Read In Your Own Language

terça-feira, 6 de março de 2012

Mandei Uma Carta ao Papa Em Kuala Lampur

Não. Este cacique não enlouqueceu de vez. Simplesmente usou o manual de CEP do ministério dos esportes.
Muito xuxo porque o Jerome Valker disse que o Brasil merecia um chute no traseiro, Aldo Rebelo resolveu mandar uma carta-queixa para a FIFA. Em tom grosso, diferente de sua voz de catita rápida e fagueira. Tipo assim: ficamos de mal. Corta aqui o dedinho e não deixe çeu Jerônimo nunca mais vir aqui.
O furor foi tão grande que em vez de mandarem a tal missiva para Zurique, onde fica a sede da Fifa, mandaram para Lausanne, onde fica a sede do COI.
No mais rude entender deste silvícola, çeu Jerônimo prestou um grande favor à corja governante. Primeiro que o "chute no traseiro" de Jerô equivale na prática a um "puxão de orelha" na versão tupiniquim. Simples assim, embora mais rude.
Outra coisa é que sabe-se fartamente que ABSOLUTAMENTE TUDO relativo a copa (e vou botar a olimpíada no mesmo pacote) está atrasadíssimo: estádios, aeroportos, mobilidade urbana (em todas as suas versões de roubo), hotéis, e por aí vai. Portanto Jerô está certíssimo em puxar a orelhada nação envergonhada, a do (des)governo não adianta. A não ser que se queira que a copa SE VÁ...
Tchan, tchan, tchan, tchan...Já pensou as hordes de revoltados marchando pelas avenidas do país protestando contra a retirada da copa do Brasil e sua entrega a Londres, por exemplo? Á frente a fina flor da política do sul do equador revoltada com o desprezo pela nação do futebol. O povo exigindo que a CBF nunca mais mande nossos canarinhos para uma copa do mundo, cartolas tentando organizar a Liga Mundial Independente de Futebol, ume espetáculo.
Mas o mais grave seria os zilhões de reais já despejados em obras que nunca serão acabadas e, mesmo que muitas sendo inúteis, são impostos aplicados.
E ainda restaria portas e janelas abertas para futuros salvadores da pátria resgatarem "as ruinas" delas e se elegerem mais à frente.
Depois da confusão formada, Jerô pediu desculpa mas mas o Aldo não aceitou, porque chamou ele de infantil o que ele não é porque tem bigode.
Eu li ou ouvi em algum lugar que não lembrou, razão pela qual o crédito fica no ar: o Brasil pode não ser um país sério, não saber endereçar correspondência e atrasado em seus compromissos, mas acha que traseiros foram feitos para serem admirados, jamais chutados.

2 comentários:

"O Mascate" disse...

É meu caro chefe, o Jérôme acertou em cheio quando falou em infantilidade.
Um ministro de estado não deve ter xiliques públicos. Tem que ter a sacada de chamar o homem as falas e conversar civilizadamente sobre o assunto até chegar a um acerto...pu não.
O que não pode é ficar fazendo birra e jogando para a torcida. E certamente jogar para a torcida é pedir o aval do povão caso a copa no Brasil acabe melando.

Abçs

Anônimo disse...

Meu caro Cacique,

fiz exatamente esse comentário do cortar dedinho, tô de mal, aqui na minha fazenda. - no meu caso, cortar casquinhos.

Eu dou a Copa de 2014 pra Inglaterra e ainda volto um troco pros ingleses pelo, digamos assim!, transtorno de última hora. Sairá bem mais barato que terminar as obras - só considerando as dos estádios - com dinheiro público pra tudo ser torrado em um mês.

@Filonescio