Read In Your Own Language

sábado, 30 de julho de 2011

Prostituição é Crime Viu...

Primeiro a notícia: O dono da famosa boate Bahamas em São Paulo, Oscar Maroni, foi enquadrado pelo promotor José Carlos Blat no crimes de formação de quadrilha, favorecimento a exploração de casa de prostituição e tráfico interno de pessoas, sujeito a penas de 9 a 21 anos. A informação é da coluna Mônica Bergamo publicada na edição da Folha de São Paulo deste sábado. Como nosso benfeitor social de solitários cavalheiros tem mais de 60 anos, invocou o Estatuto do Idoso para dar celeridade ao seu processo, o que me parece muito justo.
O caráter social e cultural dos empreendimentos do ítalo-descendente é tão grande que ele promovia o famoso concurso Garota de Programa, que oferecia prêmio de R$ 20 mil, viagem a Las Vegas (a original, nos Estados Unidos) e divulgação da vencedora em veículos de alcance nacional.

Tanto a boate Bahamas quanto o hotel contíguo foram interditados pela prefeitura em julho de 2007 e tiveram o alvará de funcionamento cassado, com a PMSP alegando que o projeto e o fim comercial dos edifícios não condiziam com os documentos aprovados para as obras. Depois a Justiça determinou a demolição do hotel.

Muito bem. Cumprida a fase instrucional, comentemos.

Como não sou adEvogado e correndo o risco de estar mal comparando (aqui visto pelo lado das meninas), os colegas do promotor Zé Carlos no MPF não poderiam pegar uma cópia do processo de seu Oscar e enquadrar a tchurma do MINTRANS/DNIT/VALEC?

Senão vejamos...

Formação de quadrilha: indiscutível e óbvio. Passo adiante.

Favorecimento à exploração de casa de prostituição: a mim parecem ser exatamente o mesmo caso. Confortavelmente instalados nos seus puteiros, ops...repartições e autarquias, a curriola a quem me refiro armou uma arapuca evidente de exploração do comércio de corpos, seja nas sedes em Brasília, seja nos escritórios regionais. Traficando influências entre deputados, senadores, ministros, presidentes de república, tribunais, etc; foram colocando seus apaninguados nos postos-chave em todos os estados (evidente caso de tráfico de pessoas, portanto) de modo a vender facilidades em troca de favores e benesses, configurando-se de forma inequívoca o crime de prostituição.

Isso tudo sem dar prêmio nenhum à parte dita mais fraca, no caso os idotas que pagam impostos neçepaíz.

Pronto...Taí. Se forem os doutos promotores e procuradores atrás de enquadrá-los em crime de colarinho branco, verão quaisquer esforços que façam se esvair entre os dedos. Coloca no pacote de crimes do benfeitor Oscar que esses félas vão prá cadeia mesmo. #ProntoFalei.

NA: Como prostituição é crime e o cacique não quer ser enquadrado nele, a foto que ilustra o post é do Red Light District em Amsterdã, onde a atividade é legalizada. Já fui lá...

Miroca Vettel: Com o Pé No Acelerador

A sinistra do pensamento, ops.. do Planejamento Miroca Belchior apresentou ontem o famoso conjunto de slides power point, existente desde a época de dona deelma, com o primeiro balanço da segunda fase do Programa de Aporrinhação do Conhecimento (PAC 2), até com mais desenvoltura teatral que a dentuça.

Miroca anunciou que 76% das obras caminham em ritmo adequado, 12% necessitam de atenção e 3% estão em estado preocupante. Aproveitou e determinou que o cerimonial da presidência adote providências urgentes para o dia do folclore em 22/08, quando haverá em Brasília um encontro promovido pelos seres da mata, onde já confirmaram presença o saci pererê, a caipora, o curupira, a comadre florzinha e o mapinguarí.
A segunda etapa do programa é o equivalente à segunda metade do terreno na lua deixado pelo nove dedos, para o período de 2011 a 2014, exatamente o mandato de deelma. Mas ele não fez poha nenhuma do que ele mesmo planejou prá ele, então ela tem que fazer tudinho e mais as promessas de campanha.

Mesmo assim, Miroca jurou com a mão na CF que serão gastos R$ 955 bilhões nos quatro anos, sendo que 74% desse recurso está previsto ser investido até 2014. O restante, segundo a previsão, seria para obras em construção, como a usina hidrelétrica de Belo Monte, Angra III e outras coisas. “Uma coisa é a execução financeira, outra é aquilo que nos comprometemos a concluir”. Ela poderia muito bem ter dito: Uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa. dava no mesmo.
Fechando todos os números na marreta, disse ainda que apenas no primeiro semestre de 2011 já foram utilizados R$ 45,7 bilhões do total, sendo que 89% apresentam ritmo adequado, 8% estão em estado de atenção, 2% têm execução preocupante e 1% das obras foi concluído. Portanto, tudo em absoluto estado de graça.


Em sua magistral frase Fórmula 1, razão do título do post, disse Miroca: “Entramos (na segunda fase) com o pé no acelerador, isso demonstra o aprendizado que tivemos no primeiro período, que foi bom, mas não satisfaz”. HEIN? Foi bom mas não satisfaz? Nuntindi...
O "pograma" deles prevê 28 usinas de geração de energia, incluindo a Belo Monte; 5 estaleiros e 51 embarcações; R$ 6 bilhões em saneamento só em 2011; programas de ações de prevenção de risco; obras de drenagem e contenção de encostas; mobilidade urbana e pavimentação, num total de R$ 26,5 bilhões para o segmento; sem falar nas extraordinárias quantidades de casas, creches, quadras, infindáveis quilômetros de estradas e ferrovias, Água e luz para todos, e mais uma porrada de coisa.
Mesmo com toda fantasia dos slides, ficou comprovado que a execução do PAC edição 2.987 perdeu velocidade nos seis primeiros meses deste ano. O anuncio de Miroca mostra que foram executados R$ 86,4 bilhões entre janeiro e junho de 2011. Entre abril e outubro de 2010, data do último balanço apresentado, foram executados R$ 95,7 bilhões, uma diferença negativa de 10,8%.

Que tiver ouvidos que Ouva. Que tiver olhos que Uie. Quem tiver boca que fale. Que nem que eu.

sexta-feira, 29 de julho de 2011

A Prepotência dos Petralhas É Genética

A arma eterna de desviar atenção é sempre presente nos atos deste (des)governo desde 2003 e dá toda pinta que não vai mudar, ou melhor, vai se reforçar. Vai faltar bode prá por e tirar da sala, porque os argumentos prá desviar o foco estão acabando.
Nem bem o margarina divulgou ações efêmeras e praticamente inúteis para conter a valorização do Real frente ao Dolar e a aceleração indiscutível da inflação, usando toda a faixa de tolerância pré-determinada como sendo "toda sua", e a dona deelma já vem usando o que acontece extra-fronteiras para salvar as aparências.
Ontem, durante reunião presidencial da UNASUL (União Sul-Americana de Nações) em Lima, no Peru, sacou com brilhantismo a solução de todas as crises mundiais sem olhar pro próprio rabo. Lançou com brilhantismo que a "insensatez e a incapacidade política dos Estados Unidos e da União Europeia até agora apresentadas ao mundo para resolver seus problemas de impasse políticos internos para resolver seus problemas econômicos são uma ameaça global". Na balada, invocou que a união dos países membros da UNASUL é a solução de todos os problemas.
esta forma, conseguiu convencer os hermanos todos em realizar uma reunião extraordinária de ministros da Fazenda e presidentes dos Bancos Centrais para discutir medidas conjuntas contra a crise, já com segunda rodada prevista para os dias 10 e 11 em Buenos Aires. E ainda vão convidar o México para se incorporar à palhaçada, botando os filhos de Ontesuma na maior enrascada com a NAFTA.
Quanto à queda seguida do valor do dolar, a governanta reclamou do "mar extraordinário de liquidez que flui de países desenvolvidos aos emergentes em busca de rentabilidade e provocam desequilíbrio cambial, bem como determinou que os produtos industriais dos países desenvolvidos que "alagam" a região, contribuem para as dificuldades da região.
O Gran Finale foi quando berrou gloriosamente que "Não podemos incorrer no erro de comprometer tudo que conquistamos, não porque quiséssemos ou pelos erros que cometêssemos, mas pelos efeitos da conjuntura internacional desequilibrada", continuou.

No contexto da cortina de fumaça, haverá ainda um encontro de botoxizadas, entre as governantas local e dos hermanos. Hoje a cara de tamborim Cristina Kirchner vem nos visitar, bem no meio de uma enorme confusão de abre e fecha fronteiras. O que diz o cerimonial é que os temas que precisam ser resolvidos constarão En Pasant na conversa entre as duas para tentar passar a imagem de harmonia entre os dois países. As encrencas ficam a cargo da equipes técnicas e portanto, nada deve se esperar em termos concretos para uma solução dos problemas das barreiras comerciais que foram levantadas pela Argentina a produtos brasileiros, nem para a retaliação brasileira, que levou a revisão das mesmas licenças para carros e autopeças e criou uma fila de veículos à espera de permissão para passar na fronteira entre os dois países.
Sem a competência para resolver nossos problemas, dona faxineira agora quer resolver o problema do mundo todo, igualzinho como age o nove dedos.

Como eu disse acima: vai faltar bode no mercado.

Artur: O Indio Branco Não Abandona Sua Terra

Um dos maiores expoentes do ambiente político nacional, o ex-senador e diplomata Arthur Virgílio Neto recebeu homenagem na manhã de ontem a “Medalha de Ouro Cidade Manaus” na Câmara Municipal de Manaus (CMM), num ambiente carregado de estrelas, entre elas o ex-governador de São Paulo, José Serra e o senador Álvaro Dias, Arthur criticou o posicionamento de dona deelma e seu (des)governo em relação à Zona Franca de Manaus (ZFM) e a falta de políticas públicas contra a guerra fiscal que ameaça a fabricação de produtos no Polo Industrial de Manaus (PIM).
Fortemente emocionado, como é seu perfil, Arthur mostrou claramente o risco de extinção da Zona Franca de Manaus e atual guerra fiscal travada a partir da assinatura da Medida Provisória 534, que desonera os impostos para a fabricação de tablets, conforme já tratamos AQUI em várias ocasiões.
Muito mais fluente que eu, demonstrou Arthur que o decreto tira a competitividade do modelo frente a parques industriais no Sul e Sudeste, pois estende de forma inconstitucional, as vantagens competitivas do PIM aos demais estados do Brasil, destacando a total falta de sensibilidade da governanta que agora ameaça a estabilidade e o futuro da economia do Estado que a elegeu com mais de 80% dos votos, assim como tinha feito com o nove dedos.
Deixou bem claro que os índices de faturamento do PIM não são determinantes para assegurar a estabilidade do modelo, pois as medidas atuais de isenção de impostos são relevantes e não mais determinantes como eram em 1967, época da criação.
Para Arthur é normal que "o Governo de São Paulo tenha desonerado os impostos a partir da “brecha” deixada por deelma com a assinatura da MP 534. Eu faria a mesma coisa para cumprir meu papel de governador. A presidenta fala sobre prorrogação da Zona Franca, mas já existem projetos em tramitação no Congresso Nacional sobre isso. Não adianta apenas dizer que vai prorrogar a Zona Franca por 50 anos, não adianta prorrogar o vazio, não adianta prorrogar o nada”, destacou.
O diplomata apoiou a atitude do governo do Estado em entrar com Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADIN) no Supremo Tribunal Federal contra decreto do governo paulista a respeito da redução de impostos para a fabricação de tablets em São Paulo, mas para ele, o governador Omar Aziz deve conversar urgentemente com o governador de São Paulo e de outros estados. “É claro que o governador do Estado deve conversar não só em São Paulo, mas também no Paraná e Espírito Santo”, disse. ”, disse. A ação é contra o Decreto 57.144, que desonera a cobrança do Imposto sobre Circulação de Mercadoria (ICMS). A medida reduz para 7% a tributação cobrada no Estado. No Amazonas, o imposto pelo produto produzido no Polo Industrial de Manaus (PIM) está em 18%.
Lavando a minha alma, que berro aqui faz um tempão, Arthur também falou sobre a atuação dos parlamentares federais do Amazonas, omissos e genuflexos na defesa dos interesses do Estado junto ao (des)governo federal, preferindo realizar seus projetos pessoais. “A bancada não tomou nenhuma atitude, não vimos o discurso de nenhum parlamentar nosso questionando o Governo. Ninguém... Ficou todo mundo calado.
Como eu já ouvi vários depoimentos de pessoas que não votaram nele e estão arrependidas, foi bom que, na solenidade, Arthur também foi lembrado por fazer “falta” no Senado.
O ex-senador também recebeu homenagens do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e do senador Aécio Neves (vixe, vixe) que tiveram as mensagens de parabenização lidas na tribuna da CMM. Em seu discurso, José Serra também lembrou a importância da condecoração “para quem faz falta ao Brasil, ao Congresso Nacional e ao Amazonas”.
Na sua frase final, um aviso e um alento: “Esse é o gesto de vocês para mim e de mim para vocês, de coerência e teimosia. Estou mais vivo do que estava antes.
Bote no Toco Arthur. Esses bundões têm que aprender com você.

quinta-feira, 28 de julho de 2011

Utilidade Pública: Fogo em Óleo Quente

Como brigadista e socorrista, com zilhões de cursos de reciclagem, revitalização rememoração e mais um monte de repeteco, já passei por vários treinamentos de combate a fogo. Em todos eles, os instrutores sempre alertaram para fogo em óleo quente, não por ser dos fogos mais difíceis de serem apagados, mas pelos cuidados que se deve ter. Deixo a seguir algumas diquinhas que me lembrei e um filme que consegui no youtube. Instrua seus filhos e empregados.
Antes de começar, o primeiro mandamento do brigadista:
SE NÃO SE SENTE SEGURO, NÃO FAÇA NADA. EVACUE A ÁREA E CHAME ALGUÉM. HÁ SEMPRE RISCO DE MORTE.

Para o caso do óleo quente, caso você esqueça no fogo a panela ou frigideira com óleo, e esse pegue fogo:
0. NÃO ENTRE EM PÂNICO.
1. DESLIGUE O FOGO
2. Molhe um pano que cubra a panela ou frigideira, torça-o, retirando o excesso de água para que NÃO PINGUE.
3. Coloque o pano sobre a panela/frigideira e espere até que esfrie (não saia mais vapor).
4. NUNCA TENTE MOVER A PANELA ou a FRIGIDEIRA
5. NUNCA JOGUE ÁGUA - NUNCA JOGUE ÁGUA - NUNCA JOGUE ÁGUA - NUNCA JOGUE
ÁGUA, pois os respingos carregarão fogo junto e os efeitos são devastadores.
Agora veja o filme.



video

quarta-feira, 27 de julho de 2011

Inventam Tudo Prá Torrar Dinheiro

Cada um que bote sua imaginação prá funcionar e invente um jeito de torrar a grana dos impostos e, é claro, livrar sua taxa de sucesso.
Alguém já ouviu falar de um tal de Fundo Nacional sobre Mudanças Climáticas ligado ao Ministério do Meio Ambiente, ou só o cacique aqui é broco? Eu li no Jornal do Comércio de Pernambuco que esse troço existe e tem um secretário nacional chamado Eduardo Assad.
Pois a criatura disse que tem em caixa R$ 200 milhões para emprestar a partir de agosto às cidades que receberão os jogos da Copa do Mundo de 2014 e pretendam investir em projetos de mobilidade urbana ambientalmente sustentáveis, seja lá o que for isso.
O que se pretende é dar inicio a uma renovação no sistema de transporte público feito por ônibus, ainda que lenta e gradualmente pois o programa vai até as olimpíadas de 2016. Bom né...Eu acho. Desde que seja de verdade e de modo sério.
Além dos duzentinhos reembolsáveis, o fundo conta ainda com mais R$ 30 milhões não são reembolsáveis e foram destinados a pesquisas e ao sistema de alerta contra catástrofes naturais. O restante, a partir da aprovação do Banco Central, será oferecido em várias linhas.
Segundo Assad, o fundo vai financiar tecnologias "prontas", como é o caso dos ônibus movidos a etanol. "É uma tecnologia que a indústria pode entregar e os preços estão bons.”
Mas o secretário não descartou a possibilidade do financiamento da tecnologia do ônibus a hidrogênio ou híbridos (diesel-elétricos ou diesel-etanol), que ainda estão sendo testados no país. "Na hora que a tecnologia estiver pronta, temos linha de financiamento, desde que o projeto seja economicamente viável", acrescentou.
Claro que investir em ônibus que utilizem cada vez menos combustíveis oriundos do petróleo é a principal alternativa para reduzir a emissão de gases do efeito estufa nas cidades, pelo evidente fato de ser o maior responsável pelas emissões nas áreas urbanas.
Para acessar o dinheiro do Fundo Nacional sobre Mudança do Clima, as prefeituras precisam associar-se às empresas do setor de transporte...É aí que mora o perigo. Prefeitos e empresários juntos, com muita grana disponível e Regime Diferenciado de Crédito; é chuncho na certa.

Curso de Batedor de Penalti. Ou Mudar as Traves

Como os jogadores dos homens brancos deçepaíz desaprenderam a bater penalti, ofereço aulas gratuitas aqui na taba com nosso craque ARU. Nas últimas 416 cobranças ele converteu 415 e chutou uma na trave, mas ela caiu e acabou o jogo.

O balanço mais recente está: na selecinha 4 batidos=4 perdidos; no time militar 4 batidos=2perdidos, o tal de Internacional 4 batidos-2 perdidos.

Se retroagirmos alguns anos a coisa degringola. Até o grande Zico perdeu penalti na hora errada.

Também podemos atuar junto ao seriíssimo e honestíssimo Ricardo Teixeira, conhecido nas bocadas como Rickie Trickie, (Ricardo Truque). Até já desenvolvemos o protótipo.


Custo Por Assento É O Maior de Todos os Tempos




Uma das melhores de ontem foi apresentada por Orlando Silva, o sinistro dos esportes e não o cantor. Num papinho sobre copa e estádios, o tapioqueiro apresentava um daqueles conjuntos de slides power point sobre o tema e algum espírito de porco vem e pergunta uma das coisas que mais doi nos ouvidos da corja: CUSTO.

"Quanto vai ser o custo por assento dos estádios brasileiros?", teria sido a pergunta atirada pelo repórter nos peitos do nosso comunista com a grana dos outros, tal qual uma lâmina afiada zunindo no espaço entre eles. Depois do Ki-Ki-Ki de sempre, Orlandão saiu com um número tirado da cartucheira "da ordem (Sic)" de R$ 10.500,00 médios. Eita danou-se...A média mundial mais cara está em torno de R$ 6.400,00.

O rapaz entendendo que cumpria seu dever de forma séria, fez uma segunda pergunta: mas por que tão caro. Pronto...Bastou isso e o adorador de farinha de mandioca torradinha na frigideira já começou a fazer piada: "o custo está alto por que "o Brasil passa por um momento de forte aquecimento da economia, com inúmeras obras do PAC e as 2 milhões de casas do Minha Casa, Minha Vida; e isso também se reflete no custo dos projetos para a Copa, pois estamos vivendo carência de meios executivos". Ha, Ha, Ha...Ótima né não?

Tio Orlando, fala sério vai! Os aditivos dos estádios ainda estão no meio do caminho e já aumentaram R$ 2 bilhões de janeiro prá cá. A maioria não passou de terraplenagem e você vem dizer que quase dobrou sem o "efeito emergência" que ainda vem por aí? Todos se lembram de seus Jogos PAN, orçados em R$ 400 milhões e que atingiram R$ 4 bilhões.

Na Copa de 2006, na Alemanha, os 12 estádios construídos e reformados, apresentaram um valor médio de R$ 7.145,00 por assento. Na Copa de 2010, o orçamento dos 10 estádios tiveram um valor médio de R$ 8.000,00 por assento. Pelas publicações realizadas no Brasil, para a Copa de 2014 os 12 estádios a serem construídos e reformados teriam um valor médio de R$ 7.513,00. Atualizando-se os custos já programados: o estádio da Fonte Nova terá um custo de R$ 11.820,00 por assento; o Mané Garrincha, em Brasilia, um custo de R$ 10.380,00; a Arena Pernambuco, um custo de R$ 10.380,00; a arena da Amazônia de Manaus, um custo de R$ 11.500,00 e o Maracanã, um custo de R$ 9.592,00, que representam valores muito superiores aos realizados naqueles paises que sediaram as Copas anteriores.

Mostramos a seguir alguns custos que conseguimos levantar. É muita grana...








Como muito samba há de se tocar ainda e nem começou a ser implantado o regime Diferenciado de Contratações - RDC, somos obrigados a nos preparar para que tais custos sofram mais reajustes.

terça-feira, 26 de julho de 2011

Cadê A Arábia Saudita dos Trópicos?

Tanto o EX quanto dona deelma quando era sinistra das minas e energia ou mesmo da casa covil, berravam aos quatro ventos que eçepaíz ia ser a Arábia Saudita dos trópicos seja pela exraordinária (essa palavra todos eles adoram) produção de petróleo do pré-sal seja pela produção de combustíveis "verdes", etanol e biodiesel de mamona (aquela que o Requião comeu pensando que era igual a pistache).
Ano passado vivemos grave crise de combustíveis por conta da entresafra de cana e pelo aumento do acúcar no mercado internacional o que levou os usineiros, eternos financiados pelo e financiadores do (des)governo, a diminuir a produção de álcool. Como consequência, subiu o preço destes combustíveis nas bombas e o povo enfiou a mãozinha no bolso, como sempre.
Big Wolf de cabelos tipo asa de grauna, correu a dizer que tinha sido apenas um acidente de percurso e que jamais se repetiria. Como sempre, mentira prá enganar a massa.
Ontem, 0 presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, disse alto e bom som ao Jornal da Globo, que a capacidade de produção de gasolina chegou ao limite no país, e que, com tanta demanda, o preço pode aumentar.
Com a contumaz falta de planejamento e atabalhoamento de decisões, a Petrobras virou um saco de gatos, onde a engenharia foi relevada a segundo plano em detrimento da manipulação política da empresa, tanto que sofreu forte queda de valor de suas ações e de representatividade no mercado.
Obras superfaturadas e desencontradas de implantação de 4 novas unidades e ampliação de refinarias existentes, vide a unidade do Maranhão e de Pernambuco, não aconteceram é claro e daí se explica o esgotamento dos limites máximos de refino.
Prá não dar o braço a torcer, Gabriellli, um dos próximos alvos da "gerentona faxineira" pos a culpa nos outros. Afirmou que a causa foi o aumento da venda de carros flex e a diminuição da produção de alcool, a solução, por enquanto, é importar gasolina.
Estamos portanto numa situação de aumento acelerado da demanda de gasolina pelo alto custo do álcool e esgotamento da produção de gasolina. Gabi ainda disse que a venda de carros "flexiveis" (Sic), fruto da política de contenção da crise pelo (des)governo também influiu neste problema. Ou seja: por enquanto a única saída é importar gasolina e etanol e aumentar o preço de venda ao público. Vê se pode.
Gabrielli falou também sobre o plano de investimento da companhia, outro parto complicado. O que se sabe no ambiente real é que ninguém consegue viabilizar o programa de crescimento da empresa por absoluta falta de dinheiro e rédito que vive a Petrobras. Já tentaram três vezes aprová-lo mas o conselho de administração não aprovou, o que deixou eventuais investidores cada vez inseguros, com as ações da Petrobras despencando: cairam 14 % este ano e 34 % desde 2010, coisa que Gabi evidentemente nega e diz que as ações da empresa "começam a dar sinais de recuperação".
Pela primeira vez na história da empresa, já se pensa em vender ativos ou participações acionárias em empresas para gerar um caixa de US$ 13,6 bilhões para o pagamento de dívidas.
Prá quem é mau gerente, posso até dar alguns pitacos: voltar a administração para um estágio técnico e não político, moralizar a gestão e diminuir gastos de fantasia como financiar shows e festas de forró, buscar de parceiros para atividades fins de exploração e produção no Brasil e no exterior garantindo transparência nos negócios, vender (ganhando dinheiro e não favorecendo contribuintes de campanha) ativos que não são do ramo da empresa, reduzindo participação "filantrópica" nos negócios da empresa, melhoria da gestão do caixa, trocando dívidas de curto prazo por captações de longo prazo lastreadas em produção (ações) e não monetariamente.

Sem falar em que se tem que ir atrás de roubos, superfaturamentos, doações e cessões de bens caríssimos a governos "camaradas" e essas bandalheiras que frequentam as manchetes.

Aí salva essa gigantesca e extraordinária empresa, que há muito deveria ser das maiores das "sete irmãs".

26/07: Festa de Sant'Ana

Joaquim e Ana, pais de Maria, eram donos de certa fortuna, tendo, por isso, uma vida abastada.
As suas rendas anuais eram divididas em três partes, distintas: duas delas eram destinadas aos pobres e ao templo, sendo a outra, reservada para sí. Eram felizes, mas se afligiam por não ter um filho. Nas orações que fazia a Deus, Joaquim, por isso, se lastimava.
Certo dia, através de um anjo, os pais de maria tiveram a seguinte revelação: "Joaquim, disse o mensageiro de Deus, tua oração foi ouvida. Uma filha te será dada, a quem dará o nome de Maria. Desde a sua infância será consagrada a Deus e cheia do Espírito Santo.
Sant´Ana teve a mesma revelação. Assim diz a lenda. Não se sabe, portanto, o que nela há de verdadeiro.
As relíquias de Sant´Ana teriam sido transportadas da Palestina para Constantinopla, no ano 170 da nossa era. De lá foram distribuídas entre muitas igrejas do Ocidente. Existe, na Igreja de Sant´Ana, em Duren (Renânia), uma relíquia da mãe da Santíssima Virgem.
A devoção a Sant´Ana existente no Brasil, foi trazida pelos colonizadores portugueses, que a transmitiram a sucessivas gerações.
No Seridó, o culto a Sant´Ana é prestado desde 26 de julho de 1748, data em que a Igreja e o povo do Seridó começaram a celebrar os louvores de sua padroeira, apresentando-lhe suas preces.
Caicó pertenceu durante muito tempo á freguesia de Nossa Senhora do Bom Sucesso do Piancó-PB.
Esta dependência vigorou até abril de 1748, quando o Bispo de Pernambuco, D. Luiz de Santa Tereza ordenou que o Visitador Manoel Machado Freire, criasse a Freguesia de Nossa Senhora de Sant´Ana. No ano de 1748 foi criada a freguesia da Gloriosa Santa´Ana do Seridó.
No dia 26 de julho do mesmo ano, dia de Santa´Ana, foi erguido um Cruzeiro pelo padre Francisco Alves Maia, iniciando-se a construção da atual Catedral de Sant´Ana.
O local escolhido foi uma planície, já que o terreno da antiga capela de Sant´Ana (ruínas do Forte do Cuó, próximo ao Hospital Tiago Dias) do Sítio Penedo era de difícil acesso por ser uma área muito pedregosa e acidentada.
Como Padroeira dos Sertões potiguar e paraibano, Sant´Ana tem inspirado grande fé no povo, a ponto de ser considerada pelos seus devotos, seu elo entre Deus e a salvação.
O maior acontecimento sócio-religioso, não apenas de Caicó, mas de toda região seridoense, é a Festa de Sant´Ana. Daí a razão de se dizer que este evento representa a Festa da Família; do Encontro; da Recordação; da Esperança, enfim, simboliza a Festa do Amor e da Fé.
Por ocorrência deste acontecimento, que se inicia na quinta-feira da penúltima semana do mês de julho, prolongando-se por 10 dias, Caicó recebe pessoas de toda região, e de vários recantos do pais, superlotando os hoteis da cidade, bem como os lares das famílias que acolhem seus parentes vindos de fora, inclusive amigos destes que vêm até Caicó, para concelebrarem os louvores de sua Padroeira, a Senhora Sant´Ana.
Uma das peças mais bonitas de Louvor popular a Sant'Ana que conheço é a gravada pelo Quinteto Violado, grupo pernambucano, em seu primeiro disco lançado em 1972. Um misto de aboio e xote belíssimo.




segunda-feira, 25 de julho de 2011

Neymar: Uma Questão de Estado

Como se não bastasse ter que se ficar antenado às falcatruas, roubalheiras e conchavos desse (des)governo em todas as suas áreas de administração, agora até os times de futebol têm que ser objeto de atenção e preocupação.
Primeiro saiu a tão cantada injeção de dinheiro público em estádios Brasil afora, culminando com a concessão de montanhas de dinheiro no estádio do corintians, não por acaso o time do nove dedos, tanto pela prefeitura quanto pelo governo do estado de São Paulo.
Hoje se depara nos jornais paulistas com a notícia de que o presidente do Santos, Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro, concedeu entrevista a um periódico espanhol anunciando que vai se encontrar com dona deelma para discutir a possibilidade de um apoio estatal que ajude a bancar a permanência de Neymar no Brasil.
Segundo Álvaro, a permanência de Neymar jogando no Santos é uma questão de Estado. O argumento é o fato de, uma vez que o governo tem grandes empresas que investem no esporte, se use uma delas para bancar propostas que cubram as oferecidas por clubes estrangeiros, em especial, Barcelona e Real Madrid.
Não tenham nem dúvida que a grana sai, tal é o afã de agradar o povão que tem essa corja. Mas enquanto isso, brademos contra mais esta estupidez.

Fraudaram Até a Tropa Ou Tropa de Aluguel

O Brasil foi o primeiro colocado nos Jogos Mundias Militares.

Parabéns? Motivo de orgulho? Júbilo nacional? Poha nenhuma...

Acostumados a fraudar tudo que põem a mão neste país, nossos (des)governantes corromperam até o espírito olímpico, que também vigora nesse tipo de competição. Ô Raça ruim....

Não satisfeitos de manobrar as mentes e vontades da nação para fazer eleger os representantes populares de seu agrado e capazes de permanecer subjulgados sob seu poder de controle; de modo a manter a base parlamentar capaz de passar como rolo compressor nas discussões do congresso nacional, a curriola fraudou até a composição de nossa equipe militar de competições.
Os times foram reforçados por muitos atletas especialistas e de desempenho acima da média normal de militares profissionais, através de contratos temporários com as forças armadas para disputar os Jogos, e, dessa forma, o Brasil conseguiu pela primeira vez ficar em primeiro lugar no quadro geral de medalhas.
Para se ter uma idéia, 40 das 45 medalhas de ouro, 29 das 33 de prata e 28 das 36 de bronze foram obtidas pelos atletas de alto rendimento engajados a fórceps. Se fossem considerados apenas os resultados dos militares de carreira, o Brasil terminaria a competição em nono lugar, o que seria um fato notável já que na edição anterior, o país terminou em 31º lugar, mantendo a honra da competição.
Além de tudo, o evento não mobilizou tanto os cariocas, apesar dos ingressos terem sido distribuídos gratuitamente. Algumas competições tinham como "torcedores" os próprios atletas e foram raros os casos de se ver as arquibancadas cheias.
Em sua marcha inevitável para mais um governo apenas de propaganda, dona deelma disse que os Jogos Militares vão ajudar o País a organizar a Copa do Mundo de 2014 e a Olimpíada de 2016. Mas aí a coisa tem que ser prá valer...Além de toda roubalheira cantada em prosa e verso, nada, absolutamente nada se fez para desenvolver atletas capazes de fazer um bom papel nas olimpíadas e o time de futebol continua cheio de estrelas mas com desempenho sofrível.

Manter atletas nas fileiras militares é prática comum, mas de forma contínua e permanente e não gambiarrada nem forçada como é o caso. Sabe-se que cerca de 44% dos medalhistas dos Jogos de Pequim-2008 eram militares de carreira, o que é justificável como forma de subsidiar e incentivar o esporte e não como foi feito, envergonhando a disputa e destruindo o espírito competitivo.

domingo, 24 de julho de 2011

Estrelas: Bons e Maus Usos



Soft Landing Requer Bons Pilotos e Clima Favorável



Prá quem arrotava aos quatro ventos que "lutaria contra a inflação com todas as armas e com todas as forças", dona deelma arregou muito rápido. A que se dizia uma arara, nessa sexta-feira já chegou com uma conversinha mole de que todos os planos do governo estão sendo mantidos para atingir as metas de superavit primário. "Estamos criando um quadro para a inflação sob controle".
Porém, na hora das perguntas, algum incauto mal instruído perguntou sobre a taxa de inflação...Pronto. Queimaram os dois neurônio. Gaguejou, pigarreou ameaçou latir mas não respondeu de forma precisa. O melhor que saiu foi "que o governo optou por manter a economia crescendo de forma consistente, embora num ritmo menor do que em 2010". Ou seja: chongas.
Achando pouco, largou o primor de "política de convergência de curtíssimo prazo teria um efeito danoso para a economia", dando a entender que o (des)governo está satisfeitíssimo com a previsão prá lá de otimista de que a inflação fique pouco acima de 6% neste ano. Segundo a governanta, "Não queremos inflação sob controle com crescimento zero".
Entusiasmada com o desempenho do professor Joel Santana na língua de Sheakspeare, enveredou numa tradução literal da expessão que usamos no título desse post. "Estamos fazendo o chamado pouso suave, com uma taxa de crescimento e de emprego adequadas para o país".
A expressão Soft Landing é usada pelos especialistas da área para expressar situações em que ajustes não são realizados de maneira brusca e sim buscando adequar todos os fatores que compõem o cenário macro-econômico.
Além de não entender poha nenhuma do tema, não tem assessores que prestem e saem essa pérolas. A falta de informações sobre "detalhes" como notória alta de preços, fuga da meta pela inflação, taxas altas de juros, desindustrialização, crise econômica não de nível de marolinhas, taxa de câmbio inversa ao tipo de exportação brasileira, etc; levam a assertivas do tipo "Você acha que a gente pode fazer alguma coisa se a gente não sabe se o pessoal está brincando na beira do abismo ou se já criou uma rede de proteção?", numa referência à situação econômica nos EUA e na Europa. "O mundo está andando de lado. Deixa ele andar um pouco para frente que a gente decide".

Bom...Pelo menos melhorou quanto a mudanças na natureza. O nove dedos já havia usado versões do mundo quadrado para explicar comportamentos econômicos. Agora a comparação já passa aser com carangueijos.
O fato é que, com licença de meu guru aeronáutico o comandante @barenna; atrevo-me a dizer que pousar com delicadeza e suavidade requer, além de muita habilidade, competência e experiência; condições climáticas favoráveis, senão a coisa pode se complicar.


A Certeza de uma Falsa Superioridade

Com Informações da Folha de São Paulo


Em meio a tanta coisa que circulou na imprensa, nos blogs e nas redes sociais nesses dias, quase passa despercebido um atentado contra a isenção que se requer de um magistrado. Se um juiz receber favor de quem quer que seja, já é um fato prá lá de suspeito, o que se dirá de um ministro da suprema corte do país?
O maior argumento para a defesa dos altos salários e outras vantagens sempre recebidos pelos membros do poder judiciário, sempre foi a necessidade de "manter um padrão de vida compatível com o cargo, sem precisar de favores".
Mas não foi assim que pensou e agiu o ministro do STF José Antonio Dias Toffoli, que faltou a um julgamento na corte para comparecer na cerimônia de casamento do advogado criminalista Roberto Podval, umildemente realizada em Capri, paradisíaca e caríssima ilha italiana.
As bodas foram de grande estilo, num chiquê de fazer inveja a principes (embora com componentes de gosto duvidoso e excessos perfeitamente dispensáveis).A reportagem da Folha dá conta que foi oferecida aos 200 convidados, dois dias de hospedagem no Capri Palace Hotel, um SPA cinco estrelas cujas diárias variam de R$ 1,4 mil a R$ 13,3 mil; e que estava incluso no pacote-convite a recepção na chegada, trâmites de reserva, deslocamento na Itália via trem ou ferrys, check-in e diversos detalhes para que "se sentissem em casa".
Comentam as marocas que cabeleireiros e maquiadores foram levados do Brasil e que cabia na conta alguns mimos como champanhe, frutas e brindes nos apartamentos.

Os noivos contrataram um show do cantor romântico italiano Peppino di Capri, conhecido pela canção "Champagne", sucesso nos anos 70.

Como manda o figurino (o da corja e não dos convidados), a assessoria de Toffoli informou que a viagem do ministro foi de caráter estritamente particular e que ele se reserva o direito de não fazer qualquer comentário sobre seus compromissos privados, declarando apenas que ele arcou com suas despesas da viagem.

Sua inçelença estava em boa companhia pois constava na comitiva um desembargador (Marco Nahum disse que é amigo de Podval "há mais de 20 anos" e não viu problema em viajar para o casamento), a recém-condenada Denise Abreu (ex-ANAC e sua cliente) e Antônio Carlos de Oliveira Castro, o Kakay; advogado de estrelas enroladas e chapíssima de Jay Dee, o consultor de empresas José Dirceu.
Mas prá que isenção né caboco? No STF, Toffoli é relator de dois processos nos quais Podval atua como defensor dos réuse já atuou em pelo menos outros dois casos de clientes de Podval, sem nem de longe se declarar impedido, o que seria no mínimo moralmente recomendado.
Um dos criminalistas mais requisitados de São Paulo, Podval é defensor de Sérgio Gomes da Silva, acusado de matar o prefeito petista Celso Daniel; do petista Marcelo Sereno; do casal Nardoni, condenado por matar a filha.
Com uma indicação e nomeação no STF prá lá de contestada, Toffoli teve a pesar em seu curriculum na hora de demonstrar notório saber, ter sido adEvogado das campanhas de loola e do PT e Procurador geral da república no primeiro mandato do EX.

Agora que virou "imortal" das leis, tem certeza de poder fazer o que quer, certamente pelos exemplos adquiridos de outros ministros mas antigos na casa e/ou mais idosos.

Melhor que a reportagem postada na folha on line e vendida nas ruas, foi a imagem comentada que recebi por e-mail e que se segue. Não posso citar seu louvável autor pois dele não tenho autorização, mas ficou genial.
É seu Toffoli. Como o senhor é novo, vamos assistir ainda muitos festivais de prepotência e arrogância de vossa excelência.

POST CORRELATO: Toga justa de ministro do STF que participou de concorrido casamento de advogado em ilha da Itália em UchoInfo