Read In Your Own Language

sábado, 20 de agosto de 2011

Placa Da CIPA no Planalto: Estamos Trabalhando a...

Placa de Controle da Comissão Interna de Prevenção de Arrombamentos - CIPA do Congresso














Uma Citação Premonitória?

Citação da filósofa russo-americana Ayn Rand (nascida Alissa Zinovievna Rosenbaum em São Petersburgo, 02/02/05 — Nova Iorque, 06/03/82) de origem judaico-russa, mais conhecida por desenvolver um sistema filosófico chamado de Objetivismo, que, fugitiva da revolução russa, chegou aos Estados Unidos na metade da década de 1920), mostrando uma visão com conhecimento de causa:

“Quando você perceber que, para produzir, precisa obter a autorização de quem não produz nada; Quando comprovar que o dinheiro flui para quem negocia não com bens, mas com favores;
Quando perceber que muitos ficam ricos pelo suborno e por influência, mais que pelo trabalho, e que as leis não nos protegem deles, mas, pelo contrário, são eles que estão protegidos de você; Quando perceber que a corrupção é recompensada, e a honestidade se converte em auto-sacrifício; então poderá afirmar, sem temor de errar, que sua sociedade está condenada”.

Alguma semelhança com o Brasil de hoje?......

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Cordelando 10 - Faxinando

Mesmo quando era solteiro,
E morava numa pensão.
Sabia que era duro,
Quando tinha um faxinão.
Pegava o balde e a vassoura,
O rodo, o pano e o esfregão.
Poeira voava longe,
Lixo tinha de montão.

Mas veja as coisa que mudam,
Se o tempo começa a passar.
A Faxina nem bem começa,
E já ameaça parar.
Foi assim lá no planalto,
Onde tocou o horror,
Tiram ministro dum lado,
Neguceio pra pescador
Da pesca pro neguceio,
Deu-se o maior bololô.

Daí prá frente um vareio,
Cada enxadada uma minhoca.
Onde a dentuça fuçava,
Cheirava demais a bosta.

Barbudinho de Consultor,
Cobrando feito um danado,
Comprou uma casa tão grande,
Que foram ver seu passado.
E como havéra de ser,
Deu merda prá todo lado.

Depois caiu o Fedoca,
Eleito lá por Manô.
Cabo da Aeronáutica,
Foi como lá se chegou.
Depois que virou prefeito,
Pelo roubo se encantou.
Meteu os pés pelas mãos,
E nunca mais que parou.

Isso sem falar no filho,
Eita menino danado.
Mal completou 20 anos,
E já tava babeado.
Fortuna de cinquenta conto,
Sem ganhar no carteado.

Depois veio o general,
Da banda e não da tropa.
Gostava duma fardinha,
Vestia quando ia prá grota.
Pegava em onça e cobra,
Sem saber que eram animais,
Que os generais de verdade,
Saiam sirrindo atrás.

Quem pensa que agricultura,
É ciência que não erra.
Não vá se enganando não.
Nem pense em cavar a terra.
Pois junta demais ladrão,
E depois nóis que se ferra.

Começou com Jucazinho,
Dedurando Roçadeira.
Que andava nos avião,
Com os mesmos que neguceia.
Sem sequer pedir perdão,
Ao povo que financeia.

Dizem que o que tá na fila,
É aquele velhinho tarado,
Que gosta de farrear.
Com quenga de todo lado,
Mandando a conta prá Câmara,
Ficando todo enrolado.

Eu acho que essa faxina,
Que a governANTA inventou.
Não vai controlar a propina,
Que em Brasília se implantou.
Pois a forma eficiente,
De acabar com isso aí,
E fazer o parlamento,
Aprovar a CPI.







Cordelando 11 - Algema Não Pode Não

Diziam antigamente,
Prendendo uma criatura.
Não se mexa, teje preso.
Mão prá riba não se bula.
Metendo nas mãos bem ligeiro,
Um par de algema bem dura.

Desse jeito seu puliça,
Fazendo bem seu trabalho,
Levava prá viatura,
Os cabra dos mais malvado.
Sem tomar surpresa ou susto,
De vir a ser molestado.

Mas também tem umas cana,
Dos ômi que "são de bem".
Gente que usa gravata,
E é cheio de nhem-nehm-nhem.
Que não pode aparecer,
Em plena televisão,
Com as camisas de seda,
Tendo uma algema na mão.

Os cabra do tribunal,
Aqueles da capa preta.
Com pena dos pobre coitado,
Pegaram papel e caneta
Fizeram uma tal de Súmula,
E tocaram na corneta.
Daqui prá frente não pode,
Algemar quem faz mutreta.

Foi resolvida a questão,
Gritaram os Ômi de toga.
Algema pode mais não,
Vai ficar fora de moda.
Assinado todo mundo,
Publique-se e Tá em Voga.

Assinou o Barbozão,
Eros, Carmem e Seu Peluso.
Aquele do nome bem grande,
Feio, comprido e confuso,
Assinou foi todo mundo,
Alisando os parafuso.

Desde então para adiante,
A coisa não é mais normal.
A lei que nos protegia,
Só protege o marginal.
Porque se não pode a algema,
Sério e bandido é igual.

No meio essa toada,
Na semana que passou.
Botaram um monte em cana,
E a coisa degringolou.

Esquecendo dos bandidos,
Que estavam bem algemados.
Já pulou o Marco Aurélio,
Dona deelma e os agregado.
Chamando de absurdo,
Eles tudo acorrentado.

Onde eu olho nesse mundo,
Vejo nada diferente.
Cadeia prá todo mundo,
Algema e segue em frente.
Só aqui no meu Brasil,
Tem esse tipo de gente.

Russel Crowe, Michael Jackson,
J. Simpson e até Paris.
Pobre, rico, novo e velho,
Só policia é que feliz.
Não se escapa das algemas,
Prá bandido é o que condiz.








quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Procura-se Pobres

Hoje é dia de campanha de busca aqui na Tribo. Aqui em baixo estamos procurando um profissional competente na área do agronegócio e agora vamos procurar um pobre. Claro. Temos que procurar muuuito porque o nove dedos saiu dizendo que tinha acabado com a pobreza no país. E ainda registrou isso em cartório. Pois o Programa Brasil Sem Miséria vai usar o cadastro das empresas de distribuição de energia elétrica em todo o país para achar as pessoas que possam vir a se beneficiar dos programas sociais previstos e imagináveis, contanto que continuem comprando as consciências dos eleitores com suas bolsas. A atividade já é realizada em São Paulo e no Rio e agora vai ser estendida para todas as outras unidades federativas.
O bendito programa ainda espera liberação dos recursos no Congresso, mas isso é mole para o rolo compressor.
Com a ação espera-se que se localize e cadastre quem ganha até R$ 70 - critério do governo para definir quem é miserável - uma das maiores dificuldades para conseguir tirar 16,2 milhões de pessoas da extrema pobreza até 2014, a nova meta social corruptiva de mentes da gestão de dona deelma.
No Sudeste, o problema é mais grave do que em outras regiões: aproximadamente 20% dos potenciais beneficiários estão fora do chamado Cadastro Único (a sigla seria CU?), que permite acesso a programas como o Bolsa Família.
Nessa ação, o Ministério do Desenvolvimento(???) Social saberá quem é inscrito nas empresas como de baixa renda e vice-versa, podendo as companhias usar as informações sobre renda para a tarifa social, que dá desconto na conta de luz.
O ministério negocia um acordo parecido com as empresas de saneamento.
Como não existe refeição grátis, os "pobres assalariados" podem incluir mais essa conta na sua lista de tributos. E sem direito a bolsa nenhuma.

Procura-se Um Engenheiro Agrônomo!

Ontem caiu mais um dos 39 lad...OPS, sinistros de dona deelma. O Wagner Roçadeira que estava na agricultura. E o cabra caiu atirando...Disse que "a culpa desse denuncismo terrível é de um forte e conhecido político paulista, que está fazendo campanha para 2012". Este absurdo não se limitou à cabecinha insana do bandido. O próprio presidente do partido em exercício falou hoje cedo na CBN esta bobagem. E ainda acrescentou que "isso não se limita ao governo de deelma". Até me animei por alguns segundos. Pensei: agora vai dar merda. Como silvícola aqui é apressadinho, nem bem conclui mentalmente a frase e o Waldir Hip Hip Raupp, mandou um "essa coisa vem de muuuuito longe", assim mesmo com ênfase na letra U. Ou seja: culpa da herança maldita do Fernando Henrique. Mais uma vez a culpa não é do criminoso e sim de quem o denuncia.
Sigamos...Pensam que a governanta escolheu alguém que entenda de agricultura, pecuária, produção rural, agronegócio? Negativo. O novo ministro é o deputado federal Mendes Ribeiro, por indicação da bancada do PMDB na Câmara. Além de líder do governo no Congresso, Ribeiro é amigo de Dilma desde os tempos em que ela atuava no PDT gaúcho. Assim como Wagner Roçadeira, também é ligado ao marido de Marcela Temer.
O número 2 ainda disse que havia ao menos quatro candidatos ao posto. "Estudamos quatro ou cinco nomes. O novo ministro terá de ser ficha limpa como foi o ministro Wagner Rossi." Ah Tá...
O romance de deelma com Mendes Ribeiro é antigo e vem da campanha. Ele foi um dos poucos do PMDB gaucho que fez campanha prá ela. E ainda por cima, na saída dele, assumirá Eliseu Padilha, que fez campanha contra este (des)governo e o atual governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro (PT).
A beneficiária do movimento "Com deelma Vou até pro Inferno" implantado por alguns senadores cheira calçola, fez uma nota oficial onde disse "Lamentar profundamente a saída do ministro Wagner Rossi, que deu importante contribuição ao governo com projetos de qualidade que fortaleceram a agropecuária brasileira. Agradeço seu empenho, seu trabalho e sua dedicação.
Ö melhor ela guardou para o fim: "Lamento ainda que o ministro não tenha contado com o princípio da presunção da inocência diante de denúncias contra ele desferidas."
Será que a PF vai ter que levar ela junto prá provar quando alguém roubar, prá ela e os demais poderem acreditar?
E a pergunta que titula esse post: Não tem um engenheiro agrônomo, florestal ou outro técnico capaz de conduzir uma das maiores fontes de divisa deçepaiz que é o agronegócio? Tem que ser um político dos mais entranhados na "governância"?
Vamos ver quanto dura até o seu próprio escândalo.

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Pagar Fiança Com Cheque Sem Fundo É O Fim da Picada

Quando o José Simão diz que ser humorista no Brasil é moleza pois é o País da Piada Pronta, acham que ele é extremista. Na tal operação Voucher no MINTUR, prenderam meio mundo que já foi solto no fim de semana seguinte sob fiança e já berraram aos 4 ventos suas inocências.

A serrergonhcice é enorme, pois não se terá como rastrear até o bolso final a grana que fugiu, ficando limitada a "pesquisa" ao caixa das empresas fantasmas. Pronto; parou aí. Portanto a deputada e outros beneficiários finais ficarão apenas no susto e na carreira.

Ironicamente, uma das criaturas nefastas é pastor, zelador portanto dos "bons costumes evangélicos onde contsta Não Roubar". Pois não é que o senhor pastor não satisfeito ainda incluiu um crimezinho de estelionato. Pagou a fiança com cheque sem fundo. Achou pouco? Sabe o nome dele? Wladimir FURTADO! Que eu saiba, a justiça não aceitava cheque e nem'fazia a prazo prá calote! Aproveitando que foi concedido até sexta feira 19/08 prá cobrir o cheque, dizem as más linguas que o missionário ainda vai fazer uma coleta entre seus fiéis, um dízimo extra, prá resgatar o voador.

Realmente quem se ferra neçepaíz é somente o vendedor de bilhete de loteria. Toda vez que esses caras gritam perto de nossos políticos "Olha a Federal! Olha a Federal!", todo mundo sai correndo! Não sobra um!

Se Alguém Me Falar de Escopo Mais Uma Vez...

O sinistro dos transportes Paulo Sergio Passos foi ontem no senado prá defender as falcatruas que acontecem no buteco dele desde 2003, ainda na gestação do EX e Fedoca Nascimento, quando o atual era secretário executivo e, portanto, acompanhava tudo de pertinho, sendo titular muito tempo enquanto Fedoca brincava de enganar os eleitores amazonenses.

Ontem (16) o pequenos passos foi mais uma vez tripudiar da inteligência dos brasileiros. Veio também com a mesma cantilena de que os aditivos que elevaram valores de obras em estradas e que motivaram as acusações de superfaturamento contra a cúpula da pasta e a saída de 28 pessoas do setor são absolutamente normais. Alegou ainda que as obras são contratadas apenas com projeto básico e que somente depois disso é feito o projeto executivo, mais completo e que aponta as complexidades da obras, o que acaba elevando o preço.
Desculpe meu caro. Mas nem meu netinho de 3 anos e meio acredita numa conversa dessa. É má intenção, má fé e roubalheira mesmo. Porque é possível se colocar uma estimativa de qualquer obra de arte (pontes, viadutos, passarelas, etc; este é o termo técnico) com muita propriedade em quqlquer orçamento de obra que se faça. "Nem pode ser atribuído a mim ou a qualquer ministro o fato de se trabalhar inicialmente com uma expectativa e depois a expectativa é maior (sic)", disse a criatura.
Assim como Pagot o fez, pequenos passos usou repetidamente o termo "mudança no escopo", para justificar os aditivos. Poha, uma estrada, em qualquer lugar do mundo é a mesma coisa. Cortes, aterros, sub-base, base, contra-piso, piso, acabamentos e obras de arte. Pronto acabou. E eu sou engenhaeiro eletricista. Um especialista faz isso com um pé nas costas e olhos vendados. É só querer. E não me venham querer organizar visitas de imensas delegações na Europa e Estados Unidos prá ter certeza do que estou dizendo.

Senadores da oposição disseram que as declarações de Passos contradizem a atitude da presidente Dilma Rousseff, que fez uma "faxina" no setor.
Segundo o TCU, chegou-se a ter aumentos de mais de 200% no número de aditivos a contratos em 2010 embora Passos negue que tenha sido liberado recursos para obras em BR's com irregularidades graves, desconsiderando relatórios do Tribunal.
Acompanhado de uma porrada aspones, o caboco escolheu umas 3 ou 4 obras como exemplo e sobre elas se limitou a discutir, não oferecendo espaço a questionamentos maiores. "Não se pode confundir uma indicação do TCU de paralisação por irregularidade grave com decisão, porque a decisão cabe ao Congresso", chegou a dizer.
De acordo com o ministro, para baixar o preço das obras, conforme determinação da governanta, os projetos serão revistos e algumas obras simplificadas. Mentira e baboseira também. Obra orçada é obra executada. Tchau e benção. Claro que afirmou ser contra uma CPI para investigar o setor de transportes. "Não acho que tenhamos necessidade de CPI. Temos meios, instrumentos do ponto de vista institucional e legal para investigar irregularidades", disse.
Subindo nas tamancas, o cara ficou quando perguntaram sobre seu chefe de gabinete, Miguel Masella, que era presidente do conselho da Valec, outro órgão atingido por denúncias de corrupção e demissões. "Quem está lhe falando aqui é um homem correto, honesto, de vida, de passado limpo. É alguém que tem 38 anos na esfera federal servindo da melhor forma a causa pública. O secretário que esta comigo eu o conheço há 38 anos e posso lhe afiançar que se trata de profissional íntegro e correto tanto quanto eu", disse ele. UI QUE MÊDA...

Chame as escolas de engenharia da área de atuação do MINTRANS/VALEC/DNIT e peça prá indicar estagiários que tenham médias entre 7 e 9 que eles fazem seus orçamentos. Eu conheço as planilhas de preços básicos dos orgão e elas são completíssimas. Dá prá estimar quaquer obra com precisão de cerca de 90%. O que fugir daí, cabe em aditivos sérios. Ou licita separado o que for Obra de Arte; aliás uma prática muito comum em governos anteriores aos petralhas.

Roubo claro e flagrante. Indiscutível.

Quando Se Quer Construir, Se Constrói

Na China, um hotel de 15 andares acaba de ser construído em tempo recorde.
Tamanha rapidez, no total 136 horas (pouco mais de 5 dias), deve-se ao uso de partes pré-fabricadas, segundo a empresa responsável pela construção, a Developer Broad Sustainable Building.
A estrutura do edifício de 50 metros, construída para agüentar um terremoto de 9 na escala Richter, levou somente 46 horas para ser levantada, segundo o http://newslite.tv/2010/12/01/16floor-hotel-built-in-just-fi.html.
Não foi falado que para este tipo de resultado, os responsáveis e envolvidos no projeto, com um bom gerenciamento, devem ter gasto em torno de um ano na concepção de todos os projetos, mais alguns meses no planejamento e preparo da logística com a construtora, com a rede de fornecedores e demais empresas prestadoras de serviço, cronogramas e fluxogramas, e tempo hábil suficiente, para a obtenção prévia de todas as licenças e alvarás para construírem em pouco mais de 5 dias.

Igualzinho no Brasil dos petralhas

video

terça-feira, 16 de agosto de 2011

Cuidando de Um Cão Cansado

Isso é prá você não dizerem que o cacique é insensível...Bela estória.

Um cão adulto e com olhar cansado estava andando pela rua e entrou em meu jardim. Eu pude ver, pela coleira e seu pêlo brilhante, que ele era bem alimentado e bem cuidado.
Ele andou calmamente até mim e eu o agradei. Então ele me seguiu e entrou em minha casa. Passou pelo terraço, deitou-se em um cantinho e dormiu.
Uma hora depois ele foi para a garagem, latiu e saiu.
No dia seguinte ele voltou, fez "festinha" para mim no jardim, entrou em minha casa e novamente dormiu por uma hora no cantinho da garagem. Isso se repetiu por vários dias.
Curioso, coloquei um bilhete em sua coleira: "Gostaria de saber quem é o dono deste lindo e amável cachorro, e perguntar se você sabe que ele vem até a minha casa todas as tardes para tirar uma soneca."
No dia seguinte ele chegou para sua habitual soneca, com um outro bilhete na coleira: "Ele mora em uma casa com 6 crianças, 2 das quais têm menos de 3 anos - provavelmente ele está tentando descansar um pouco. Posso ir com ele amanhã???"

Brincando de Vídeo game Talvez Saia

Nosso povo é muito otário mesmo. Mas tem uns e outros que se fazem de morto prá comer o coveiro. Suas inçelenças parlamentares são exemplos disso.
Foi instalado na entrada do Congresso Nacional pelo fabricante do F18 Super Hornet, a empresa americana Boeing, um simulador de voo do caça.
Pensa assim a empresa que pode sensibilizar os deputados e senadores pela escolha da aeronave, que disputa com a francesa Dassault e com a sueca Saab a venda de 36 aviões-caças ao governo brasileiro.
Prá não deixar dúvida, a Boeing afirma que está "à disposição" dos parlamentares brasileiros para esclarecer "quaisquer dúvidas" sobre a proposta de venda das aeronaves.
"Além de ajudar o Brasil a atingir domínio aéreo, a Boeing pode ainda ser parceira estratégica em diversas áreas", afirma o vice-presidente da Boeing para Desenvolvimento de Negócios Internacionais, Joe McAndrew.
Já de olho em eventuais taxas de sucesso, a Câmara diz que autorizou a instalação do simulador a pedido do Senado, que neste mês realiza audiências na CRE (Comissão de Relações Exteriores) para ouvir as três empresas. O Senado confirmou a autorização à Boeing ao afirmar que a empresa americana foi a única a solicitar formalmente a instalação do equipamento de simulação de voo.
O simulador vai ficar disponível para o público de terça até sexta-feira (19). Os visitantes e parlamentares poderão entrar na aeronave, simular combates aéreos, ataques contra alvos de superfície, navegação e operação dos sistemas da aeronave.
A bronca da compra dos 36 aviões vem desde o tempo do nove dedos que deixou a decisão para deelma. Nas negociações, além do Super Hornet, concorrem os aviões Rafale, da empresa francesa Dassault (uma opção que chegou a ser dada como certa pelo EX e pelo recém-derrubado Jobim), e os Gripen NG, da companhia sueca Saab (os preferidos dos militares).
Resta ver quem pagará a maior taxa de sucesso, torno a dizer.

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Sobre Indignações e Revoltas

Esta cena aí em cima se repete pelo Brasil afora. Hospitais hiper-lotados, mal aparelhados, com capacidade muito inferior às necessidades e sem a mínima condição de atendimento digno à população. Assim como os hospitais, a segurança da população é pífia e carente. Assaltos, arrastões, sequestros relâmpago; tudo tem aos montes por todos os estados. Some-se as estradas completamente esculhambadas e assassinas e tudo se completa.

Mas o (des)governo se revolta e fica indignado. Com o que foi mutíssimo resumido no parágrafo acima? Claro que não.
O que se vê desde 2003 é a indignação com as prisões de bandidos discarados e serrergonhas apaninguados da administração pública. A ponto do STF editar um acórdão que proibe o uso de algemas no Brasil.

Portanto, calcado por esta decisão, os principais jornais do país apresentavam em suas manchetes inúmeras manifestações de otoridades sobre os casos de polícia que envolveram implicados em crimes de enorme valor contra o patrimônio público. Dona faxineira qualificou-o de “acintoso”. O nove dedos achou “inaceitável” e disse que as criaturas nefastas não eram bandidos quaisquer. O marido de Marcela Temer declarou-se “chocado”. Até Márcio Thomaz Bastos, ex-sinistro sa justiça indignou-se com o “abuso”. E todos enxergaram no episódio “uma grave ameaça ao Estado de Direito”. Parlamentares de todas as matizes da base alugada pularam igual pipoca na panela com seus afiliados e indicados algemados e fotografados em pose que merecem: como bandidos da pior qualidade. Invocaram até a semelhança com "o retorno à época das torturas". A versão feminina de Amon-Rá, Martóxica Suplício se declarou ultrajada por ser vinculada a um dos cânceres.'Agora os inçelentíssimos parlamentares estão em "greve branca". Não votam nada enquanto a governanta não assegurar que não se poderá mais prender ninguém, ou melhor, nenhum deles ou seus comandados.
O fato é que, ou nós nos rebelamos já e cobramos o fim dessa patifaria, ou amargaremos cada vez mais essa camarilha nos afrontando.

domingo, 14 de agosto de 2011

Cordelando 9 Dia Dos Pais

Num dia como o de hoje,
Muito há que se dizer.
Sobre uma grande figura,
Que cerca eu e você.
Falo daquele que um dia,
Lhe preparou prá nascer.

Enquanto Cê tava no escuro,
Quentinho e aconchegado.
Já tinha um cara aqui fora,
Valente, guerreiro e virado.
Brigando feito um leão,
Prum dia Cê ser educado

Depois que você veio ao mundo,
A luta não se acabou.
Fralda, comida e papinha,
Por ele nunca lhe faltou.
E muitas noites sem sono,
Por certo você lhe deixou.

A palavra que traduz,
Como se chama este ser.
É tão pequena e curtinha,
São três letras prá dizer.
Mas tem um valor tão enorme,
Que é maior que você.

Tem uns que chama papai,
Painho, meu velho e senhor.
Coroa, eu acho mei duro,
Respeito, me faça o favor.
Gosto mesmo é de Meu Pai,
Um nome de muito valor.

Para Todos Os Pais



Todo pai que se preza é um abnegado. Todo esforço e todo sacrifício pelo bem de sua família e de seus filhos. Como não sou um bom poeta e só me arvore mais recentemente aos cordéis, uso do poema de um dos melhores que já conheci. Marcus Vinícius da Cruz e Mello Moraes



Pedro, Meu Filho
Como eu nunca lutei para deixar-te nada além do amanhã indispensável: um quintal de terra verde onde corra, quem sabe, um córrego pensativo; e nessa terra, um teto simples onde possas ocultar a terrível herança que te deixou teu pai apaixonado - a insensatez de um coração constantemente apaixonado.
E porque te fiz com o meu sêmen homem entre os homens, e te quisera para sempre escravo do dever de zelar por esse alqueire, não porque seja meu, mas porque foi plantado com os frutos da minha mais dolorosa poesia.
Da mesma forma que eu, muitas noite, me debrucei sobre o teu berço e verti sobre teu pequenino corpo adormecido as minhas mais indefesas lágrimas de amor, e pedi a todas as divindades que cravassem na minha carne as farpas feitas para a tua.
E porque vivemos tanto tempo juntos e tanto tempo separados, e o que o convívio criou nunca a ausência pôde destruir.
Assim como eu creio em ti porque nasceste do amor e cresceste no âmago de mim como uma árvore dentro de outra, e te alimentaste de minhas vísceras, e ao te fazeres homem rompeste meu alburno e estiraste os braços para um futuro em que acreditei acima de tudo.
E sendo que reconheço nos teus pés os pés do menino que eu fui um dia, em frente ao mar; e na aspereza de tuas plantas as grandes pedras que grimpei e os altos troncos que subi; em tuas palmas as queimaduras do Infinito que procurei como um louco tocar.
Porque tua barba vem da minha barba, e o teu sexo do meu sexo, e há em ti a semente da morte criada por minha vida.
E minha vida, mais que ser um templo, é uma caverna interminável, em cujo recesso esconde-se um tesouro que me foi legado por meu pai, mas cujo esconderijo eu nunca encontrei, e cuja descoberta ora te peço.
Como as amplas estradas da mocidade se transformaram nestas estreitas veredas da madureza, e o Sol que se põe atrás de mim alonga a minha sombra como uma seta em direção ao tenebroso Norte.
E a Morte me espera em algum lugar oculta, e eu não quero ter medo de ir ao seu inesperado encontro.
Por isso que eu chorei tantas lágrimas para que não precisasses chorar, sem saber que criava um mar de pranto em cujos vórtices te haverias também de perder.
E amordacei minha boca para que não gritasses e ceguei meus olhos para que não visses; e quanto mais amordaçado, mais gritavas; e quanto mais cego, mais vias.
Porque a poesia foi para mim uma mulher cruel em cujos braços me abandonei sem remissão, sem sequer pedir perdão a todas as mulheres que por ela abandonei.
E assim como sei que toda a minha vida foi uma luta para que ninguém tivesse mais que lutar:
Assim, é o canto que te quero cantar, Pedro meu filho...

Feliz Dia dos Pais. Treinamento para Pais e Avós

EM HOMENAGEM AO DIA DOS PAIS - PARABÉNS A TODOS. AVÔ VALE O DOBRO

Para todos leitores que já tiveram filhos (para lembrar) e para os que pretendem ter (para se prepararem bem); algumas instruções (ou recuerdos) das dificuldade de cada exercício para se tratar de uma criança com até 01 (um) ano de idade):

VESTINDO A ROUPINHA
Compre um polvo vivo de bom tamanho e vá colocando, sem machucar a criatura, nesta ordem: fraldas, macaquinho, blusinha, calça, sapatinhos, casaquinho e toquinha. Não é permitido amarrar nenhum dos membros.
Tempo de duração da tarefa: UMA MANHÃ..

COMENDO SOPINHA
Faça um buraquinho num melão, pendure o melão de lado no teto com um barbante comprido e balance-o vigorosamente. Agora tente enfiar a colherinha com a sopa no buraquinho.
Continue até ter enfiado pelo menos a metade da sopa pelo buraquinho. Despeje a outra metade no seu colo Não é permitido gritar. Limpe o melão, limpe o chão, limpe as paredes, limpe o teto, limpe os móveis à volta. Vá tomar um banho.
Tempo para a execução da tarefa: UMA TARDE...

PASSEANDO COM A CRIANÇA
Vá para a pracinha mais próxima. Agache-se e pegue uma bituca de cigarro. Atire fora a bituca, dizendo com firmeza: NÃO! Agache-se e pegue um palito de picolé sujo. Atire fora o palito, dizendo com firmeza: NÃO! Agache-se e pegue um papel de bala. Atire fora o papel de bala, dizendo com firmeza: NÃO! Agache-se e pegue uma barata morta, dizendo com firmeza: NÃO!
Faça isso com todas as porcarias que encontrar no chão da pracinha', até que o gari o cumprimente como cidadão modelo.
Tempo para execução: O DIA INTEIRO.

PASSANDO A NOITE COM O BEBÊ PARA ACALMÁ-LO OU FAZÊ-LO DORMIR
Pegue um saco de arroz de 5 kg e passeie pela casa com ele no colo das 20 às 21 horas. Deite o saco de arroz. Às 22:00 pegue novamente o saco e passeie até às 02:00. Deite o saco e você. Levante às 02:15 e vá ver a Sessão Corujão porque não consegue mais pegar no sono. Deite às 03:00. Levante às 03:30, pegue o saco de arroz e passeie com ele até às 04:15.
Deitem-se os dois (cuidado para não usar o saco como travesseiro) . Levante às 06:00 e pratique o exercício de alimentar o melão. Não é permitido chorar perto do saco.

GERAL
Repita tudo o que você disser (frases ou palavras), pelo menos cinco vezes.
Repita a palavra NÃO a cada 10 minutos, fazendo o gesto com o dedinho.
Gaste uma pequena parcela do seu orçamento (90%) com leite em pó, fraldas, brinquedos, roupinhas. Passe semanas a fio sem transar, sem ir ao cinema, sem beber, sem sair com os amigos e adulando o saco de arroz da lição anterior, sorrindo e brincando com ele no colo...
Pronto...agora vc já deve estar pronto para ter filhos!!!!

ORDEM DE NASCIMENTO DOS FILHOS
O 1º filho é de vidro...
O 2º é de borracha...
O 3º é de ferro...

Planejamento
O 1º filho é (em geral) desejado ansiosamente
O 2º é planejado
O 3º é escorregado...

O TRATAMENTO (PELA ORDEM DE NASCIMENTO DAS CRIANÇAS)
1º- Irmão mais velho têm um álbum de fotografia completo, um relato minucioso do dia que vieram ao mundo, fios de cabelo e dentes de leite guardados.
2º - O segundo mal consegue achar fotos do primeiro aniversário.
3º- Os terceiros, não fazem idéia das circunstâncias em que chegaram à família

O que vestir
1º bebê - Sua mulher começa a usar roupas de grávidas assim que o exame dá positivo.
2º bebê - Ela usa as roupas normais o máximo que puder.
3º bebê - As roupas para grávidas são suas (dela) roupas normais, porque já deixou de ter um corpinho de sereia e passou a ter um de baleia.

Preparação para o nascimento
1º bebê - Você treina com sua esposa exercícios de respiração religiosamente.
2º bebê - Você não se preocupa com os exercícios de respiração, afinal lembra que, na última vez, eles não funcionaram.
3º bebê - Você diz prá aplicar logo a peridural no 8º mês porque se lembra das queixas das dores.

O guarda-roupas
1º bebê - As roupas para o bebê, são esterilizadas e arrumadas de acordo com as cores e dobradas delicadamente dentro da gaveta.
2º bebê - Você vê se as roupas estão limpas e só descarta aquelas com manchas escuras muito feias.
3º bebê - Meninos podem usar rosa, né? Afinal você é liberal e tem certeza que o filho vai ser macho igual ao pai! (será que vai mesmo?)

Preocupações
1º bebê - Ao menor resmungo do bebê, você corre para pegá-lo no colo.
2º bebê - Você pega o bebê no colo quando seus gritos ameaçam acordar o irmão mais velho..
3º bebê - Você ensina o mais velho a dar corda no móbile do berço ou "alguém" manda o marido ir até o quarto das crianças.

A chupeta
1º bebê - Se a chupeta cair no chão, você guarda até que possa chegar em casa e fervê-la..
2º bebê - Se a chupeta cair no chão, você a lava com o suco do bebê.
3º bebê - Se a chupeta cair no chão, você passa na sua camiseta, dá uma lambida, passa na sua camisa desta vez para dar uma secadinha pra não pegar sapinho no nenê, e dá novamente ao bebê, pq o que não mata, fortalece (vitamina B, de Bicho, claro)

Troca de fraldas
1º bebê - Você troca as fraldas a cada hora, mesmo se elas estiverem limpas.
2º bebê - Você troca as fraldas a cada duas ou três horas, se necessário.
3º bebê - Você tenta trocar a fralda somente quando as outras crianças começam a reclamar do mau cheiro.

Banho
1º bebê - A água é filtrada e fervida e sua temperatura medida por termômetro.
2º bebê - A água é da torneira e a temperatura é fresquinha.
3º bebê - É enfiado diretamente embaixo do chuveiro na temperatura que vier, porque você e seus pais foram criados assim, e ninguém morreu de frio.

Atividades
1º bebê - Você frequenta com seu filho as aulas de musica para bebês, teatro, contação de história, natação, judô, etc...
2º bebê - Você leva seu filho para a escola e olhe lá...
3º bebê - Você leva seu filho para o supermercado, padaria, barbeiro e campo de futebol...

Saídas
1º bebê - A primeira vez que sai sem o seu filho, liga cinco vezes para casa da sua mãe (sua sogra não pode ficar com a criança porque na sua cabeça, ela nunca foi mãe), para saber se ele está bem.
2º bebê - Quando você está abrindo a porta para sair, lembra de deixar o número de telefone pra empregada.
3º bebê - Você manda a empregada ligar só se ver sangue.

Em casa
1º bebê - Você passa boa parte do dia só olhando para o bebê.
2º bebê - Você passa um tempo olhando as crianças só para ter certeza que o mais velho não está apertando, mordendo, beliscando, batendo ou brincando de superman com o bebê, amarrando uma sacola do carrefour no pescoço dele e jogando ele de cima do beliche.
3º bebê - Você passa todo o tempo se escondendo das crianças.

Engolindo moedas
1º bebê - Quando o primeiro filho engole uma moeda, você corre para o hospital e pede um raio-x.
2º bebê - Quando o segundo filho engole uma moeda, você fica de olho até ela sair.
3º bebê - Quando o terceiro filho engole uma moeda, você desconta da mesada dele