Read In Your Own Language

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Analisar Ficha Corrida é o Fim da Picada

É normal que a ABIN e a Casa Covil façam uma análise do curriculum dos indicados para ocupar cargos na administração federal, seja em cargos da linha direta, nos ministérios e autarquias, seja nas diretorias de estatais; visando ter conhecimento das habilidades técnicas e histórico funcional e ocupacional do indicado.
Em tempos bicudos, como na administração petralha que se implantou neçepaís, a busca é ocorrências policiais e judiciais daquele indicado pelos partidos da base alugada; ou seja, a "ficha corrida".
No momento está em curso a avaliação do deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB) para nomeá-lo ministro das Cidades, no lugar de Mário Negromonte, conforme informa a Folha desta quarta-feira.
Os investigadores do governo, ao bom estilo de qualquer policial civil, estão preparando um relatório sobre a situação legal do líder do PP na Câmara e já têm em conta dois processos contra o congressista no STF, razão pela qual dona deelma ter dito lá na Ilha Maravilhosa que só baterá o martelo sobre o substituto de Negromonte quando puser os pés em terras tupiniquins e retirar Marcela Temer do cargo de primeira dama.
A informação veio da barbie do Paraguai Gleisi Hoffmann, responsável por colocar no papel (ou no pen drive) a lista de malfeitos dos candidatos.

2 comentários:

opcao_zili disse...

É por aí, caro amigo, cada um com o seu cada um. rss
Uns analisam curriculum e outros ficha corrida.
Esse governo só usa a segunda alternativa. rss

Blog do Beto disse...

OLÁ.

NO PT É ASSIM QUANTO MAIS LADRÃO MELHOR A INDICAÇÃO.

ABS DO BETO.