Read In Your Own Language

sábado, 4 de dezembro de 2010

OVNI Sobre Minha Tribo

E ninguém me disse nada. Vai sobrar prá algum guerreiro.



Atualização às 20:17 - Fui alertado por um amigo do ramo que a frasiologia tem erros de altitude, ajustes e velocidade e portanto é fake. Fica apenas como curiosidade.

Agora Compraram Aviões Úteis

O Sinistro da Defesa Nelson Jobim assistiu ontem na Espanha os testes de voo do primeiro dos 9 aviões P3-Orion adquiridos pela FAB para patrulha e ataque bem como busca e salvamento.
O P-3 Orion é a versão militar do famoso avião comercial Lockheed Electra II. Foi inicialmente concebido para a Marinha dos EUA como aeronave especializada em guerra anti-submarina e patrulhamento marítimo baseada em terra e tornou-se um sucesso de vendas internacionais sendo utilizado por diversos países membros da OTAN e outras nações diversas, em várias versões sobre a mesma plataforma.
A Força Aérea Brasileira não dispunha de uma aeronave anti-submarino desde 1976 com a desativação do Lockheed P2V Neptune. Atualmente, a patrulha e esclarecimento marítimos são realizados pelo Embraer EMB-111 Bandeirulha, com autonomia menor e sistemas já defasados.
As atividades de ensaios em voo, que se iniciaram, destinam-se a ratificar, após exaustivos testes em laboratório de integração e na própria aeronave em solo, a confiabilidade operacional dos sistemas de aeronavegabilidade e dos sistemas de missão, que foram totalmente desenvolvidos por uma equipe mista composta por especialistas das empresas ATECH (Brasileira) e EADS-CASA (Espanhola), com o gerenciamento da Subdiretoria de Desenvolvimento e Programas (SDDP) do Comando-Geral de Tecnologia Aeroespacial (CTA) e com a participação dos demais Comandos-Gerais da Aeronáutica.
A aeronave P-3AM, com os seus modernos equipamentos e sistemas embarcados, é uma ferramenta poderosa que está alinhada com as diretrizes estabelecidas na Estratégia Nacional de Defesa, pois incrementará, substancialmente, a capacidade da pacífica do Brasil na busca de proteger a Amazônia Legal e, de modo especial, a região pré-sal da Amazônia Azul. Além disto, a aeronave representará apoio às atividades de busca e salvamento no Atlântico Sul, que, conforme acordos internacionais, é de responsabilidade do Brasil.
Transcrito do Site da FAB - Fonte: COPAC / CTA

Salvaram o Manguezal. Ainda Bem.

Publicado em 03.12.2010, no Jornal do Commercio. Texto: Cleide Alves, da Editoria de Cidades. Foto: Priscilla Buhr/JC Imagem, 01.12.2010.

No mesmo dia em que foi divulgada a intenção da Marinha do Brasil de vender o terreno da antiga Estação Rádio Pina, Zona Sul do Recife, onde o município tem projetos para implantação de um parque público, o prefeito em exercício, Milton Coelho, assinou o decreto de regulamentação da área. O agora denominado Parque Natural Municipal dos Manguezais Josué de Castro tem 320,34 hectares, dos quais 225,82 hectares correspondem a mangue. Proprietária de quase 70% da área, a Marinha colocou 248 hectares à venda, por licitação.
O Decreto nº 25.565/2010, que regulamenta o Parque Municipal dos Manguezais, foi assinado anteontem e publicado na edição de ontem do Diário Oficial do Município. “Esse é um espaço do qual não podemos abrir mão de forma alguma”, afirma o secretário de Meio Ambiente do Recife, Roberto Arrais. Considerado unidade de conservação da natureza, o parque está localizado no estuário dos Rios Capibaribe, Jordão, Pina e Tejipió, entre os bairros do Pina, Boa Viagem e Imbiribeira.
Roberto Arrais explica que a criação do parque depende da cessão do terreno pela União. “Estamos tentando resolver os problemas legais, creio que a Marinha terá sensibilidade. O interesse público é o que move a prefeitura e a Marinha”, destaca. O assunto será discutido na próxima semana, com mediação do Ministério Público Federal. O procurador da República Marcos Antônio da Silva Costa convocará a Marinha e o município para uma reunião.
Com a regulamentação, a prefeitura define o uso do lugar como parque natural, voltado para a contemplação, educação ambiental e patrimonial, trabalhos científicos e turismo ecológico. O decreto permite a construção de edificações de apoio ao estudo científico e estacionamento para as atividades de pesquisa, em áreas já aterradas, com ausência de mangue, mediante análise especial para taxa de ocupação, taxa de solo natural e altura das edificações.
O parque é a maior área de mangue localizada numa capital, em todo o Brasil, conforme pesquisa da oceanóloga Hélida Philippini, que fez levantamento para a sua tese de doutorado em oceanografia pela Universidade Federal de Pernambuco. O promotor Ricardo Coelho, autor do Projeto do Código Estadual de Meio Ambiente de Pernambuco, acrescenta que a venda dos 248 hectares do manguezal proposta pela Marinha é inconstitucional.
Isso porque, diz ele, o terreno é um patrimônio nacional, considerado Área de Preservação Ambiental (APA). O promotor sugere a criação de uma comissão formada pela Câmara de Vereadores do Recife, prefeitura, Secretaria Estadual de Ciência, Tecnologia e Meio Ambiente e pelos Ministérios Públicos Federal e de Pernambuco para discutir o assunto.
Ricardo Coelho aponta a área como um dos maiores manguezais urbanos do mundo, também caracterizada como Área de Preservação Permanente (APP) pelo Código Florestal, lei federal em vigor desde 1965. O 3º Distrito Naval, com sede em Natal, pede R$ 51 milhões pelo imóvel, no sistema de permuta. A vencedora da licitação (propostas serão abertas dia 21, no Rio Grande do Norte) terá de demolir residências na vila naval de Natal e construir novas para oficiais, suboficiais e sargentos em Natal, Maceió, Fortaleza e Olinda.
Na década de 40, na II Guerra Mundial, norte-americanos instalaram nesse local uma estação de rádio, que depois passou para o controle da Marinha. A instituição manteve serviços de comunicação no lugar até os anos 90.
Desde ontem, o Centro Escola Mangue, em Brasília Teimosa, Zona Sul do Recife, lançou abaixo-assinado eletrônico para tentar impedir a venda do manguezal. Quem tiver interesse deve acessar este endereço e escrever o nome. “Pretendemos fazer um grande ato público com organizações não governamentais. Vamos convocar a sociedade”, diz a professora Luciana Silva, integrante do centro.
=================
Comento: As áreas de mangue possuem uma extraordinaria e única biodiversidade e formam biomas ímpares. Por todo Nordeste vêm sendo degradadas por outras culturas e atividades produtivas (como criadouros de camarão, por exemplo) e pela especulação imobiliária.
Uma rápida ação como essa da Prefeitura da Cidade do Recife é absolutamente louvável.
Compensa um pouco a bobagem que fizeram na construção do Parque Dona Lindu, em Piedade.

Eu Sei o Que Vocês Fizeram no Mandato Passado

“Eu, sem ser presidente da República, vou poder fazer discurso que eu não faria como presidente da República. Portanto, como presidente, eu não sou o Lula, eu sou uma instituição. Eu tenho de me comportar, mas como cidadão brasileiro, eu tenho muito mais liberdade para falar as coisas. O dado concreto é o seguinte: não pensem que vão se livrar de mim, porque vamos estar juntos em algum lugar desse país”.

Noço Líder Loola, apavorando os brasileiros que não perderam o juízo, com a insinuação de que a pior parte do pesadelo nem começou.
Por Augusto Nunes - Sanatório geral - Revista VEJA

iPad Brasileiro é o Mais Caro do Mundo


Mesmo sendo o mais caro do mundo, o iPad foi um sucesso de vendas em seu primeiro dia no mercado brasileiro. Modelos com acesso à rede de telefonia celular de terceira geração (3G) já estavam em falta em algumas lojas na noite de sexta-feira, menos de 24 horas depois do lançamento do produto.
Um levantamento feito pela Macworld Brasil em 10 países apontou o iPad brasileiro como o mais caro. O modelo mais simples sai por R$ 1.650 no Brasil, quase o dobro dos R$ 848 pagos nos Estados Unidos. Na Argentina, o segundo lugar mais caro, custa R$ 1.450.
Comparando os preços brasileiros com um estudo da australiana ComSec, publicado em maio, que englobou 10 países, também mostrou que o Brasil tem o iPad mais caro. O tablet da Apple está disponível hoje em 43 países.
A Apple tem seis modelos do iPad, sendo três com conexão de rede local sem fio Wi-Fi e três com Wi-Fi e 3G.

Educação: O Caminho de Tudo


Sedução: Uma Verdadeira Arte

A arte de seduzir não é exclusiva dos seres humanos ou dos machos das espécies. É um verdadeiro balé entre os pares que buscam demonstrar um ao outro virtudes e qualidades incomparáveis nos demais da espécie.
No espetáculo a seguir destaco o raríssimo Galo da Serra, a ave laranja que surge em torno dos 03:20, cuja incomparável beleza só ocorre nas cavernas próximas ao município de Presidente Figueiredo a 120 km de Manaus, a terra das cachoeiras.
Antes que perguntem: O nome da cidade de Presidente Figueiredo não foi em honra ao general-presidente do Brasil e sim a João Batista Figueiredo Tenreiro Aranha, primeiro Presidente da província do Amazonas.

video

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Nossa: Essa Turma não Tem jeito Né?

Por Reinaldo Azevedo.

A jornalista Helena Chagas foi convidada para ocupar o lugar de Franklin Martins como titular da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República. Surpresa zero, embora a indicação mereça ser circunstanciada, não é mesmo? Antes, uma observação: não terá os mesmos poderes. A tal “regulação da mídia”, por exemplo, deixa a pasta para migrar para o Ministério das Comunicações, onde Paulo Bernardo tentará dar uma aparência suave à coisa, sem os ódios de Franklin, especialmente à Globo. Adiante.
Helena se aproximou bastante de Dilma, mas, antes de tudo, é chapa de Palocci. A Polícia Federal tem, vamos lembrar, a genealogia do caso Francenildo, o caseiro. Começou no quintal da jornalista e terminou fraudando a Constituição. Então diretora da sucursal do jornal O Globo, em Brasília, ela ficou sabendo, por intermédio de seu jardineiro, que o caseiro havia recebido um depósito relativamente alto em sua conta na CEF.
Fiel aos deveres do jornalismo, ela mobilizou a equipe para tentar descobrir se o rapaz que botava Palocci contra a parede estava sendo financiado por alguém? Não!!! O lado patriótico falou mais alto. Ela contou tudo para o ministro. Ele chamou Jorge Mattoso, então presidente da CEF, e conversou a respeito. E o que fez o subordinado? Conseguiu um extrato da conta de Francenildo, quebrando ilegalmente seu sigilo, e lá estava o depósito. O rapaz virou capa de revista! Filho bastardo, o dinheiro era uma doação feita por seu pai biológico e nada tinha a ver com política.
Helena foi demitida do jornal e iniciava a jornada rumo ao topo, não exatamente da profissão, mas do poder. Foi contratada como diretora de jornalismo da EBC, subordinada a Franklin Martins. Deixou o cargo para ser assessora de imprensa da candidata Dilma Rousseff, migrando para a assessoria da equipe de transição. Agora, chega a um cargo com status ministerial.
Na era da redenção dos oprimidos, o único que se ferrou nessa história toda, tendo a sua vida devassada, foi o caseiro. É que ele não soube cumprir o seu papel na narrativa. Lugar de oprimido é de joelhos, grato a Lula por sua generosidade.

O Barato Que Sai Caro

Via Diário do Pará


As alfândegas da Receita Federal do Brasil desencadearam nos aeroportos de Belém e Manaus a operação "Tio Sam" para combater a entrada irregular de mercadorias estrangeiras vindas dos Estados Unidos no período do "Black Friday" (sexta-feira negra), dia seguinte ao de Ação de Graças, que foi comemorado no país na quinta-feira passada (25). Nesta data, as lojas fazem uma mega liquidação de seus produtos. Justamente no "Black Friday", muitas pessoas aproveitam a oportunidade para trazer mercadorias com fins comerciais, extrapolando a cota legal. Um grande volume de mercadorias já foi apreendido.
Sem data prevista para ser encerrada, a operação é coordenada pela Divisão de Repressão ao Contrabando e Descaminho (Direp) e conta com o apoio do Núcleo de Repressão ao Contrabando e Descaminho (Nurep/Manaus). Os passageiros que extrapolam a cota legal precisam pagar os tributos devidos durante a operação para terem suas mercadorias liberadas.
(DOL, com informações da Ascom da Receita Federal).

O Submarino Brasileiro


Reformando a Reforma


Deu na Folha de S. Paulo - Simone Iglesias e Johanna Nublat

Menos de três meses após a conclusão da obra do Palácio do Planalto, ao custo de R$ 111 milhões, o prédio já passa por nova reforma.
Alagamento de banheiro e da garagem, infiltrações, descascados em paredes recém pintadas e fechaduras novas estragadas são alguns dos problemas verificados.
Em junho, reportagem da Folha mostrou que o representante de Oscar Niemeyer em Brasília, Carlos Magalhães, fez críticas à reforma, enviadas em carta ao Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional).
Nos últimos dias, os funcionários da Presidência da República enfrentaram pelo menos dois alagamentos.
Com as chuvas, várias partes do prédio começaram a apresentar infiltração, decorrentes de canos furados ou menores do que o necessário, ralos entupidos, impermeabilização e calhas malfeitas. Há falha também na execução do reboco.
Ou seja, fizeram uma reforma milionária, sem licitação, eivada de vícios e aditivos contratuais e ficou uma mer**?
Alguém tinha que ir prá cadeia.

Entreatos – Sexta-feira Feliz do EntregaCorisco

O sorteio do EntregaCorisco desta semana foi endossado pelo grande chefe TouroSentado e será o DVD duplo do Documentário de João Moreira Sales: Entreatos
De 25 de setembro a 27 de outubro de 2002, a pequena equipe de ‘Entreatos’ acompanhou de perto a campanha de Luís Inácio Lula da Silva à presidência da República. O filme revela os bastidores de um momento histórico através de material.
Para participar basta mandar a seguinte mensagem no twitter:
#chicodevolveojabuti @entregacorisco eu me entrego só na morte de parabelo na mão: http://kingo.to/nkr
Veja mais em http://entregacorisco.com/2010/12/03/entreatos-sexta-feira-feliz-do-entregacorisco/

Petrobras Simula Vazamento de Óleo no Rio Negro

Via Jornal A Crítica-Manaus/AM
A PETROBRAS realizou mais uma vez a simulação de vazamento de óleo de suas instalações ou de contratados e parceiros, no Rio Negro.
A empresa mantém uma enorme estrutura para esses tipos de acidente em todas as suas bases e disponibiliza grandes centrais de apoio regionais (CDA - Centro de Defesa Ambiental) para eventos de maior monta, ainda que não sejam de sua responsabilidade.
A simulação aconteceu em frente à Refinaria Isaac Sabbá (Reman), localizada em frente à ilha de Marapatá; e nos últimos dois dias a empresa, em parceria com a Clean Caribbean & Americas (CCA), com a qual mantém convênio há 10 anos, testou dois novos equipamentos de enfrentamento de vazamentos de óleo: uma câmera infravermelha e um radar instalados que permitem a medição da direção e da corrente do rio.

A ação foi acompanhada não apenas por jornalistas, mas por dezenas de participantes do seminário de Mobilização, Preparo e Resposta (Mobex Amazônia 2010) promovido pela CCA, no Hotel Tropical. Entre eles funcionários da própria Petrobras, da empresa norte-americana e do Ibama.

Para realizar a simulação, a Petrobras anunciou que havia preparado um aparato com 800 mil litros de pipocas simulando o óleo vazado. Também chegou a ser preparada uma simulação de encalhe de balsas. Foram colocadas barreiras de contenção, bóias, lanchas de apoio e um helicóptero; assim como cerca de 100 pessoas.

Ja participamos de um evento desses e sabemos o que representam para uma real necessidade de mobilização.

Dia Nacional de Combate à Pirataria e à Biopirataria


Fato marcante. Ambos os crimes causam prejuízos financeiros e violam direitos básicos de pessoas, instituições, governos e países.

Mas o que era a pirataria original?

Um grupo de renegados que assaltavam navios em pleno mar, com o objetivo de ficarem com suas cargas, certo? Uma forma de "vida fácil". Prá que produzir se eu posso roubar o que outros produzem? O risco era a morte, e a decisão era coisa absolutamente individual.

Mas isso evoluiu. Alguns governos (não me perguntem quais porque eu não vou declinar...Em tempos de wikileaks os ânimos estão acirrados) perceberam que também poderiam levar vantagem nas operações.

Sair mares afora à busca de novas colônias era dispendioso, perigoso e muito incerto.

Surgiram os bucaneiros ou corsários, piratas contratados para roubar em nome de governos e a quem cabia parte ou percentuais dos butins. Era crime do mesmo jeito mas quem reclamava, o fazia baixinho e, às vezes literalmente, ao Papa.

Hoje é considerado pirataria é fazer cópias não autorizadas de músicas, filmes, produtos eletro-eletrônicos, medicamentos e mais um monte de coisas.

PERGUNTO:

Tomando como base de raciocínio os termos piratas X bucaneiros acima, o que se pratica hoje em dia é mesmo pirataria?

Ou são esses criminosos, bucaneiros a serviço de organizações e governos (de novo digo, não vou citar nenhum)?

E ainda: colocar pessoas em lugares chave de governos (qualquer um tá, por favor) para roubar em troca de frações do subtraido não é coisa de bucaneiro e, portanto, crime?

Naquela época as penas eram forca e espingardeamento (não existiam fuzís). Tudo bem que os Direitos Humanos não permitem mais isso, mas cadeia pode né?

E por que não fazem?

Salve Barba Negra, Francis Drake, Thomas Cavendish, Mary Read (tinha mulher também), Roque Brasileiro (era holandês viu) entre outros.

Vocês hoje seriam autoridades em muitos lugares (Não, não e não. Não vou dizer.)

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Tecnologia: Bela, Mas Ameaçadora

A tecnologia é surpreendente na medida em que as novidades se seguem a uma velocidade surpreendente. Mas tal evolução chega a assustar. Qual será o limite técnico, criativo e até ético dessa evolução?

Vejam essa "impressora em 3D". Que tipo de "peças" poderão ser moldadas e prá que finalidades?

Só nos resta esperar prá ver.



video

Fuga da Vila Cruzeiro - O Jogo


Ficou frustrado com a fuga dos traficantes da Vila Cruzeiro durante o cerco policial? Você teria atitude diferente? Jogue o jogo aqui.




L' Etat C'est Moi ou "O Istadu é EU"

Luís XIV - O Rei-Sol

Noço Lider continua pensado que nuncaantisnaistoriadeçimundo houve ninguém como ele.
Leia editorial do Estado de São Paulo:


O mesmo presidente Lula que aconselhou um repórter deste jornal a fazer psicanálise para se tratar da “doença do preconceito”, revelou ter dito de si certa vez algo que deveria levá-lo ao divã do terapeuta mais próximo. Não fosse a inconfidência, a sua grosseria com o jornalista Leonencio Nossa, baseado no Palácio do Planalto, mereceria ser largada no aterro onde se amontoam os incontáveis rompantes, bravatas e despautérios do mais prolixo dos governantes brasileiros. Mas o encadeamento das coisas obriga a revolver as palavras do presidente, em consideração ao interesse público.
As cenas constrangedoras se passaram quando Lula visitava as obras da hidrelétrica de Estreito, no Maranhão, para o fechamento simbólico da primeira das 14 comportas da usina. Perguntado pelo repórter do Estado se a visita era uma forma de agradecer o apoio da oligarquia Sarney ao seu governo, ele perdeu as estribeiras. Embora o presidente do Senado seja o patriarca do clã que sabidamente controla a vida política maranhense há cerca de meio século e embora seja também notória a sua sintonia com os interesses do lulismo - e vice-versa -, Lula reagiu com indisfarçada hostilidade.
A pergunta “preconceituosa”, investiu, demonstraria que o jornalista não teria aprendido que o Senado é uma instituição autônoma e que, ao se eleger e tomar posse, todo político “passa a ser uma instituição”. “Sarney não é meu presidente”, emendou. “É o presidente do Senado deste país.” Lula domina com maestria o tipo de mentira que consiste em omitir uma parte, a mais importante, da verdade. No caso, o pacto de mútua conveniência entre ambos - que se sobrepõe ao caráter institucional das relações entre dois chefes de Poderes.
Que o diga o PT do Maranhão, obrigado este ano a desistir da candidatura própria no Estado em favor da reeleição da governadora Roseana Sarney. Foi ao pai que Lula se dirigiu em dada ocasião para transmitir uma ameaça ao Congresso. Segundo a história que o presidente contou na sua fala de improviso em Estreito, no decorrer da crise do mensalão, em 2005, pediu que Sarney advertisse os parlamentares da oposição de que, “se tentassem dar um passo além da institucionalidade, não sabem o que vai acontecer”. Porque “não é o Lula que está na Presidência, mas a classe trabalhadora”
Ou, mais precisamente, porque ele é “a encarnação do povo”. Não há o mais remoto motivo para duvidar de que isso é o que ele enxerga quando se olha ao espelho. Luiz XIV teria dito que “o Estado sou eu”. Era, de toda sorte, uma constatação política - e a mais concisa definição que se conhece do termo autocracia. Mas nem o Rei Sol, que via a sua onipotência iluminando a França, tinha a pretensão de encarnar os seus súditos. Não ousaria dizer “o povo sou eu”. Em psiquiatria há diversas denominações para o que em linguagem leiga se chama mania de grandeza.
Lula disse ainda que de início tinha medo do que lhe poderia acontecer à luz de um passado que incluía o suicídio de Vargas, a tentativa de impedir a posse de Juscelino, a deposição de Jango, a renúncia de Jânio e o impeachment de Collor. A julgar por sua versão, o migrante que passou fome e privações e refez a vida sem renegar as suas origens seria um candidato natural a engrossar a lista dos governantes brasileiros apeados do poder de uma forma ou de outra, no que seria uma interminável conspiração dos descontentes. Mas “eles”, teria dito naquela conversa com Sarney, “vão saber que eu sou diferente”.
O que espanta, além da teoria encarnatória, são as circunstâncias que levaram Lula a invocar alguns dos momentos mais turbulentos da história nacional. Em 2005, a oposição não conspirava para “dar um passo além da institucionalidade” nem o País estava convulsionado por um confronto ideológico que se resolveria pela força. Os brasileiros, isso sim, estavam aturdidos com as evidências de que o lulismo usava dinheiro que transitava pelos desvãos da política e do governo para comprar votos na Câmara dos Deputados - o mensalão. Lula não estava nem um pouco preocupado com as instituições. Queria dar dimensão histórica ao que não passava de um caso de polícia. Encarnou uma mistificação.

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Dia Nacional do Samba

Salve o samba. Mas o autêntico:

Aquele dos poetas dos morros pré-CV e ADA; aquele das românticas mesas de botequim; aquele muitas vezes trocado por pinga ou pelo rancho prá levar prá casa; aquele de Noel, Cartola, Wilson, Monarco, Paulinho, Nelson e muitos outros; aquele tocado com violão, cavaco, tamborim e surdo; aquele que enalteceu lindas donzelas e luas encantadoras; aquele do maravilhoso coral de pastoras, aquele que provocou prosáicas, dolorosas mas pouco mortais brigas de canivete e navalha; aquele ameaçado pelo fox, rumba, rock e tantos outros rítmos e que se manteve altivo e altaneiro ano após ano; aquele agredido pelos teclados nefastos da neo-bandas de pagode (VIXE).

Sobreviveu e sobreviverá sempre pelos gênios que existiram, que aí estão e que hão de nascer para lhe fazer eterno.
Salve o samba.


video

Nelson Sargento: Agoniza, Mas Não Morre

Campanha Contra a AIDS - Prefeitura de Florianópolis

Искам нов самол

Ou seja: Quero um avião novo; em búlgaro

O presidente Lula fez ontem uma defesa enfática da compra do Aerodilma, o novo avião que deverá substituir o Aerolula. "Não tem por que não comprar. Acabou aquela bobagem do Aerolula. Acho que o Brasil precisa de um avião com mais autonomia para o presidente."A negociação do avião foi revelada pela Folha anteontem.
Há duas opções na mesa, que podem custar até mais de R$ 500 milhões, cinco vezes o custo do atual avião do presidente. Lula disse ontem no Maranhão que "o Brasil passa humilhação" porque a autonomia do Aerolula é limitada, impedindo voos sem escala a vários locais. As opções estudadas preveem ida até a Ásia sem as atuais duas paradas. O presidente confundiu o Aerolula, um moderno Airbus-319 executivo, com o antigo avião presidencial -o Boeing 707 conhecido como Sucatão, que ainda serve à FAB como avião-tanque."Você deveria perguntar para a imprensa que viajou num Sucatão para saber o que é uma viagem presidencial. O Brasil não pode ser um país grande do jeito que é, e ter um comportamento humilhante muitas vezes lá fora", disse. Lula quer fechar o negócio para evitar desgaste da presidente eleita, Dilma Rousseff, no episódio. Ela não se manifestou sobre a compra, mas sua equipe econômica adotou discurso da necessidade de corte de gastos. Não há verba orçamentária, mas o financiamento é de longo prazo e depende da aprovação de um projeto pelo Congresso. O consórcio europeu EADS já ofertou à FAB o Airbus-A330MRTT, um avião pelo qual a Austrália pagou R$ 516 milhões em 2008. Esse modelo poderia demorar até três anos para chegar, tempo que pode ser reduzido se forem oferecidos os aviões feitos para avaliação numa concorrência para aviões-tanques da Força Aérea americana. Esses dois A330 estão estocados. Outra opção em estudo é a compra direta de um Airbus-A340 executivo, um avião que pode custar até R$ 465 milhões em sua versão comercial mais cara. A vantagem é a entrega mais rápida, entre 12 e 18 meses, em média, se o aparelho for novo. Usado, viria mais rapidamente e mais barato.

Tem Bobobó no Bububu

Por Diana Brito e Hudson Corrêa, na Folha:

A cúpula da Segurança do Rio investiga desvios de dinheiro e armas do tráfico de drogas, além de facilitação de fuga de traficantes, supostamente informados com antecedência por policiais sobre as operações. Com 1.600 homens envolvidos na ação, as polícias Militar e Civil não relataram nenhuma apreensão de dinheiro nem apresentaram números e a descrição exata das armas apreendidas.
Um dos indícios de irregularidade é que o Exército, com 800 militares, relatou a apreensão de “US$ 50 mil mais R$ 20 mil” no sábado, totalizando R$ 106 mil. Mas, na versão da 22ª Delegacia de Polícia, na Penha, a quantia apreendida pelo Exército foi menor: de US$ 27 mil mais R$ 29 mil (total de R$ 75,1 mil) . Procurado de novo, o Comando Militar do Leste não quis comentar.
A Polícia Federal, que participou com 300 policiais, informava ter apreendido R$ 39.850 de um traficante. Uma autoridade que pediu para não ter o seu nome divulgado disse que está havendo no Alemão “uma verdadeira caça ao tesouro”, o que está deixando vários policiais indignados. Suspeita-se que o dinheiro que deveria ter sido apreendido tenha saído da favela em mochilas de policiais, enquanto carros de polícia eram usados para levar pertences como televisores. Contrariados por presenciar esses furtos, integrantes do Bope (Batalhão de Operações Especiais) atiravam nas telas de TVs que estavam sendo levadas, disse uma fonte à Folha.
Sobre as armas, uma pessoa envolvida na operação disse que a PF apreendeu em menos ações mais armas, de maior poderio e mais novas. Ontem, a secretaria disse que apreendeu 135 armas -velhas, em sua maioria.

Dia Mundial de Combate à AIDS/SIDA

Transformar o 1º de dezembro em Dia Mundial de Luta Contra a Aids foi uma decisão da Assembléia Mundial de Saúde, em outubro de 1987, com apoio da Organização das Nações Unidas – ONU. A data serve para reforçar a solidariedade, a tolerância, a compaixão e a compreensão com as pessoas infectadas pelo HIV/AIDS-SIDA. No Brasil, a data passou a ser adotada, a partir de 1988, por uma portaria assinada pelo Ministro da Saúde.

A origem do símbolo adotado tem várias versões, uma das quais, tida como oficial, abre este post, e é visto como símbolo de solidariedade e de comprometimento na luta contra a aids. O projeto do laço foi criado, em 1991, pela Visual Aids, grupo de profissionais de arte, de New York, que queriam homenagear amigos e colegas que haviam morrido ou estavam morrendo de aids, além de possibilitar um elemento comercial mundialmente conhecido e que pudesse liderar ferramentas para angariar fundos para estudos, pesquisas e projetos de assistência aos portadores da enfermidade.

Foi usado publicamente, pela primeira vez, pelo ator Jeremy Irons, na cerimônia de entrega do prêmio Tony Awards, em 1991, se tornou símbolo popular entre as celebridades nas cerimônias de entrega de outros prêmios e virou moda. Por causa de sua popularidade, alguns ativistas ficaram preocupados com a possibilidade de o laço se tornar apenas um instrumento de marketing e perdesse sua força, seu significado. Entretanto, a imagem do laço continua sendo um forte símbolo na luta contra a aids.

Mundo afora hoje o laço é aplicado em monumentos, pontos históricos e turísticos, documentos, etc; e afixados em Pins nas lapelas dos militantes e simpatizantes da causa. Nós adotamos esse post como forma de nos solidarizar.

terça-feira, 30 de novembro de 2010

Aposentado Censurado pelo IG Por Reclamar de Aposentadoria

Publicado no Blog do Lúcio Neto http://lucioneto.blogspot.com/
Recebi por e-mail e publico a denúncia do aposentado João Guilherme Maia (RJ) que vem sendo censurado pelo Portal IG por críticas feitas ao governo Lula. O Portal IG é um daqueles a serviço do governo petista. Leia:Olá Lúcio, eu gostaria que você lesse esse meu artigo e se você concordar e quiser me dar uma força publique no seu blog, apartir de hoje eu estou divulgando essa aberração que a IG está fazendo comigo, segue o artigo: \"Passarei a relatar uns fatos que estão ocorrendo comigo há mais de um ano: Eu tenho um blog no qual eu defendo a causa dos aposentados e pensionistas que recebem acima do piso. Devido isso, eu critico muito as atitudes do governo Lula com relação aos aposentados e pensionistas que recebem acima do piso, até porque na sua campanha de 1989, ele criticava tanto o Fator Previdenciário e as perdas nas aposentadorias e pensões de quem recebia acima do piso. Existem vários vídeos na internet com entrevista dele prometendo se eleito, iria acabar com o fator previdenciário e recuperar as aposentadorias e pensões de quem recebia acima do piso. Os aposentados e pensionistas votaram em peso nele e o que ele fez quando eleito, não só manteve o Fator Previdenciário como também piorou a situação dos que recebiam acima do piso, desvinculando o aumento do salário mínimo do aumento das aposentadorias e pensões dos que recebiam acima do piso. Devido essa injustiça e canalhice do governo Lula, eu passei a criticar o seu governo e com isso eu venho sofrendo boicote no meu site pelo BLIG da IG. Antes eu colocava as críticas, quando eu tentava acessar para fazer a manutenção, como autorizar os comentários ou editar para fazer uma alteração, dava vários erros depois de uns dias estava liberado. Agora depois que eu coloquei a última postagens criticando o governo Lula, eu não estou conseguindo fazer mais nada. Eu não dependo só da IG, eu tenho outro Blog e além do mais eu coloco minhas postagens em vários blogs. Esse espaço no Blig da IG e grátis, eles que oferecem e agora eles me censuram porque eu estou criticando o governo. Agora eu pergunto. nós estamos num pais democrático e com uma imprensa livre, ou isso é só como diz o ditado, para inglês ver?? Como eu poderei proceder nesse caso, já que foi eles que ofereceram esse espaço? Quero dizer também que eu não sou jornalista, simplesmente sou um aposentado que passou mais de 40 anos contribuindo, no maior tempo desses anos pelo teto máximo para o INSS e as críticas que eu faço ao governo Lula, são mais do que justas e eu já falei para IG que eu vou divulgar pela internet essa safadeza que eles estão fazendo comigo e só tem uma maneira deles me calarem na IG é cancelando o meu Blog de vez.\" OBS: O MEU ENDEREÇO NO BLIG DA IG É: http://blig.ig.com.br/jgrsmaia

Obras do PAC Podem ter Ajudado na Fuga

Que coisa. As obras do PAC no Complexo do Alemão incluiram redes de drenagem de águas pluviais e esgoto. Pelo volume a ser escoado, o porte das galerias é enorme. É possivel que os traficantes tenha "acertado" modificações nos projetos para criar túneis de fuga.




Tem Desconto no Vassourão?


Via Folha de São Paulo

O presidente Lula quer resolver a questão da compra dos caças da França na semana que vem. Ele já avisou ao ministro Nelson Jobim (Defesa) que o assunto será debatido entre eles e sua sucessora, Dilma Rousseff, na próxima segunda.
Salvo algum imprevisto, o modelo Dassault Rafale será escolhido, o Conselho de Defesa Nacional, convocado para ser informado da decisão no dia 10, e o anúncio oficial ocorrerá durante o encontro entre Lula e o seu colega francês Nicolas Sarkozy, no dia 15, para inaugurar a ponte Brasil-Guiana Francesa.
O negócio, estimado em até R$ 10 bilhões para 36 aviões, demorará até um ano para ter suas condições financeiras estipuladas.
Jobim, que permanecerá no cargo na virada de governo, pretende envolver outro país que negocia a compra do caça Rafale, os Emirados Árabes Unidos, para pressionar os franceses. O Rafale é o avião mais caro da disputa, que conta com o Saab Gripen NG (Suécia) e o Boeing F/A-18 (Estados Unidos).
Os Emirados negociam mais aviões, 60 unidades, só que as conversas estão paradas por dúvidas técnicas e pressões políticas.
A Líbia é outro país que considera o caça francês, que nunca foi vendido para o exterior.
É com isso que o Brasil conta. Especialistas franceses veem a empresa Dassault em apuros caso não feche a venda brasileira. Além daqui e dos países árabes, o Rafale busca também ganhar uma competição para mais de cem aviões na Índia.
Segundo a Folha apurou, a FAB, que já havia indicado preferência pelo Gripen, não vai protestar caso o Rafale seja mesmo o escolhido.

Como o Vassourão é Airbus, também francês, vai que se consegue um descontinho né?

Pintura ou Paisagem? Os Campos de Tulipa Na Holanda










segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Antecipando 2012


Custei a acreditar que eu estivesse lendo isso. É o fim do mundo. Anteciparam 21/12/2012.

Líder do MST receberá medalha da Câmara Federal
Coordenador do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra, João Pedro Stedile será homenageado pelo Congresso por "serviços prestados ao país". Autor diz que honraria é mais do que merecida enquanto deputados da base ruralista protestam.

Chamado pelos próprios congressistas de baderneiro, bandido e chefe de quadrilha, o líder do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) João Pedro Stedile será homenageado pela Câmara Federal com a Medalha do Mérito Legislativo, "pelos bons serviços prestados ao país".
A iniciativa é de um conterrâneo dele, o gaúcho Carlos Daudt Brizola, o Brizola Neto, de 28 anos, neto do ex-governador Leonel Brizola, eleito deputado pelo PDT do Rio de Janeiro e cumprindo seu primeiro mandato.A indicação de Stedile foi duramente criticada, até por colegas de plenário de Brizola Neto. "Vamos virar motivo de chacota. Isso apequena a Câmara", reage o deputado Abelardo Lupion (DEM-PR), que chegou a pedir o indiciamento do líder do movimento na CPI da Terra, da qual foi relator.
"Um poder que se leva a sério não pode prestar uma homenagem a um sujeito desse tipo", completa o deputado Antônio Carlos Pannunzio (PSDB-SP).
A medalha é uma das mais altas condecorações do Poder Legislativo, entregue uma vez por ano a personalidades, brasileiras ou estrangeiras, que de alguma forma prestaram serviços de relevância para a sociedade.
Entre os que já foram homenageados com a comenda estão a atriz Bibi Ferreira, o ex-governador de São Paulo Mário Covas (PSDB), a ex-senadora colombiana Ingrid Betancourt, sequestrada e torturada quando disputava a presidência de seu país, o escritor Ariano Suassuna, entre outros.

Leia mais em

Uma Emocionada Homenagem

Tomei conhecimento agora do falecimento do valoroso Rapha, o @dedo_duro; garoto sensacional que, assim como eu, milhares se encantaram apenas através de seus tuites no período eleitoral.

Um valente combatente contra a sanha absolutista do governo do PT, atual e futuro, manifestava de forma coerente e determinada suas posições e seus sentimentos, numa escrita correta e clara e, sobretudo, de uma forma absolutamente ética. Ele fazia sua batalha política de um jeito limpo, honesto, sem golpes baixos, na moral e na razão.

Seu agir no twitter permite se extrapolar e afirmar que na vida real deveria ser um cidadão de bem, correto, puro, bom filho e, quiçá tivesse a oportunidade, futuro bom marido e pai.

Amado por milhares nesse éter do twitter, muitos dos quais se privarão de conhecê-lo pessoalmente, pouco se conhece de sua vida até então, exceto que sua música favorita era Imagine, do John Lennon, com a qual o homenageio.

Seu exemplo e firmeza servirão de modelo para muitos jovens país afora.

Seu último avatar: uma tremulante bandeira do Brasil, que reproduzo na abertura deste post.

No seu perfil de twitter, alguém escreveu por ele que seu cantinho lá permaneceria intacto. Assim como bem fundo em meu coração.

Lágrimas, carinho e saudades.

"Um cidadão que sempre irá buscar alertar o Brasil".
Rapha *22/06/1990 - †28/11/2010

video

O Maior Clássico do Mundo


Existem rivalidades em todos os campeonatos de futebol do mundo.
Flamengo X Vasco; Boca Juniors X River Plate; Grêmio X Internacional; Roma X Lazio; Manchester United X Chelsea; PSG X Lyon, e por aí vai.

Porém nada se compara à rivalidade entre Barcelona e Real Madrid, considerado pela imprensa esportiva internacional como "O maior clássico do mundo".

Clubes riquíssimos e poderosíssimos, detentores de dezenas de títulos regionais, nacionais e internacionais, aclamados por milhões de torcedores mundo afora, agregam às peculiaridades das disputas esportivas um intenso posicionamento político-territorial, desde quando se manifestaram as primeiras idéias separatistas da região da Catalunha.

Fundados no final do século XIX ( 1899 e 1897 respectivamente), Barcelona e Real Madrid disputam palmo a palmo a supremacia do futebol na Espanha (aqui ainda incluindo a Catalunha), na Europa e no resto do Planeta.

Monstros sagrados do futebol vestiram os uniformes sacrossantos de ambas as esquadras: Di Stefano, Puskas e Zidane pelo lado do Madrid e Crujff, Maradona e Butragueño pelo barça; por exemplo. Alguns mais loucos, ousaram vestir as cores de ambos como Ronaldo Fenômeno, mas esse é um caso à parte.

Seus estádios; o Camp Nou e o Santiago Bernabéu são verdadeiros templos. Modernos, confortáveis e invariavelmente lotados; ja acolheram históricas e inesquecíveis partidas entre essas equipes e outros jogos de campeonatos diversos.

Como já disse, a rivalidade se encorpa quando se inclui a permanente idéia separatista da catalunha, desde a época da Guerra Civil espanhola, quando um presidente do Barcelona foi assassinado por forças nacionalistas ligadas ao futuro caudilho e ditador Francisco Franco, que, logo após a vitoria na guerra, proibiu quaisquer manifestações culturais que não fossem as castelhanas, aí se incluindo a própria língua catalã.

Pronto: acendeu-se o estopim que nunca mais se apagou.

Jogos entre eles não são apenas disputas esportivas, mas reedições de batalhas de uma guerra ainda não conclusa. Dai serem sempre espetaculares.

Hoje haverá mais uma edição deste evento mundial: às 18:00 hs oficial de Brasília, os canais ESPN nos permitirão apreciar o jogo, que desde já recomendo.

Os destaques: o português Cristiano Ronaldo pelo lado dos brancos e o argentino Lionel Messi pelo lado do Barça. Dois cracassos de bola.

Tomar partido? Com certeza. Por tudo que representa o espírito de luta e valor do povo catalão, o cacique Ajuricaba não poderia torcer por outro que não seja o Futbol Club Barcelona, a esquadra Azul-Grená; Scarlet&Blue; Azul y Graná ou Blau i Grana; que espero venca a partida de hoje.

Vamos Barça, Go Barça, Arriba Barça, Anem Barça

Atualizando às 17:56 - Acabou Barcelona 5 X 0 Real Madrid, com direito a show de Messi e David Villa e com os branquinhos na roda o jogo inteiro. Ver Mourinho e Cristiano Ronaldo com cara de bundão não tem preço.

Um Novo Vassourão

Postei aqui que o call sigh do avião presidencial a partir de 01/01/2011 passaria a se chamar de Vassourão.
Pois bem, não é só o indicativo que vai mudar: estão querendo é Comprar um avião (ou dois) novo.

Sem alarde para evitar a repetição da polêmica que envolveu a compra do Aerolula, o governo negocia a aquisição de um avião maior e mais caro que poderá servir à presidente eleita, Dilma Rousseff, e a seus sucessores, informa reportagem de Igor Gielow, publicada na edição desta segunda-feira da Folha e disponível na íntegra para assinantes do jornal e do UOL.

O Aerodilma, caso seja adquirido mesmo com o cenário de contenção de gastos do governo, deverá ser um aparelho europeu da Airbus --um modelo de reabastecimento aéreo A330-MRTT, equipado com área VIP presidencial e assentos normais. O avião custa até cinco vezes os US$ 56,7 milhões (R$ 98 milhões na sexta-feira) pagos em 2005 pelo Aerolula, um Airbus-A319 em versão executiva.

Justificar tal despesa seria complicado, como foi em 2005, e seria fonte certa de desgaste para Dilma, que até onde se sabe não foi informada sobre a ideia. Assim, juntou-se a fome com a vontade de comer, e a nova compra está sendo camuflada por uma necessidade real.

A FAB (Força Aérea Brasileira) precisa substituir seus dois aviões grandes de reabastecimento. São os antigos Sucatões presidenciais, versões com quase 50 anos de uso do vetusto Boeing-707. Por falta de condições, foram excluídos do último grande exercício aéreo da Força Aérea Brasileira. No fim da década, os militares estimam ter 150 caças, e reabastecimento é vital dadas as distâncias do país.

Como no caso dos Sucatões, o novo avião poderia cumprir a tarefa de reabastecimento e ser o aparelho de transporte intercontinental dos presidentes. Para viagens internas, o governo já usa dois Embraer-190.
Custo estimado da ousadia: US$ 300 milhões. É mole?

Via Folha de São Paulo, edição 29/11/10

domingo, 28 de novembro de 2010

Mulheres Ligadas a Agentes Federais do Amazonas Protestam


Via Blog do Holanda - http://www.blogdoholanda.com/site/noticias.php?cod=7130


As esposas e mães dos policiais federais lotados na Superintendência do Amazonas realizam na segunda-feira, 29, a partir das 08 horas, uma manifestação em frente a sede da PF, no Dom Pedro, Zona Centro-Oeste de Manaus. O manifesto por melhores condições de trabalho ocorre depois do confronto dos agentes com narcotraficantes, no dia 17, quando tombaram Mauro Lobo e Leonardo Matsunaga Yamaguti. Esta será a segunda manifestação de mulheres e mães de federais em menos de duas semanas.


No dia 22, em Brasília, durante homenagem a memória dos mortos, uma carta escrita por Aidarê Guerra Machado, mãe de um agente federal acabou se revelando um constrangimento para a Polícia Federal. A carta revela que os policiais são mal treinados e não estão preparados para o combate ao narcotráfico na região amazônica. Confira:


Senhor MARCOS VINICIO DE SOUZA WINK

Presidente da FENAPEF


Açoitada pela notícia do falecimento dos agentes da Polícia Federal no Amazonas, colegas de meu filho, também agente e estabelecido na cidade de Tabatinga, da qual regressei há pouco mais de 20 dias, não tive como me esquivar de lhes fazer este relato, pois a dor dessas famílias também é a minha e a de todos os que já passaram por situação semelhante.

Em Brasília, diante do quadro desesperador que esses momentos carregam, não pude deixar de pensar que aquele filho ali velado poderia ser o meu, ou o de outro casal, pois o que aconteceu não foi uma mera fatalidade, mas sim uma conjunção de fatos que, se levados em consideração, poderiam ter evitado a tragédia que estava por acontecer naquela região, por onde passa grande parte da cocaína comercializada e consumida no mundo.

Preciso falar que, nos dias que lá passei, fui testemunha do esquecimento e do abandono em que se encontram esses profissionais - e toda aquela região do país - e dizer que já se falava, há algum tempo, das ameaças que os policiais federais daquela cidade vinham recebendo por parte dos traficantes ali atuantes.

Além disso, é notório o sucateamento do material disponível para que os agentes exerçam o seu árduo e perigoso trabalho. Isso tudo - e muito mais - já está amplamente divulgado pela mídia, pelo Sindicato e agora, provavelmente, já constatado pelos responsáveis por essas averiguações, consequência dessa tragédia.

Espero que não seja preciso perdermos mais nossos filhos, maridos ou pais policiais para que se valorize e ampare o trabalho desenvolvido por esses homens que põem em risco as próprias vidas para salvar as dos consumidores dessa substância química entorpecente e ilegal, que circula em todas as camadas sociais do nosso planeta.

E lhes peço isso em relação a todos os policiais, sejam eles federais, civis ou militares, que trabalham em nosso país a fim de livrar a sociedade do abraço amargo das drogas e da violência que já se banaliza em nossas cidades.

Há várias noites sem conseguir dormir, pensando que meu filho, e os de outras mães, ainda continuam - e continuarão – naquele lado do Brasil, porque foi isso que escolheram e idealizaram para si, estudando por vários anos, sem descanso, todos com curso superior completo e uma árdua passagem na Academia da Polícia Federal para a conclusão de sua formação, sigo questionando-me: por que o governo exigiu e investiu tanto nesses profissionais que protegem a fronteira oeste do nosso imenso país e agora os abandona a sua própria sorte, sem as condições mínimas necessárias para enfrentar homens fortemente equipados, como sabidamente são os grupos ligados ao tráfico de drogas e armas?

Por que o treinamento de tiros não é constante para que eles obtenham a destreza necessária para o exercício de suas funções?

Por que a Aeronáutica pode ajudar no combate ao tráfico aéreo e a Marinha e o Exército não podem atuar dessa maneira quando se trata de tráfico por meio fluvial, marítimo ou terrestre? Por que o Exército é responsável pela compra do material bélico usado pela Polícia Federal e não ela própria?

Em 2010 o orçamento da União previu para a Polícia Federal a quantia de R$ 930.500.000,00 (novecentos e trinta milhões e quinhentos mil reais). Por que, então, os agentes têm que comprar o material e o uniforme de que necessitam para a execução do seu trabalho em vez de os receberem da instituição, como acontece em algumas categorias?

Qual o critério de distribuição da verba e do número de agentes em cada Estado, uma vez que algumas Unidades da Federação são mais extensas, com maior área de fronteira que outras e, por isso, necessitam maior efetivo? Por que ainda existem essas diferenças gritantes nos aparatos das polícias do sul e do sudeste em relação às demais?

E assim como essas, assaltam-me outras muitas indagações em relação à organização, à conduta e à finalidade das polícias do nosso país, mas a minha intenção primeira foi a de fazer o que deveria ter feito – e não fiz - assim que retornei de Tabatinga: relatar a falta de pessoal e de condições adequadas e seguras de trabalho naquela região e pedir à Polícia Federal que não permita que nossos filhos – policiais ou não – continuem morrendo pelas mãos dos traficantes.

Urge que providências concretas sejam tomadas. A Pátria não precisa de heróis e o povo não carece de mártires. O aparelhamento e o aprimoramento constante das nossas polícias devem ser prioridade para que o crime organizado esteja sempre em desvantagem, seja aqui ou em qualquer ponto do Brasil, e principalmente em Tabatinga, uma das principais cidades do corredor do narcotráfico.


Brasília, 22 de novembro de 2010.Aidarê Guerra Machado