdentada", Vê se pode.
A festa, teve todos os direitos cinematográfico, incluindo bonés de movimentos sociais e até presente de Natal dos catadores de recicláveis entregues um ao outro.
Mas a governANTA se esqueceu de tudo isso e vetou na íntegra o projeto que regulamentaria a profissão de catador de materiais recicláveis e de reciclador de papel, mesmo tendo sido um dos oba-obas do antecessor para garantir sua eleição.
O projeto de Paulo Paim foi considerado por deelma “inconstitucional” e que não traria a inclusão social e econômica, que ela mesma e loola alardearam no passado.
E os babacas da oposicinha não sobem nas mesas prá usar este fato. Vão perder todas as eleições daqui até o fim do mundo desse jeito.

O Rotavirus e Os Curumins

É notoria a fragilidade das populações indígenas às doenças dos brancos. E aqui estou falando dos índios de verdade, não aqueles completamente aculturados e imiscuidos nas cidades e que só se lembram que são índios na hora de extorquir alguma empresa que precisa usar suas terras ou recursos a elas vinculados. Mas nem por isso devem ser abandonados à própria sorte.

As comunidades vivem às tirras com invasores, grileiros, ldrões e toda sorte de bandidos, inclusive os ofociais, prontos a lhes enganar e surrupiar alguma coisa.

Além disso, as doenças. No Acre, subiu para 12 o número de crianças indígenas das etnias culina e caxinauá que morreram após terem sintomas de febre alta, vômito e diarreia em aldeias, segundo o próprio Ministério da Saúde, levando as equipes de controle epidemiológico a suspeitar de um surto de rotavírus. Outras quatro crianças estão internadas com quadro estável em Rio Branco.
A equipe, formada por médicos, epidemiologistas, engenheiros e enfermeiros, terá apoio do Exército para trabalhar na região, que faz fronteira com o Amazonas e o Peru.
Segundo o CIMI (Conselho Indigenista Missionário), vinculado à Igreja Católica, há descaso por parte do governo, o que não é nenhuma novidade.
O fato é que meus primos estão padecendo e a culpa é SIM do (des)governo que aí está.
Antes que alguám diga que está do mesmo jeito nas cidades, lembro e destaco que além de tudo aqui em cima tem o isolamento. Prá chegar num lugar desses podem pensar em 3 ou 4 dias de barco e canoas pequenos. Nada de estrada nem carros e ônibus. #Oremos

Niver do cacicão: 87 Anos

Meu papito faz 87 anos hoje. Cabra da poha. O equilíbrio em figura de gente. Muito, muitíssimo aprendi com ele. pena que não herdei o equilíbrio e a paciência. Sou o que sou por conta dos ensinamentos e do exemplo dele.

Parabéns meu pai.