Read In Your Own Language

sábado, 5 de fevereiro de 2011

Primeiro Eu Corto, Depois Devolvo

Em mais um ato fantasioso, dona deelma e o sinistro da saúde anunciaram que a rede de farmácias e drogarias conveniadas da rede Aqui Tem Farmácia Popular começa a oferecer, a partir de 03/02/11, medicamentos gratuitos para o tratamento de hipertensão e diabetes. Segundo o comunicado, até o dia 14 deste mês, todos os 15.069 estabelecimentos credenciados já terão aderido plenamente ao programa.
Numa falácia mercadológica, como é comum à trupe que mais gasta com propaganda que com feitos reais, disse dona deelma que “Cuidar da saúde de uma sociedade está entre as obrigações intransferíveis de um Estado democrático, comprometido com a justiça social e o bem-estar das famílias.
Bla, bla, bla depois, destacou "que os medicamentos são o item de maior peso no bolso das famílias mais humildes e que não podíamos admitir que este ônus de origem social colocasse em risco a vida de portadores pobres de disfunções para as quais a medicina já tem tratamento seguro e garantido”, enfatizou.
Acontece que a distribuição de medicamentos gratuitos na rede hoje chamada Aqui Tem Farmácia Popular foi normatizada por portaria do Ministério da Saúde na época da administração Fernando Henrique e com José Serra como Ministro, e viabilizada por acordo com sete entidades da indústria e do comércio farmacêutico. Ao governo do EX e de dona deelma coube ampliar o serviço em área de atuação.
Desde o programa original, a população tem acesso a vários tipos de medicamentos para hipertensão, diabetes e mais cinco doenças (asma, rinite, mal de Parkinson, osteoporose e glaucoma), além de fraldas geriátricas. É necessário que o usuário apresente CPF, documento com foto e receita médica, exigida para evitar a automedicação. (Via Agência Brasil).
Conviria a um governo sério dar verdade aos fatos.
=====================================
Post Correlato 1: Dilma, entre fraudes e "fraudas"por Coturno Noturno
Post Correlato 2: Reinaldo Azevedo mostra o texto da lei em que o EX veta a distribuição
Veja também a apresentação em PPS compartilhado do prof. Dr. Marcelo Polacow sobre a Portaria 3916/GM de 30/10/1998 sobre a Política Nacional de Medicamentos

3 comentários:

"O Mascate" disse...

Enquanto eles fazem propaganda da distribuição gratuíta de medicamentos para Diabetres e Hipertensão. Os pacientes de doenças mais graves que precisam realmente de medicamentos que chegam a custar mais de R$1.000,00 a dose tem que entrar na justiça para conseguirem os medicamentos gratuitamente.
remédio para Diabetes e Hipertensão são os mais baratos do mercado.
Fazer esse tipo de sacanagem com o povo deveria ser caso de polícia. E olhe que tem gente que tem posses e vai ao médico apenas para conseguir a receita do remedinho baratinho. Ou agora...di gratis!!
Este país é uma mãe.

marcia1907 disse...

pois é, elles acabaram com o programa, passaram a cobrar pelos medicamentos e agora reeditam o benefício como se fosse idéia genial da rainha...
e a oposição se cala..

Selma disse...

Nessa linha, logo Dilma vai anunciar ao povo brasileiro que, graças ao empenho dela, a mulher vai ter direito ao voto, ao trabalho remunerado, à licença-maternidade etc.
A única coisa que essa corja sabe fazer bem é aperfeiçoar os esquemas de corrupção, aumentar os gastos do governo, descumprir as leis, livrar-se das prisões e usurpar ideias de políticos do governo FHC.