Read In Your Own Language

quinta-feira, 21 de abril de 2011

Para o Grande Joaquim

Só prá não deixar passar em branco; lá atrás na história, aí pelos idos de 1792; um caboco das Minas Geraes (era com E mesmo), resolveu tirar a bunda da cadeira e se insurgir contra o absurdo de se dobrar a coleta de impostos bem como a cobrança de atrasados, mesmo que fosse à força de desapropriações e confiscos. Coisa de passar de 10 para 20%.

Arrumou a maior quizomba junto com mais uns amigos corajosos e mexeu com as estruturas administrativas da época.

Medidas preventivas ilusórias foram tomadas pelos mandantes (naquele tempo não tinha mandantas ainda) como adiar a operação e fazer intriga no meio do grupo - até arranjaram um traécio; ops...traíra; ameaçar a tchurma, trocar os juízes que eram contra o butim e mais outras coisas próprias daquele tempo.

Gozado: tenho a sensação que era "invenção" mais recente.

Pois é. Aí o grande Tiradentes foi escolhido prá pagar o pato.

Pegaram o cara, julgaram meia-boca, enforcaram e esquartejaram o caboco.

Pensavam que assim o furdunço acabava.

E não é que deu xabu? O Quincas virou mártir e símbolo de luta contra os abusos do poder executivo, de todos os tempos.

E olha que naquele tempo imposto era coisa de 20% "apenas". Se fosse hoje o glorioso lutador tava ferrado: quase 50%.

De repente o amigo teria algum defeito, mas isso não faz agora a menor diferença, por tudo o que ele fez e simbolizou.

Cabe a nós honrar seu ato e perpetuar seu suplício, não deixando que os caras do mal façam o que querem nesse Brasilzão que está aí.

Vamos à luta. Com os instrumentos que temos hoje em dia.

Vale ainda seu slogan:



Libertas Quae Sera Tamen

2 comentários:

Gelmir Gutier Reche disse...

Muito Bom.
Tiraram o cara prá Judas. Agora, se por 20%, enforcaram, esquartejaram e salgaram o Tiradentes,imagina hoje que pagamos quase 50% traduzidos em 148 dias de impostos! Certamente passariam o homem num moedor de carne e fariam guisado.
à luta!!!

Velvet Poison disse...

Impressiona que a gente não dê valor aos heróis de verdade. E todos os dias, "construímos" novos heróis. De meia pataca.