Read In Your Own Language

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Cordelando III - Matemática das Letras

Resgatando o Cordel que deu origem à série...



A Matemática das Letras

Foi Pedido Pr'eu Tentar ,
Coisa Que Eu Num Sei Fazer.
Misturar No Mesmo Canto,
O De Contar e Escrever.
Prá Falar de 1 +1,
De Amô e de Saber.


Eu Na Vida Já Corri,
Muito Dedo Em Tabuada.
Aprendendo A Fazer Conta,
Eita Coisa Mais Danada.
Mas Botar No Mesmo Canto,
Foi Que Me Deu a Enrolada.

Num Pense Que É Brincadeira,
Que Tô fazendo Cu Doce.
Faço Conta de Carreirinha,
Leio Inté Bem Pr'os Que Ouve.
Mas Português e Continha,
Na Mesma Frase; Danou-se...


Integral e Somatória,
Numa Mesma Expressão.
Já Vi Cheia de Entrelinha,
X e Cruzinha De Montão.
Elevando Ao Quadrado,
Toda Minha Emoção.

Agora Tem Uma Coisa,
Disso pode Ter Certeza.
De Desafio Eu Num Corro,
Num Sô Frouxo, Nem Dô Moleza.
Mato Tudo Que Vem No Peito,
A Vida Deu Essa Brabeza.


Prás Meninas Que Pediram,
Essa Minha Exibição.
Se Deem Por Muito "Feliz",
Já Escrevi de Montão .
Se Num Fiz Do Seu Agrado,
Vale Mais A Intenção.


Chega Qu'eu Já Fiz Foi Muito,
Nesse Monte de Vorteio.
Na Prosa Inté Que Eu Me Viro,
Mas Nos Verso Eu Vareio.
Se Essa Coisa aqui dá Prêmio,
Num Ganho Nem no Sorteio.

3 comentários:

moimemei disse...

Excelente estréia, Cacique!

Parabéns!

opcao_zili disse...

Ganha sim, e muitos sorteios. Parabéns.

natyscastro disse...

esse eu adoro rsss ri horrores com ele.. identificação total. bjus