Read In Your Own Language

sábado, 2 de junho de 2012

Hermanos: Mensalão High Tech


Morram de inveja petralhas. O mensalão de vocês foi coisa de criança. Os hermanitos superaram o processo usando alta tecnologia.
Por lá, as ofertas de propina chegam via SMS e envolve o governador peronista Daniel Scioli, que foi vice-presidente de Néstor Kirchner, é aliado do tambotim portenho e governa a mais importante província do país (40% do eleitorado e 33% do PIB nacional).
O jornal O Clarim publicou que os parlamentares estavam debatendo um novo imposto agrário que o Scioli quer implantar, pois está enrolado  com graves problemas fiscais da província. Um ixperto repórter-fotógrafo percebeu uma intensa troca de mensagens entre os deputados provinciais e ligou o alarme contra chuncho. Deu certo: as fotografias mostram, após ampliadas em alta resolução, que um deles digitou que oferecia "150 mil pesos por cabeça". 
Pipocam nomes no Clarim, que aqui omito por serem ilustres desconhecidos, mas é gente graúda, assim como aqui. Tem uma delas que escreveu "Bom, rapazes. Não contemos mais coisas e cuidado."
Daniel Scioli, que nas pesquisas de opinião é o segundo colocado em popularidade na esfera governamental, depois da presidente Cristina, corre sérios riscos de não conseguir pagar os salários do funcionalismo público.
Para driblar a grave crise de caixa, o governador enviou à Assembleia Legislativa da província o projeto de lei que cria um pesado imposto agrário, que desatou a fúria dos ruralistas. A aprovação da lei; que contou com votos até da oposição (é, por lá também tem cagão); provocou a convocação de um locaute agrário de nove dias.
Lá atrás, em 2008, a própria Cristina tentou uma manobra semelhante no Congresso e tomou um toco pois a medida acabou reprovada com o voto de minerva do então vice-presidente Julio Cobos, que passou a ser encarado como "traidor" e abriu uma crise no governo, que dura até hoje. Sem falar nos bloqueios de rodovia pelos produtores rurais.
Vamos ver se por lá tem algum Kakai ou Tomás prá ajudar a moçada.

3 comentários:

Regina Brasilia disse...

Cacique, dona Cretina Kitchen não sossegará enquanto não falir a Argentina. Lógico, eu não seria politicamente correta em afirmar que não tem lá suas ironias, nisso. Mas do ponto de vista da responsabilidade, é um perigo.

A diferença é que aqui em CorruPTópolis, o povo é muito mais frouxo que los hermanos. Lá ainda há reações visíveis, enquanto aqui, apenas um ajuntamento de ativistas de internet indignados. E não basta. Bom tour europeu, Cacique! Bom trabalho e que tenha um tempinho para as boas coisas da Itália. Faça um brinde por mim com um chianti bem caseiro!

opcao_zili disse...

Tenho que reconhecer, também, que los hermanos são mais cidadãos que a os nossos irmãos aqui.Só dá passeata se for pra droga >>> uma droga!
Bom proveito no final de semana.Arriverdeci.

Blog do Beto disse...

OLÁ CACIQUE.

ELA E DILMA PODEM FORMAR UMA DUPLA SERTANEJA.

DUO LOS MIERDAS.

ABS DO BETO.