Read In Your Own Language

sábado, 27 de agosto de 2011

Avião de Rosca do Sarnei

Completando o cordel de ontem, temos a imagem do voo de testes do avião de rosca do Riba Sarnei. O famoso PIROCÓPTERO

video

Steve Jobs se Afasta da Apple: Nós Sabemos Por Que

Steve Jobs, um dos gênios da informática e fundador da Apple, anunciou ontem seu afastamento do controle da companhia. Tim Cook, outro destaque e braço direito do executivo, será o presidente-executivo da empresa, uma vez que o conselho administrativo tem uma decisão de 13 anos atrás, quando apresentou Cook como sucessor de Jobs.
Cook conhece de perto as idéias do CEO pois atuava como o chefe de operações da companhia e era responsável por tomar as decisões na ausência de Jobs – que continua na Apple como líder do conselho de diretores.

Por conta do envolvimento financeiro causado por movimentação de valores das ações da empresa nas bolsas de valores, muito se especula sobre o motivo da saída e a hipótese mais provável é que o afastamento se deva aos problemas de saúde vividos por Jobs, já que ele já recebeu diagnóstico de tumor no pâncreas e passou por um transplante de fígado.
A preocupação procede pois a Apple é a segunda empresa mais valiosa do planeta, com um valor de mercado de 346,74 bilhões de dólares, logo atrás da Exxon Mobil, que vale atualmente cerca de 349 bilhões de dólares. Em agosto, a companhia de Steve Jobs chegou a ficar, mesmo que por algumas horas, no topo do ranking mundial. O lucro da Apple em 2010 foi de 14 bilhões de dólares, com faturamento de 65 bilhões de dólares. A companhia mantém 50.000 funcionários, incluindo as equipes de suas mais de 320 lojas espalhadas pelo mundo.
Tudo até aqui consta nos principais jornais do mundo, inclusive o trecho inicial da carta de despedida de Jobs. Mas vejam em negrito o parágrafo final, exclusividade de nosso Apigáua Repórter.
"Eu sempre disse que se um dia sentisse que não podia mais cumprir meus deveres e atender minhas expectativas como CEO da Apple seria o primeiro a informá-los. Infelizmente, esse dia chegou.
Tenho a honra de renunciar ao cargo de CEO da Apple. Eu gostaria de assumir, se o Conselho julgar conveniente, o papel de conselheiro, diretor e funcionário da empresa.
Quanto a meu sucessor, recomendo que executemos nosso plano de sucessão, nomeando Tim Cook como CEO da Apple.
Eu acredito que os dias brilhantes e mais inovadores da Apple ainda estão por vir. E eu sigo ansioso para assistir a isso e contribuir para esse sucesso em um novo papel.
Fiz alguns de meus melhores amigos de toda a vida na Apple e agradeço a todos pelos anos em que pude trabalhar ao lado de vocês
.
Mas para mim, como mentor do que aconteceu nestes anos todos, é doloroso saber que nossos iPad's e iPhones serão feitos por uma empresa chinesa e no Brasil dos petralhas. É demais prá minha cabecinha genial.

Portanto só digo uma coisa: FUI, VAZEI, CAÍ FORA, NEM FUDE***,QUERO VER SÓ DE LONGE."
Steve

Protesto Nacional: Fora Ricardo teixeira





sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Cordelando 12 - O Avião de Rosca do Maranhão

A Múmia Andante e O Avião de Rosca do Maranhão

Bem na ponta do Nordeste,
Fica um tal de Maranhão.
Infeliz Capitania,
Que tinha duas seção.
Uma de Fernando Álvares,
E outra de seu João.
Faliram ambas as duas,
Teve quem salvasse não.
Se achar que eu forço a rima,
Olhe em cima no Mapão.

Terra bonita danada,
Seus lençóis uma atração.
Mas o povo que manda nela,
Num vale titica não.
Nem a mulé atual,
Nem a outra geração.

Pense que um dia desse,
Dizendo ajudar o povo.
Compraram um avião de rosca,
Bonito, equipado e formoso.
Prá levar os que adoece,
Se machuca ou quebra os osso.

Pois num é que o bigodão,
Aquele que é imortal.
Pensando que é Railandi,
E que é bem natural.
Resolveu fazer passeio,
Sem nem se melar de sal.

Foi prá ilha que ele tem,
Bem lá no meio do mar.
Levou cana e dicomê,
E gente prá preparar.
Convidou um empreiteiro,
Mode com ele avoar.

As rosca do aparelho,
Roncaram que nem um trovão.
Fez-se um barulho danado,
Perto ninguém ficou não.
E lá prá cima pro céu,
Lá se lançou o bichão.

Voando acima das ondas,
Beleza não tem igual.
O bigode até tremia,
Por não ter nenhum igual.
Igualzinho ao dono dele,
Quase sobrenatural.

O Ômi dos nove dedos
Se atreveu a falar.
Não é uma pessoa comum,
Parecido com os que há.
Pelas capa do jornal,
Nem daqui nem d'acolá.

Parece que esse mote,
Fez essa regra valer.
Veio lá um deputado,
Ligeiro prá socorrer.
E a coisa que era impossível,
Normal já passou a ser.

Disse mais o tal senhor,
Num jeito bem indecente.
O cabra foi senador,
Da república, presidente.
Concordo com o nove dedos,
Macunaíma sebento.
Se num fosse de alicóptro,
Tinha que ser de jumento?









Cordelando 13 - Misturando Personagens

Nota do Autor: Por razões óbvias, excluimos da imagem representativa deste post, os personagens do cordel Gisele Bündchen e Getúlio Vargas.


Desde o começo dos tempos,
Os ômi se admira.
Pode ser coisa do bem,
Ou uma inveja encardida.
O fato é que tem um monte,
Fogoso que nem um pavão.
Que misturando as histórias,
Só fica com o que há de bão.

Nove dedos repetiu,
A conversa de entulho.
Dizendo que na história,
Pros pobre; só ele e Getúlio.
E que a coisa diferente,
Era só mesmo o partido.
O pijama e o revólver,
E o suicídio sofrido.


Eu que penso diferente,
Das coisas desse cotó.
Digo que o seu Getúlio,
Trouxe coisa bem melhor.
Que não forma enganação,
Nem nos miolo dá nó.
E prá calar essa boca,
Um tiro não tem mió.

Outra coisa engraçada,
Se não fosse irritante.
Uma lista que fizeram,
Com as muié mais importante.
Botando nas mesmas 100,
A Gisele e a governante.
Uma parece uma uva,
A outra... Um elefante.

A primeira tem um jeito,
Que parece uma princesa.
Olho claro e uma face,
Bonita que é uma beleza.
A outra quando nos fala,
Coitada só sai besteira.
Mente, Engana no trabalho,
Dizendo que é faxineira.

Me lembrei do dotô Paulo,
Governador e prefeito.
Que enrolou todo mundo,
Dizendo ser bom sujeito.
Quando descobriram os podres,
Aí não tinha mais jeito.
Foi parar na lista negra,
Da Cana internacional.
No meio daqueles bandido,
Maluf ficou logo igual.


Inda quis fazer acordo,
Prá sair do bololô.
Prás corte de Neva Iorqui,
Advogado mandô.
Pensando em sair da lista,
E passear mais feliz.
Pela Europa e Istêites,
Em Cancun e em Paris.


Tava tudo quase certo,
Os acordo assinado.
Só faltava ele ir,
Sem ficar lá algemado.
Combinaram direitinho,
Com o xerife e o dotô.
Mas daqui de nossa terra,
Esqueceram o promotor.
Que há anos persegue ele,
E a conversa não colou.


E sobre os outros bandidos,
Que também foram manchete.
Cacciola, Kadaffi, Battisti,
Em liso não gruda chiclete.
Inda mais amigo do Inácio,
Ele próprio uma vedete.


Perde banco e ganha abrigo,
Cadeia mais não senhor.
E o outro até postura,
De carioca ganhou.
Sem falar que na Bahia,
Terra tem do outro senhor.

Quase ia me esquecendo,
Do dotô estuprador.
Que tem um nome difícil,
E Gilmar Mendes soltou.
Alegando que sabia,
O endereço do senhor,
Que era Homi de idade,
E apreço tinha demais.
Pois pegou um passaporte,
Tá no Líbano, num volta mais.

Sinceramente eu não sei,
O que vai ser do Brasil.
Terra adorada e querida,
Amarelo e Azul Anil.
Tanto bandido que tem,
Que ninguém lhe é servil.
Corrupto em tudo que é canto,
Pouca gente Varonil.
Oposição não existe,
Vá-se à Puta Que Pariu...

Minha Cadeia, MInha Vida

Claro que o destaque da Tribo hoje são os cordéis. Mas não poderíamos deixar passar em branco este extraordinário projeto de auto-locação dos petralhas; mais uma vez agindo em causa própria.
O sinistro da (in)justiça Dudu Cardozo anunciou ontem a criação de um plano nacional para ampliação do sistema prisional brasileiro; uma espécie de ampliação do programa Minha Casa, Minha Vida para a corja no poder; durante uma audiência pública na Comissão Temporária de Segurança Pública do Senado Federal.

Segundo ele, a governANTA está procupada com os alojamentos futuros de seus açeçores e vai anunciar o investimento de R$ 1 bilhão para a construção de novas cadeias e para melhorar o sistema penitenciário brasileiro e terá como foco a construção de novas cadeias, com prioridade para a situação dos presos provisórios, aqueles que ainda não foram julgados.
Nas palavras de Dudu:

- "É evidente que nós preferíamos estar construindo escolas e creches ao invés de presídios, mas a realidade exige isso. Em maio, a Anistia Internacional criticou a situação degradante e a prática de tortura no sistema prisional brasileiro".
- "A ênfase deste plano que será lançado pelo presidente da República será uma ampliação como nunca antes nós fizemos no sistema prisional em tão curto espaço de tempo. Mas, em síntese, dentro daquilo do que foi feito, do que está sendo feito, do que será feito, nós temos uma tentativa de ataque à violência, tentativa de ataque ao crime organizado, ao uso de drogas".
- "Eu ousaria dizer que o crime só floresce com uma certa permissividade do aparelho do Estado."
Comento: todo o texto é verdadeiro e foi obtido nos principais jornais eletrônicos do Brasil. É um projeto real e necessário para efetivamente se dar um passo na melhoria das condições das prisões brasileiras. Mesmo destinadas a "pessoas humanas" desalijadas do respeito à lei, é certo que sejam tratadas com um mínimo de asseio e higiene. Não estou aqui fazendo nenhuma apologia a "Direitos Humanos" blá, blá blá; mas de segurança dos próprios agentes da lei que operam as cadeias do país. Até porque inocentes ou praticantes de pequenos delitos vão para o mesmo lixo que os bandidos "irrecuperáveis". E mesmo no lixo há itens reciclavéis.

Nosso objetivo no contexto em que é apresentado aqui; demonstra perfeitamente que esse programa poderia perfeitamente ser implantado na forma em que o imaginamos. A interpretação tragicômica que fizemos referenda isso.

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Ponham Os Idosos na Cadeia: Uma Campanha da Tribo dos Manaós

Devem pensar nossos leitores, esse cacique endoidou de vez. Que coisa desse índio aculturado... Que idéia de jerico é essa? Mas peço que leiam essa idéia genial que recebi de uma amiga de twitter. Vamos colocar nossos idosos nas cadeias e o delinquentes fechados nas ''casas de repouso''.
Desta maneira, os idosos:
- Teriam todos os dias acesso a um ducha, lazer, passeios.
- Não teriam necessidade de fazer comida, fazer compras, lavar a louça, arrumar a casa, lavar roupa etc.
- Teriam medicamentos e assistência médica regular e gratuita.
- Estariam permanentemente acompanhados.
- Teriam refeições quentes e a toda hora.
- Não teriam que pagar pelo seu alojamento.
- Teriam direito a vigilância permanente por vídeo e receberiam assistência imediata em caso de acidente ou emergência sem qualquer pagamento.
- Suas camas seriam mudadas duas vezes por semana e a roupa lavada e passada com regularidade.
- Um guarda visitá-los-ia a cada 20 minutos e levar-lhes-ia a correspondência diretamente em mão.
- Teriam um local pra receberem a família ou outras visitas.
- Teriam acesso a uma biblioteca, sala de exercícios e terapia física/espiritual.
- Seriam encorajados a arranjar terapias ocupacionais adequadas, com instrutores, instalações e equipamento gratuitos e ainda uma receita pela venda.
- Ser-lhes-ia fornecido gratuitamente roupas e produtos de higiene pessoal.
- Teriam assistência jurídica gratuita.
- Viveriam numa habitação privada e segura, com um pátio para convívio e exercícios.
- Teriam acesso a leitura, computador, televisão, rádio, celulares e chamadas telefonicas na rede fixa.
- Teriam um secretariado de apoio, e ainda Psicólogos, Assistentes Sociais, Políticos, Televisões, Anistia Internacional, etc., disponíveis para escutarem as suas queixas.
- O secretariado e os guardas seriam obrigados a respeitar um rigoroso código de conduta, sob pena de serem duramente penalizados.
- Ser-lhes-iam reconhecidos todos os direitos humanos internacionalmente convencionados e subscritos.
Por outro lado, nas casas que antes eram dos idosos:
- Os delinquentes viveriam numa pequena habitação com obras feitas há mais de 50 anos.
- Teriam que confeccionar a sua comida e comê-la muitas vezes fria e fora de horas.
- Teriam que tratar da sua roupa.
- Viveriam sós e sem acompanhamento.
- Esquecer-se-iam de comer e de tomar os medicamentos e não teriam ninguém que os ajudasse. - De vez em quando seriam vigarizados, assaltados ou até violados.
- Se morressem, poderiam ficar anos, até alguém os encontrar.
- As instituições e os políticos não lhes dariam qualquer importância ou assistencia.
- Morreriam após anos à espera de uma consulta médica ou de uma cirurgia.
- Não teriam ninguém a quem se queixar.
- Tomariam um banho de 15 em 15 dias, sujeitando-se a não haver água quente ou a caírem na banheira velha.
- Passariam frio no Inverno porque não teriam aquecimento e calor no verão por falta de ar condicionado.
- O entretenimento diário consistiria em ver telenovelas.
Minha amiga que enviou a mensagem esqueceu que tem também o bolsa-cadeia do preso e a pensão do idoso, cujos valores são de uma relação de 3 prá 1... Contra os disosos, é claro.
Digam se desta forma não haveria mais justiça para todos e os contribuintes agradeceriam?
Reflitam e façam circular esta idéia.

Sobre As Ocorrências Climáticas de Ontem

Rápidas informações sobre as ocorrências climáticas verificadas aqui na Manô dos mil contrastes na tarde-noite de ontem.

A primeira das tempestades de verão, comuns entre agosto e dezembro por aqui nestas plagas; foi meia-carga. Embora tenham ocorrido ventos de 80 km/h e muita chuva, não houve tempestade elétrica e as consequências à população foram de pequena monta, segundo a defesa civil.

Sobre o terremoto no Peru, apenas nos prédios mais altos do centro da cidade, cuja rocha de ancoragem das fundações é da mesma linha dos andes peruanos e alguns outros de maior altura pelo bairros do Aleixo e Chapada, por serem solos de rocha mais aflorada, sentiram alguns rápidos e pequenos abalos. Nenhum dano foi registrado.

Mas cá prá nós; juntar tudo no mesmo dia dá #MÊDA....

Álcool; Prá Certos Copos, sim. Para os Tanques, Não.

Com tanto escândalo ocorrendo com seus pares, faz um tempão que não se fala do meu amigo Lobão, dos cabelos negros como as asas da graúna; o maior ispicialista em energia do sistema solar.

Pois é. Mas lá vem ele à tona. Vamos SIM importar etanol de milho duzamericanu. E muito. Coisa de 2 milhões de barrís. Aquele mesmo etanol subsidiado que bloqueva a implantação do império energético e da Arábia Saudita dos trópicos cantada e decantada pelo nove dedos, com seus assombrosos centros de produção de biocombustíveis e energia verde..

Mas CUMA? O Brasil domina o ciclo completo da produção: sementes e mudas geneticamente modificadas pela Embrapa, técnicas de plantio e colheita da melhor qualidade, tecnologia de moagem e usinas de refino com tecnologia 100% nacional, balanço energético de produção adequado....CUMA, pergunto de novo?

Exatamente na hora que os lourinhos dos olhos azúis resolvem acabar com os subsídios, por absoluta falta de grana, nós vamos lá compramos etanol, por que? Por absoluta falta de planejamento e de competência gerencial e organização institucional do setor sucro-alcooleiro ou, como disse Carlos Alberto Sardemberg agora pela manhã na CBN, um sistema mais organizado de financiamento e seguro das etapas produtivas, de modo a regular os estoques, acabando com as influências de entresafra.

Sem falar na parte dos combustíveis fósseis; petróleo e gas; no qual a gloriosa e deteriorada Petrobras anda aos trancos e barrancos pela péssima e totalmente politizada administração que por lá se implantou, e que levou à falta de gasolina que fomos buscar onde? Nuzamericanus.

Ao invés de ficar buscando pelos quatro cantos do globo ídolos que fossem "contra o império" como Chavico, Assad e, o maior de todos, nosso irmão, guia e líder, Muamar Kadafi, na boquinha de virar presunto; o noço ex-líder deveria ter procurado a engenheirada competente e deixá-los fazer o seu trabalho.

Basta ver o aparelhamento que existe em todo o setor eletro-energético do Brasil, todo calcado na cumpanherada pelega e submissa, visando apenas a roubalheira e seus interesses pessoais.

Importar combustível é criminoso em tempos que a Petrobras atinge o apogeu de sua capacidade técnica, construída por anos a fio. Importar Etanol é vergonhoso e o fim da picada.

Enquanto isso, quem comprou carro flex, é bom começar a chorar pois ambos os combustíveis vão aumentar de preço.





O Golpe da Saídinha de Banco

É prática comum, e eu diria até determinação, em todas as empresas estatais; não se demitir empregado sem justa causa. Dá até processo no TCU para os diretores, únicos autorizados a proceder em tais casos. Isso sem falar na encrenca que os sindicatos causam com ação na justiça, protestos nas frentes das sedes da empresa, greves e otras cositas más.
Pois não é que a barbie do paraguai Gleisi "a loura" Hoffmann recebeu R$ 41 mil de indenização da Itaipu Binacional ao deixar a empresa para se candidatar, pela primeira vez, ao Senado pelo PT do Paraná. A indenização foi paga a título de multa de 40% do saldo do FGTS para efeito de rescisão trabalhista, conforme decreto publicado no Diário Oficial de 29/3/2006. O valor exato recebido foi de R$ 41.829,79.
A história mostra que isso não existe nem para cargo de diretor, que é naturalmente "cargo perecível" e portanto sujeito a chuvas e trovoadas.
Mais uma vez, quando se relaciona a membros da corja administrante, Itaipu Binacional informou que "pelos regulamentos internos, informações sobre a situação funcional de empregados, ex-empregados, diretores, ex-diretores, conselheiros e ex-conselheiros são consideradas restritas".
Prá quem não sabe, Gleisi foi diretora financeira da Itaipu Binacional de 2003 a março de 2006 quando saiu para disputar a eleição ao Senado. Na ocasião ela não foi eleita. Sabe-se que o salário na empresa era de cerca de R$ 30 mil.
Pode por então mais essa explicaçãozinha junto com a história do avião na lista de pendências de dona Gleise e do Paulão Bernardo, a dupla de dois ministros e casal.

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Natalidade Seletiva ou Paternidade Responsável?

Tem cada uma que parece duas. Ontem, o deputado estadual de São Paulo Antonio Salim Curiati teve a casa assaltada. Um dos absurdos que ratificam a falta de ação real e efetiva dos governos em todos os estados do país, mas que seria, digamos, corriqueiro. não fosse pelo Gran Finale que nos proporcionou çua inçelença.
Na defesa de sua família, a criatura criticou a política social do governo federal (até aí, uma boa ação, vindo de quem veio) e defendeu o controle de natalidade da população pobre. "A Dilma vem falar do Bolsa Família. Aí você agracia a comunidade carente, e eles começam a ter filhos à vontade. É preciso controlar a paternidade", disse.
Seguindo na sua filosofia de rodoviária, Curiati citou países onde o ladrão tem as mãos decepadas como punição, mas rapidamente viu a merda que tinha dito e o risco a que se expunha e afirmou não apoiar a iniciativa. "Não sou tão radical assim."
A ação dos bandidos foi muito violenta, sem dúvida. Entraram na casa usando a empregada que tinha ido por o lixo na rua, renderam o deputado e sua esposa, chegando a agredí-los, aos filhos e empregados. Os ladrões ficaram cerca de 40 minutos no local e fugiram levando joias, celulares e dinheiro. Um quarto bandido aguardou fora da casa no carro roubado usado depois na fuga do grupo.
Curiati é médico por formação e está em seu oitavo mandato na Assembleia Legislativa, onde é líder do PP. Já foi também deputado federal e prefeito de indicado de São Paulo, e também ocupou cargos de secretário estadual e municipal na área de assistência social.
A tese de controle da população carente é antiga. Poucos filhos significariam menos bandidos nas cidades pois filho de pobre é fadado ao crime, prega esta teoria. Mas por que? Porque não existirá condição humana de vida disponibilizada pelo próprio estado. Desde o instante da concepção e acompanhamento da gestação (pré-natal), nascimento, educação decente e formação profissional. Sem falar de organização social mínima nas comunidades em que se inserem, repletas de traficantes e milicianos, que controlam a vida de todos pela ausência do estado. Aí sim...Bandidos se formam de montão.
O partido de çua inçelença é o PP, parte da base alugada do governo, representa o que de mais nojento existe no que toca ao fisiologismo, entre outras coisas de pior consequência. Não seria conveniente que começasse a selecionar seus afiliados, parindo representantes responsáveis e comprometidos com a coletividade e não com seus próprios bolsos?
Pobreza NÃO é sinônimo de bandidagem. Ambiente induzido à pobreza sim.
Deputado, faça valer seu mandato e cuida para que a paternidade de novos parlamentares em todos os níveis da política brasileira seja mais responsável e que se abortem sumariamente os fetos mal gerados no meio da curriola de onde o senhor veio.

Reforma do Aeroporto Ajuricaba

Legenda: A=Aeroporto Eduardo Gomes B=Aeroporto Ajuricaba


Claro que eu queria que a obra fosse feita pois o homenageado é meu homônimo, mas precisa? É viável? O presidente da Infraero esteve em Manaus para discutir o início das obras de reforma do aeroporto Eduardo Gomes e já largou uma baboseira daquelas bem ao estilo petralha: Um convênio com o ministério da aeronáutica para reformar e ampliar o aeroporto Ajuricaba, na Ponta Pelada.

A Ponta Pelada hoje é a pista de operações da FAB e dos esquadrões de aviação e helicópteros do exército, dos fuzileiros navais e da Polícia Federal, mas já foi o aeroporto da cidade. Também é alternativa para pouso de aviões menores, embora numa emergência eu mesmo já tenha pousado lá como passageiro de um Airbus.
O que falou a criatura é que a pista deverá ser reformada e ampliada (leia-se fazer outra) para servir como alternativa de pouso ao Eduardo Gomes, já que hoje em dia a alternância de voo é feita para Boa Vista ou Santarém, ambas a distâncias de mais ou menos 1000 km. Pensem em cargueiros do porte de 747 e acima (inclusive o grande Antonov), portanto deve ser uma senhora pista.

Um pleito bem antigo do estado, inclusive recomendado e referendado pela Associação das Empresas Aeroviárias é que se faça uma segunda pista no Eduardo Gomes, pelo brutal movimento de cargas aéreas no local, ou que as alternativas sejam em voos mais curtos e dentro do Amazonas, como Parintins ou Itacoatiara, sendo esse também um item dos pedidos da bancada federal do estado.
Na reunião de ontem, com a presença dos parlamentares e do governador, o presidente da Infraero informou da possibilidade de transformar o aeroporto militar de Ponta Pelada nessa segunda alternativa ao Eduardo Gomes. Foi uma sugestão da Aeronáutica que está transferindo o comando aéreo de Natal para o Amazonas, anexando a aviação de caça e aeronaves não tripuladas para proteção da fronteira norte, outra necessidade enorme pela facilidade de tráfico de armas e drogas nas fronteiras com países como Colômbia, Peru e Bolívia.
Os parlamentares rejeitam a proposta pelo fato de o Ponta Pelada ficar dentro da cidade e funcionar para as operações das forças armadas e Policia Federal. Outra desvantagem é que, nos casos em que seja necessário o fechamento do aeroporto de Manaus por causa de temporal ou nevoeiro, a Ponta Pelada também estará na mesma situação.
Tomando como mote a Copa do Mundo, está todo mundo por aqui preocupado com o atraso no início das obras de ampliação do aeroporto de Manaus, o que vai requerer aquelas velhas e conhecidas urgências a custos elevadíssimos.
Já falei AQUI que eu mesmo queria ser oconcessionário do aeródromo de Manaus. Ratifico minha posição. Mas sem a Ponta Pelada.

terça-feira, 23 de agosto de 2011

Avoando, Cantando e Seguindo a Canção

O babado de ontem foi a divulgação pela Folha de São Paulo do uso de um dos alicóptros da PM do Maranhão por sua inçelença mumificada e presidente do Congresso, José Ribamar Ferreira de Araújo Costa, conhecido nas bocadas como Riba Sarnei, para atividade absolutamente particular de lazer.
Segundo a reportagem da Folha, com direito a filminho e tudo, Riba usou a aeronave pelo menos duas vezes esse ano em julho passado, numa delas indo descansar em Curupu, sua ilha particular (como se o Maranhão inteiro não fosse sua propriedade). Numa das ocasiões, estava acompanhado do empresário Henry Dualibe Filho, parente do marido da governadora Roseane Sarnei e com grandes contratos com o estado.

Como a cara de pau dessa curriola não tem limites, o imortal Riba disse que "como chefe do Poder Legislativo, eu tenho direito a transporte e segurança em todo o país; de representação, não somente a serviço", comparando o benefício ao utilizado pelo presidente da República.
"O presidente não é chefe de um poder? Aonde ele vai, ele não tem direito a transporte, segurança pública? Eu também sou chefe", afirmou.
A OAB defendeu que a governadora devolva aos cofres de seu Estado o que foi gasto com a utilização do helicóptero da Polícia Militar, mas pelo andar da carruagem; ou da aeronave; vai ficar poor isso mesmo, mas uma vez
Como agravante, consta que a demora no desembarque das bagagens de Sarnei Et Caterva atrasou o atendimento de um homem com traumatismo craniano e clavícula quebrada que fora socorrido pela PM e chegara em outro helicóptero antes de Sarney.
O aparelho é um excelente Eurocopter EC 145, cujas imagens aparecem na abertura deste post e logo abaixo, desenvolvido para uso geral e que pode ser adaptado para várias aplicações, sendo o primeiro a ser usado por policias no Brasil tamanha é sua sofisticação e custo e foi entregue oficialmente no mês passado para a SSP do Maranhão, na cidade de Donauwörth na Alemanha. Vê-se que os voos de Riba praticamente inauguraram o equipamento.A super-máquina tem seu preço de mercado em cerca de R$ 16 milhões, é uma aeronave biturbina, blindada, podendo ser utilizada em missões de vigilância, viagens de longas distâncias, transporte de tropa (até 12 homens armados e equipados) e carga externas, intervenções rápidas por rappel e fast rope (descida em corda grossa), controle de rebeliões em presídios, combate a incêndios em áreas urbanas e florestais (1000 litros de fluidos retardantes) e resgate (até 4 pessoas simultanemente) em qualquer ambiente, possuindo uma UTI completa a bordo; com uma grande autonomia de vôo.

Ficha técnica do EC145:
Peso máximo de decolagem: 3.585 kg
Carga útil: 1.793 kg
Carga externa: 1.500 kg
Capacidade: 1 piloto + 9 passageiros ou 2 pilotos + 8 passageiros
Velocidade máxima (VNE): 268 km/h
Velocidade de cruzeiro rápido: 246 km/h
Alcance: 680 km
Potência máxima na decolagem: 738 shp por motor
Motor: 2 turbomeca Arriel 1E2
Comprimento com rotor girando: 13,03 m
Comprimento da fuselagem: 10,20 m
Altura: 3,45 m
Diâmetro do rotor principal: 11 m


Como eçepaís a cada dia que passa vira uma zona cada vez mais escandalosa, tais fatos são apenas um pequeno tabefe quando comparados com tapas vigorosos dados por canalhas de todos os escalões dos três poderes.

Aumento de Impostos Sobre os Cigarros




O ministério da fazenda, através da receita federal anunciou ontem que o preço do cigarro deve ter um aumento de 20% a partir de dezembro deste ano, fruto do repasse ao consumidor das novas alíquotas de IPI (Imposto sobre Produto Industrializado) para as empresas fabricantes, que começam a entrar em vigor no fim de 2011. Essa elevação será feita de forma escalonada e o maior aumento será em janeiro de 2015, quando o valor do cigarro subirá 55%.
Escalonadamente, a carga tributária sobre o produto subirá dos atuais 60% para 81% até 2015.
Além disso ficou definido que haverá preço mínimo para a comercialização de cigarro no varejo no valor de R$ 3,00.
Como fumante inveterado, acho justa a elevação das alíquotas, por entender que fumar é um hábito nocivo ao fumante e aos que o cercam, cabendo ser exageradamente taxados.


Pronto. Até aqui tudo bem, porque seria uma medida saneadora desde que este tributo fosse repessado integralmente aos serviços de saúde que seriam imensamente melhorados.
Mas embora pareça uma causa nobre, a patifaria por trás do fato é escondida extrategicamente. A decisão de elevar o tributo sobre o cigarro foi tomada para compensar parte da perda de receita provocada pelos novos benefícios concedidos seletivamente à indústria, para fazer média. O impacto final nas contas públicas com as desonerações será de R$ 24,5 ilhões em 2011 e 2012 com a nova política industrial. Segundo a Receita Federal, essa elevação no IPI irá fazer com que a arrecadação desse tributo sobre cigarro passe dos R$ 3,6 bilhões para R$ 7,7 bilhões em 2015, um aumento de 105%.
Sem falar que a verba extra cairá na vala comum, sendo vergonhosamente desviada para os bolsos dos safados que administram eçepaíz.


Portanto, volto atrás na minha afirmação e sou CONTRA o aumento de impostos sobre o cigarro.

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

O Que Fazer com Um R$ Itaquerão

Baseado em Informações de VEJA


Pois é. Poderiam ser 400 unidades de educação infantil, 100 escolas técnicas, mais de 40 quilômetros de corredores de ônibus, 16 hospitais bem equipados, 1.400 pistas profissionais de atletismo, 820 aparelhos de Raio X de última geração, ou 10.500 casas populares. Será um estádio de futebol de merda, para agradar os eleitores.
Mas nada, digo NADA disso vai sair porque depois de passarem meses garantindo que não haveria um centavo de dinheiro público em estádios para a Copa do Mundo de 2014, foi essa a decisão do prefeito e do governador de São Paulo. Juntos, resolveram brindar a Odebrecht e o Corinthians com 510 milhões de reais. Como o custo total da obra é estimado em 890 milhões de reais, cada uma das 68 mil cadeiras do Itaquerão (ou PAGUEM LESÕES, como sempre será conhecido o estádio do Corinthians) custará 13.088,23 reais, o maior valor de todos os tempos em qualquer lugar do planeta.
Na VEJA tem um relato de um cidadão chamado Anilton Darci Ribeiro nascido em Itaquera, e cuja casa fica a dois quilômetros do local do futuro estádio lulástico. Homem de "posses", sua casa tem dois quartos, cozinha, sala, banheiro, área de serviço e um riacho de esgoto a céu aberto que corre no quintal. A prefeitura alega que não tem dinheiro para a canalização. Mas para a poha dos incentivos fiscais tem.
Tem a declaração de dona Diana do Nascimento que chegou do Ceará e instalou-se na Favela da Paz, ocupada por 400 famílias a menos de um quilômetro do estádio. Ali, as casas são de papelão, as instalações elétricas são clandestinas e o crack extermina um adolescente por semana. No projeto do Polo Institucional Itaquera, plano urbanístico que teve suas diretrizes aprovadas em agosto de 2008, está previsto que o Parque Linear Rio Verde será construído dentro do terreno onde hoje está a casa de Diana. Ela nunca ouviu falar disso. Tampouco recebeu a visita de um agente de saúde, de um assistente social, nem de funcionários do governo. O que mais queria era a instalação de um semáforo na Avenida Miguel Inácio Curi para que seus filhos chegassem à escola com segurança. Há um mês, pintaram uma faixa de pedestres que os carros insistem em não respeitar.
Dos 890 milhões de reais destinados à construção da arena, 400 milhões de reais serão emprestados pelo BNDES, com juros subsidiados, E MUITO. Outros 420 milhões de reais virão da prefeitura e, 70 milhões de reais, serão destinados pelo governo do estado a uma arquibancada móvel de 20 mil lugares, que permitirá ao Itaquerão comportar um público de 68 mil pessoas – como exige a FIFA para estádios que almejam sediar a abertura da Copa. Embora maquiados por nomes como “Certificados de Incentivo ao Desenvolvimento” e “isenção fiscal”, toda essa bolada tem a mesma fonte: o dinheiro público.
Os 39 canalhas vereadores que aprovaram o donativo ao Itaquerão, argimentam que "é toda a Zona Leste que vai ganhar com o estádio”. Os 15 contrários ao Projeto de Lei 288/2011 têm dúvidas a respeito. “Em 2004, aprovamos o Programa de Desenvolvimento Econômico da Zona Leste e ele ainda não saiu do papel”.


Não aceito Nem fud***** que o dinheiro público seja investido em um empreendimento exclusivamente privado. Nada garante que esses 420 milhões de reais resultarão em incentivos para aquela região. Com esse dinheiro, seria possível construir centenas de creches que atenderiam as crianças, Assistências Médicas, hospital municipal, escolas municipais de ensino fundamental, parques, escolas municipais de educação infantil, Unidades de Básicas de Saúde e uma porrada de outras coisas. Pode ser pouco e estar muito longe do ideal, mas por essa grana enorme NUMA POHA DE UM ESTÁDIO É CRIMINOSO.
A forma como foi feita a negociação entre o poder público, a Odebrecht e o Corinthians, gerou duas ações no Ministério Público de São Paulo. A primeira investiga se, ao conceder isenção fiscal de R$ 420 milhões de reais para a construção de um estádio privado, a prefeitura estaria cometendo improbidade administrativa. A segunda está sendo analisada pelo promotor de Habitação e Urbanismo José Carlos de Freitas. Ele quer saber quais os reais impactos sociais que a construção vai causar na região e descobrir por que a Companhia de Tecnologia e Saneamento Ambiental (Cetesb) concedeu licença ambiental à obra sem exigir, segundo o promotor, “um profundo estudo de impacto ambiental”.

Embora céticos, os moradores de Itaquera tentam acreditar que o poder público não vai desperdiçar mais essa oportunidade de investir numa área da periferia da cidade. O poder público quer manter essa confiança, para evidenciar sua merda de prefeito Jilberto Kassab, o JK.
Pelo menos a especulação imobiliária já começou. Uma das imobiliárias mais antigas de Itaquera, conta que os apartamentos da Cohab – localizados bem ao lado de onde será erguido o estádio –, antes vendidos a 95.000 reais, agora estão custando 135.000 reais. Casas em condomínios fechados avaliadas em 150.000 reais subiram para 230.000 reais. “O problema é que a renda da população ainda não acompanhou a valorização”, observa Cláudia. “Por isso as vendas diminuíram bastante nos últimos meses”.

A Rosa dos Ventos

Como poeta frustrado, que amo a boa poesia, tenho eu postar essa pérola aqui. No nosso país, parece que a Rosa dos Ventos está se danando, e do amor gritasse o escândalo, e temos que tirar leite das pedras, como se o céu vendo as penas chovesse perdão. Vamos SIM, fazer uma chuva de pétalas pois a calma dos lagos danou-se e o leito dos rios fartou-se. #SeteDeSetembroNegro



domingo, 21 de agosto de 2011

Presidente do TJ-AM Transforma Tribunal em Cobrança do Bradesco

Esse só pode ser o país da piada pronta, como diz o Zé Simão. Embalado com as asneiras e decisões atabalhoadas do STF, como proibição de algema, liberdade do Battisti, validade do ficha limpa e outras; o presidente do TJ/AM, desembargador João de Jesus Abdala Simões; surpreendeu esta semana os juízes das Varas Cíveis da capital com uma estranha portaria determinando que todos os processos que envolvem o Bradesco, sejam levados a conciliação entre os dias 19 e 23 de setembro. Ou seja, todos os juízes cíveis ficarão uma semana inteira à disposição do Bradesco.
Buscando justificar o absurdo, Dr. João alega na portaria, que o Bradesco tem interesse em conciliar os processos onde figura como autor e réu. Ocorre que, em 99,9% dos processos, o Bradesco figura como autor, promovendo a busca e apreensão de veículos e outros bens que foram financiados e não pagos pelos devedores.
Enquanto isso, milhares de processos que se arrastam por anos a fio no Fórum Henoch Reis, vão ter que esperar pelo privilégio concedido ao Bradesco.
Todas as audiências que estavam marcadas para o período, envolvendo as pessoas comuns, os mortais, serão remarcadas, possivelmente para o ano que vem, face à agenda das cortes.
Prá constar, o Bradesco é também responsável por grande parte da movimentação financeira do Tribunal de Justiça, através de suas agências e postos credenciados instalados nos prédios da justiça Manaó.
Os advogados da taba estão em polvorosa, pois só poderão recorrer a Bento XVI já que çua inçelença desembargatorial resolveu transformar o tribunal em escritório de cobrança do Bradesco.

Fica a pergunta: Cadê o CNJ?

Até Tu PT Meu Filho

Escandalosamente copiada do @rafasoli