Read In Your Own Language

sábado, 5 de março de 2011

O Marlim e a Árvore de Natal

A imagem que se segue não será encontrada no Youtube.
Um amigo encontrou colega de faculdade que trabalha na Petrobrás. Ele contou-lhe a absurda história de que, ao descerem a principal estrutura de válvulas de abertura e fechamento de um poço de petróleo, que na gíria chamam de “árvore de Natal” (imensa e caríssima), na descida, a muitos metros de profundidade, perceberam grande instabilidade. Pararam a descida e redirecionaram um submarino robot para observar, por vídeo, o que estava acontecendo.
Deram de cara com um imenso Marlim, com um peso calculado de 250 kg, “entalado” na estrutura que, mesmo tão pesada, estava totalmente instabilizada em função do tamanho do bicho que se debatia. Nota-se a precisão do operador que, lá em cima, com um "joy-stick", conseguiu "fisgar" o marlim e retirá-lo (por duas vezes!) do equipamento.

video

Código Morse X SMS

Uma competição interessante: Hábeis operadores de teletipos Morse X Hábeis tecladores de SMS

video

sexta-feira, 4 de março de 2011

No Skindô do Congresso, a Conta é Nossa

Por Josias de Sousa com foto de Lula Marques - Folha de São Paulo
Para o brasileiro comum, o Carnaval começa no sábado. Para o grosso dos senadores, a folia foi inaugurada já na quarta-feira (02/03).
Sem alarde, produziu-se um acordo que envolveu o alheio. Suas Excelências entraram com o batuque. Você entrou com o bolso.
O Senado absteve-se de realizar votações vespertinas. Eliminou-se o trabalho, não o salário. Desconto? Nem pensar.
Pela manhã, algumas comissões ainda funcionaram. À tarde, o plenário foi convertido no oco do vazio.
No oficial, 60 dos 81 senadores registraram presença. No paralelo, dez gatos pingados deram as caras no plenário, informa a Folha.
A foto lá do alto, clicada pelo repórter Lula Marques no meio do dia, exibe o tetrapresidente Sarney acenando para um colega em meio ao ermo de cadeiras baldias.
Àquela altura, o quórum já se havia transferido para o aeroporto da Capital.
Excetuando-se os baianos, submetidos a um Carnaval eterno, os brasileiros ordinários voltam ao batente na próxima quarta (9).
No Senado, o expediente dito normal só será retomado daqui a quase duas semanas, em 15 de março. Deve suceder o mesmo na Câmara.
Famoso pelo bloco de sujos, o Legislativo promove o velho baile. A marchinha é integralmente feita de breque. O patrocínio é do déficit público.
No baile dos congressistas, quem samba é o contribuinte. Vai à bolsa da Viúva uma sucessão de Quartas-feiras de Cinzas. Skindô, skindô...

Minha Fome, Casa Zero


O Bolsa Família e O Progresso Escolar

As maravilhas decorrentes da "implantação" do programa bolsa família pelo EX, sem que se fizesse corresponder nenhuma obrigação aos seus beneficiários já foi cantada em verso e prosa.
A Tribo também escreveu sobre isso.
Agora ouçam um pronunciamento do Carlos Alberto Sardemberg sobre o tema, mais ou menos na linha que defendemos para o programa.

Descrições Podem Variar Com A Cultura

QUANDO SE TEM DOUTORADO
O dissacarídeo de fórmula C12H22O11, obtido através da ebulição e da evaporação de H2O do líquido resultante da prensagem do caule da gramínea Saccharus officinarum, (Linneu, 1758) isento de qualquer outro tipo de processamento suplementar que elimine suas impurezas, quando apresentado sob a forma geométrica de sólidos de reduzidas dimensões e restas retilíneas, configurando pirâmides truncadas de base oblonga e pequena altura, uma vez submetido a contato no órgão do paladar de quem se disponha a um teste organoléptico, impressiona favoravelmente as papilas gustativas, sugerindo impressão sensorial equivalente provocada pelo mesmo dissacarídeo em estado bruto, que ocorre no líquido nutritivo de alta viscosidade, produzido com exclusividade pelos órgãos especiais existentes na Apis mellifera (Linneu, 1758). No entanto, é possível comprovar experimenta lmente que esse dissacarídeo, no estado físico-químico descrito e apresentado sob aquela forma geométrica, apresenta considerável resistência a modificar apreciavelmente suas dimensões quando submetido a tensões mecânicas de compressão ao longo do seu eixo em conseqüência da pequena capacidade de deformação que lhe é peculiar.

QUANDO SE TEM MESTRADO
A sacarose extraída da cana de açúcar, que ainda não tenha passado pelo processo de purificação e refino, apresentando- se sob a forma de pequenos sólidos tronco-piramidais de base retangular, impressiona agradavelmente o paladar, lembrando a sensação provocada pela mesma sacarose produzida pelas abelhas em um peculiar líquido espesso e nutritivo. Entretanto, não altera suas dimensões lineares ou suas proporções quando submetida a uma tensão axial em conseqüência da aplicação de compressões equivalentes e opostas.

QUANDO SE TEM GRADUAÇÃO
O açúcar, quando não submetido à refinação e, apresentando-se em blocos sólidos de pequenas dimensões e forma tronco-piramidal, tem um sabor deleitável da secreção alimentar das abelhas; todavia não muda suas proporções quando sujeito à compressão.

QUANDO SE TEM ENSINO MÉDIO
O açúcar não refinado, sob a forma de pequenos blocos, tem o sabor agradável do mel, porém não muda de forma quando pressionado.

QUANDO SE TEM ENSINO FUNDAMENTAL
Açúcar mascavo em tijolinhos tem o sabor adocicado, mas não é macio ou flexível.

QUANDO NÃO SE TEM ESTUDO
A rapadura é doce mas não é mole!

quinta-feira, 3 de março de 2011

Coisas da Sétima Economia do Mundo

O sinistro da fazenda margarina disse, nesta quinta-feira que, segundo dados preliminares, a economia brasileira ultrapassou a da França e do Reino Unido em paridade de poder de compra e é agora a 7ª maior economia mundial.
Porém aconteceram apagões eletrônicos nos sistemas DENATRAN/DETRAN's e da Receita Federal, que deixaram de funcionar pois houveram panes generalizadas na Central do SERPRO.
Como na Casa de Noca vigora a máxima do EX em que se pratica a política do "ninguém sabe ninguém viu", não apareceu viva alma para tratar do assunto e dar explicações convincentes sobre causas x efeitos x providências.
Ouçam por exemplo a Entrevista do seriíssimo jornalista Adalberto Piotto da CBN, que reputo um dos baluartes da resistência da verdadeira e moribunda imprensa séria brasileira, com Carlos Alberto Valadares, Presidente da Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Processamento de Dados, Serviços em Informática e Similares (FENADADOS).
Observem o caos que ronda a maior central de tratativa de dados do (des)governo federal na sétima(???) economia do mundo.

Sobre a Reforma Política

Tanto na Câmara Federal quanto no Senado, começasse a discutir a reforma política. Um tema palpitante nos últimos 500 anos, desde o meu amigo Pedro Álvares Cabral.
Serão discutidos temas e detalhes que afetarão diretamente a vida de cada um dos brasileiros: estruturas partidárias, financiamento de campanha, filiação e fidelidade, voto distrital x voto proporcional e muitos outros.
Com sempre suas inçelenças estão se arvorando a fazer tal modificação pensando exclusivamente em seus interesses.
O Vice-Presidente Michel Temer chegou a dizer que "não é preciso se ouvir ninguém, pois já se discutiu muito o assunto e o que tem que ser feito é do conhecimento de todos".
Logo; alerta vermelho ligado, olho no lance, faro fino, pay atention, vide bula, agite antes de usar e todos os demais alertas que vocês vêem por aí.
Ouçam, por exemplo, a entrevista do prof. Bruno Speck Chefe do Departamento de Ciências Políticas da UNICAMP.
O tema não se esgota aqui e voltaremos a abordá-lo, com já fizemos AQUI, AQUI e AQUI.

Mas Vai Cortar ou Vai Incentivar?

"Cortou-se" R$ 50 bilhões do orçamento ante-ontem, mas elevou-se a bolsa-família em R$2,5 bilhões. Ainda ontem mesmo, divulgou-se aporte de R$ 55 bilhões para aumentar os fundos do BNDES, mas dizendo que vai diminuir o subsídio ao fomento em 3% e que vai ter um aumento de 5 pontos percentuais nas taxas de juros.
O termo é maluquice. Casa de Noca. Diga lá que desminto cá. Ou; casa de vagabundo, malandro não pede emprego.
Estão perdidos igual cego em tiroteio ou cachorro que caiu de caminhão de mudança.
Ouçam a conversa de Carlos Alberto Sardemberg e Merval Pereira.

quarta-feira, 2 de março de 2011

As Lambanças da CBF e a Copa 2014

Sport é campeão brasileiro de 1987 e a taça das bolinhas é do São Paulo. Digo, Flamengo é campeão e a taça e dele. Não, desdigo; os dois são campeões e a taça é da CEF....
Nos próximos 30 anos haverão muito mais ditos e não ditos, sentenças e recursos, apelos e decisões, favores e aconchambramentos.
Tudo graças à verdadeira esculhambação e falta de responsabilidade, respeito e ética da Confederação Brasileira de Futebol e seus diretores, em destaque o sr. Ricardo Teixeira.
As zonas e contra-zonas e os desmandos que vive a entidade desde que esse cidadão assumiu o comando são incontáveis. Os escândalos e serrergonhices então são sucessivos e ininterruptos.
Até os que não gostam de futebol têm que conviver com essa bandalheira por meses a fio, face à presença da matéria nos jornais e televisões.
Inevitável negar que gregos e baianos se envolvem nas infindáveis discussões sobre o tema. Muita energia de má qualidade é gerada ao invés da maravilhosa vibração das arquibancadas.
Xenofobia é acentuada, homifobismo surge em meio aos debates, envolvendo aqueles que deveriam estar torcendo para que um ou outro time ganhe um jogo ou campeonato.
Bilhões de reais, dólares e euros estão em jogo, face aos direitos de imagem das transmissões dos espetáculos.
E os que mais deveriam se beneficiar disso, OS TORCEDORES, ficam com palermas a bater boca e cometendo até crimes de morte por conta desses palhaços.
E é esse o país do futebol. O que se propõe a organizar uma copa do mundo daqui a 3 anos e pouco e onde já se prenuncia um enorme derrame de dinheiro de impostos face ao quase nada que já foi feito nas cidades-sede do evento.
É mais uma frente de batalha contra a impunidade e o cinismo que campeia no Brasil.
E nisso a imprensa ajuda, pelo menos a que acompanho. Veremos os que ainda se manterão de pé na hora do abafa.
Ô que raiva. Tempo bom em que eu ia ao estádio e torcia pelo meu SPORT, sabendo que acabado o jogo, haveria paz para ir prá casa.
Leia post correlato em Blog das Torcidas

Operação Ilhas da PF na "Cabeça do Cachorro"

A Polícia Federal divulgou ontem o resultado da chamada "Operação Ilhas" que resultou na prisão de 35 pessoas (entre as quais o peruano Jair Ardela Mitchhue, o "Javier", considerado pela polícia como sendo o maior narcotraficante daquele país) e apreendeu 1 tonelada e meia de cocaína, no Interior do Amazonas, R$ 160 mil em várias moedas, armas e munições; e envolveram cerca de 100 policiais entre PF, força nacional de segurança, forças especiais da PM e Policiais Civis.
As investigações e preparação da operação começaram em 2009, apurando denúncias da presença de traficantes de drogas na Ilha do Arariá e na localidade conhecida como Igarapé do Urumutum, em Tabatinga-AM, razão pela qual a operação recebeu este nome.
Essa divulgação referenda a perigosa e difícil tarefa da PF e Forças Armadas na região, localizada abaixo da Cabeça do Cachorro, área de tríplice fronteira Brasil-Colômbia-Peru, entrecortada por rios de diversos portes (entre os quais o poderoso Solimões), igarapés (pequenos riachos) e igapós (florestas submersas) As investigações apontavam uma extensa e complexa rede de tráfico transnacional de mercadorias candestinas, drogas, armas e munição, cuja base territorial de atuação localiza-se em Tabatinga ou Benjamin Constant/AM, onde os traficantes negociam o recebimento e remessas do contrabando, e para onde é canalizado o dinheiro para a “lavagem”.
Como efeito adicional, as forças policiais acreditam que conseguiram desarticular uma importante organização responsável pela criminalidade convencional na região fronteiriça, principalmente em Tabatinga e localidades próximas, e esperam que diminua na região.
A histórica deficiência de estrutura das FFAA e PF na região é notória. Faltam barcos, aviões, helicópteros, armamentos, equipamentos de defesa, etc.
Recentemente foram mortos dois policiais federais e ferido mais um em confrontos na área e fez-se um cerco fenomenal até que fossem capturados ou mortos os meliantes.

Cortes e Ampliações

Notadamente um programa eleitoreiro e populista, cavalo de batalha do EX para conseguir eleger dona deelma, ameaça de ferro e fogo como salvaguarda contra eventuais vitórias dos que a eles se opunham, o programa bolsa família teve seus valores reajustados pelo (des)governo.
Ontem (01/03) aproveitando a semana em que se comemora ao Dia da Mulher, depois de ter repetido sua receita secreta de omelete já apresentada ano passado na Lucianta Gimenes, dona deelma deu o furo na rede Globo e oficializou o reajuste dos valores do bolsa família.
A coisa rodou mais ou menos em 19,4% médios e 45,5% máximo.
Vendido como pilar-mestre da falácia eleitoral do Programa de Erradicação da Pobreza, uma utopia anunciada na campanha e que ainda está sendo enrolado em papel de presente para sair ostensivamente na mídia alugada, o BF aumentado e ampliado atingirá quase 13 milhões de famílias, que normalmente não acessam jornais, revistas, internet e na TV se limitam às novelas e programas de culinária, exigirá investimento de 2,1 bilhões de reais do governo federal, o correspondente a 0,4% do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro.
O último reajuste do benefício ocorreu em 2009, cumprindo a lei pré-campanha portanto, quando o valor médio passou a ser de 96 reais, com variação de 22 a 200 reais.
“Desde 2009 que o programa Bolsa Família não tinha reajuste porque 2010 era ano eleitoral e a gente não fez política com o programa em época de eleição”, explicou a omeleteira.
Com o decreto assinado a quantia paga às famílias vai variar entre 32 e 242 reais, com média de 115 reais.
As maiores beneficiadas serão as famílias com filhos de até 15 anos, com reajuste de 45,5%. “O reajuste beneficia a quem tem mais filhos, porque elas são as que têm maior dificuldade de enfrentar a vida e têm nível de pobreza maior”, justificou deelma, repetindo sua fala à beira do fogão platinado. Quem tem filhos com 16 ou 17 anos terá ajuste de 15,2%. sabe-se pelos dados do programa que cerca de 25% dos beneficiários do Bolsa Família têm até nove anos e mais de 50% têm menos de 20 anos, estes já se enquadrando na famosa bolsa-maconha, já que não se exige notas, presenças, nada, nada, nada de ninguém.
E estratégia marqueteira foi divulgada como dissemos no meio do sertão baiano, região replicada nordeste afora, e inteiramente dependente desses "favores" governamentais.
Numa sequência lógica, corta-se R$ 50 bilhões em vento e faz-se a média com eventuais letrados desatentos, aumenta-se o bolsa família e, voilá, o país volta aos trilhos, gastando-se apenas R$ 2 bilhões e pouco.
Salvadores da pátria novos sentados nas cadeiras, fim das necessidades de ajustes imediatos e a fama de bonzinho do EX assegurada.
Vamos ver até quando vai. Mas vá preparando seu bolso. A conta é nossa.

terça-feira, 1 de março de 2011

E Quando Acabar Quem Paga Imposto?

Reajuste da tabela de retenções e deduções muito abaixo da inflação, aumento incessante da taxa de juros, inflação arrancando mais rápido que carro de fórmula 1, infraestrutura de todas as matizes desabando com rítmo de governos norte-africanos, incremento inabalável da gastança de governos em todos os níveis...
E quando acabar a tchurma que paga imposto? Vai ter verba de bolsa-família prá todo mundo?

segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Cortando o Vento

Cortar R$ 50 bilhões é muito difícil. Vou escrever de outra forma: cortar R$ 50.000.000.000,00 é muito difícil. Observe que são muitos zeros. A dificuldade se acentua quando o que se precisa cortar é abstrato. Esse corte anunciado pela administração atual é absolutamente utópico, sem efetivas reduções dos absurdos gastos implantados durante os anos de fausto do EX.
Uma legião de cumpanhêrus aboletados em toda as esferas, uma enxurrada de cargos e orgãos criados sem nenhuma finalidade prática justificável, chefes com DAS's altos pra não fazerem nada e uma gastança desenfreada prá todo lado.
Falcatruas e maracutaias pipocam por todo lado e não se vê nenhuma ação efetiva de punição.
O (des)Governo Federal prevê, por exemplo, R$ 900 milhões de gastos com publicidade, sem contar os gastos das empresas estatais. É um loucura que se preveja uma coisa dessas.
Então, o que se está cortando é somente vento. Uma previsão imaginária de aumento de receita feita pelo congresso nacional e que permitiram aos nobres parlamentares inflar o orçamento com as famosas emendas individuais e de bancadas.
Agora vem o sinistro margarina e a sinistra belchior e dizem que vão cortar parte do projeto Minha Casa, Minha Vida porque ainda não foi aprovada pelo congresso. Conversa prá boi dormir.
Redução de gastos com pessoal dizem respeito a concursos cujos aprovados não serão convocados, permanecendo os apaninguados que são contratados ao bel prazer da corja.
Já os valores referentes ao abono salarial, às despesas previdenciárias e ao seguro-desemprego referem-se ao "pente-fino contra fraudes". Uai...Isso não deveria ser feito independente de cortes? Não deveria ser uma atividade diária?
Corte se faz assim: quanto se gastou em 2010? Corta 10, 15 ou 20% e pronto. O resto é falácia.

domingo, 27 de fevereiro de 2011

F22 Raptor

Uma das minha paixões. Aviação de caça.
O interceptador que vai dominar os ares nos próximos 50 anos: F22-Raptor. Uma ave de rapina. Furtiva e certeira.
Equipado com uma metralhadora M61A2 20mm e com mísseis AIM-9 como arma secundária., o F-22, pode ter armas principais configuradas de dois diferentes modos, adaptado para combate ar-ar, ele pode utilizar seis mísseis ar-ar, ou ainda, em uma caçada ar-terra, duas bombas de 1000-libras GBU-32 JDAMs e dois mísseis AIM-120. Ele é bem sucedido em ambas configurações.

Liberdade é Você Quem faz

video

Fazendo Spaghetti

É...A Polyshop vai falir com uma aula dessas.

video