Read In Your Own Language

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Mudaram o Plebiscito?

Em 1993, houve um plebiscito para se definir a forma e o sistema de governo no Brasil. Foi definido em consulta popular que seria adotado o Presidencialismo Republicano.
Pois bem, após esgotado (e põe esgotado nisso) seu período administrativo, o EX quer por auto-decisão divina fazer a nação crer que existe uma família real, a quem serão concedidas benesses e privilégios eternos e hereditários.
Primeiro sua alteza Caeteense reivindicou hospedagem meritória para si e sua famiglia num Hotel de Trânsito de Oficiais do Exército às expensas do erário, quando o certo seria pagar em uma instalação comercial qualquer pagando de seu próprio bolso, com a pensão (ou pensões) a que tem direito. Crime inequivocamente, até que apareça algum mané que diga que o convidou blá blá bla, sem ter autoridade prá isso.
Depois vem a público a concessão de passaporte diplomático à prole, também sem o menor amparo legal e, principalmente, moral.
Que interesses tem a nação nessas duas criaturas despreparadas, cujos negócios floresceram claramente à sombra do cargo para o qual o pai foi eleito?
O Itamarati dizer que se trata de "renovação" não se justifica de forma nenhuma. Tinham porque eram filhos do presidente. Acabou o mandato, acabou o visto. Pronto. Tchau e benção.
Resta aos mortais ficar de olho aberto e não deixar que isso caia no lugar comum de tantos desmandos cometidos nos anos de (des)governo do EX.
==============
E quem foi eleito para ser OPOSIÇÃO tem que exercer sua obrigação de SE OPOR. Não existe essa conversa mole de Oposição Republicana. Nada de camisas e gravatas de seda e punhos de renda. Enquanto isso, quem acha errado toda essas e outras bandalheiras que já surgiram e ainda surgirão, devem manter os temas em pauta prá que não caiam no esquecimento, em qualquer dos instrumentos que temos acessos.
Vou repetir o que já escrevi por ai, prá fazer virar bordão:
É pau prá comer sabão e pau prá saber que sabão não se come.

Um comentário:

Velvet Poison disse...

Cacique, por enquanto, contamos com nós mesmos. A oposição somos nós. Trilha aberta, vamos seguir nela. Somos muitos. Precisamos gritar juntos.

Abraço!

VP