Read In Your Own Language

sexta-feira, 13 de maio de 2011

Pior Que Preconceito, É Manobrar As Massas

Esse post foi um pouco prejudicado pela queda do blogger. Estava previsto para ontem, mas dei uma atualizada e ele vale até dezembro de 2438 (Acho que é prazo suficiente. Se não for faço aditivo)

Tá escrito aí do lado que o cacique é nortista-nordestino. Vamos à lógica disso: nasci em Manaus, morei a infância e adolescência em Recife. Depois de formado, por um acaso da vida, fui contratado em Manaus. Pronto. Chega de biografia.

Em viagens comerciais e em turismo, conheci o Brasil de ponta a ponta. Das 21 capitais só não conheço 5 e conheço muito dos interiores dos estados. Na vida profissional, tratei com gente de todas as raças e cores, de diversos credos, preferências e nacionalidades; e nada, absolutamente nada, fez com que mudasse meus princípios por quaisquer motivos ligados a particularidades de quem quer que fosse. Sempre covivi e coexisti com eles, elas e ambos. Respeito a todos como são, embora me reserve o direito de não gostar de hábitos e métodos de alguns.

Portanto, não me considero homofóbico, nem heterofóbico nem maisoumenosfóbico. Fim da conversa.

Quarta Feira pelearam Ceará X Flamengo no jogo da volta das quartas de final da Copa do Brasil. Jogo nervoso, complicado para ambas as partes em que venceu o Ceará.

Mal acaba o jogo saem comentários de extremo mau gosto de umas jumentas, que se intitularam torcedores do Flamengo, pelo twitter contendo comentários de menosprezo e xingamento aos nordestinos, aí já sem levar em conta o adversário do jogo, mas todos os oriundos daquela maravilhosa região.

Pelo menos dois foram citados pelos maiores jornais do Brasil.

Uma tal de Amanda Régis (@_AmandaRégis), escreveu: "Esses nordestinos pardos, bugres, índios acham que tem moral, cambada de feios. Não é atoa que não gosto desse tipo de raça"(sic). Essa gloriosa lourinha dos olhos claros (eita, quem foi que disse isso mesmo?) também escreveu que " Esse povinho falando do meu time, são tudo uns mal amados, invejosos!!!"(sic).

Outros comentários de cunho preconceituoso partiram do torcedor que se identifica como Lucian Farah (@lucianfarah77). Em três publicações ele diz: "Acho que eh soo .. bando de viado que roobaram esse jogo .. nordestinos burros!"(sic); "Ei, nordestinos, eu quero eh que vcs se fodam, fmz? seus nordestinos filhos da puta"(sic); além de "Só vim no twitter falar o qnto os NORDESTINOS é a DESGRAÇA do brasil.. pqp ! bando de gnt retardada qe acham que sabe de alguma coisa"(sic). Ambos correram a retirar os posts mas era tarde. Já estavam copiado e registrados. Claro que com a velocidade da luz, como as coisas acontecem na grande rede, o troco foi imediato e avassalador. Quem bate esquece; quem apanha, nunca. Uma enxurrada de comentários, oriundas de todas as regiões, levou as hashtags #Amanda Regis, #orgulhodesernordestino e # Nordestinos ao Trending Top.
Havia posts de ofensa aos torcedores do Flamengo e aos "sulistas"em geral; e outros mostraram orgulho por serem oriundos da região. Por outro lado, também houveram posts "ascendentes" do sul para o norte, cumprimentando e apoiando a vitória e a classificação do time cearense.
Depois da eleição e confirmada a vitória de dona deelma, fruto de uma maciça votação justamente no Norte e Nordeste, já havia acontecido fato semelhante. Houve até o caso de uma estudante (Mayara Petruso) que sugeriu no Twitter que para fazerem "um favor a SP", um nordestino deveria morrer afogado. Essa atitude também levou a forte "troca de carinho" entre os brasileiros do norte e do sul, passando um risco na Bahia, como um Tratado de Tordesilhas Horizontal.
Mas, diferenças e divergências regionais à parte, peço que rememorem: quem começou, incentivou e instigou essse tipo de coisas de sectarismo? Ganha uma mariola quem respondeu o EX.
Foi ele que levou em seus discursos exasperados e ilegais na campanha antecipada país afora, gastando nossa grana com viagens casadas com os comícios da futura governanta, à intensa troca de xingamentos entre vários brasileiros que tinham suas diferenças, por certo, mas em uma escala limitada às brincadeiras e gozações, nada "bullyingnísticas", como acontece há séculos. O Ex deitava falação de branco x pretos, zoio azul da av. paulista x pés no chão, nordesta x sul, e por aí vai. Sempre pregando a segregação de parte a parte.
Consequentemente, ponho mais essa encrenca nacional na conta do nove dedos; além da volta da inflação, da corrupção desenfreada, das benesses e cortezias feitas mundo afora com o erário na incansavel e insana busca de ser o Secretário Geral da ONU ou prêmio Nobel, e mil e outras mer*** que deixou prá trás. Ao invés de grande pacificador universal, como queria parecer, o que esse ignóbil fez foi acirrar ânimos que nunca foram tão exaltados. Vade Retro nefasto.


Aos queridos leitores faço uma lembrança, um alerta e um pedido.

Lembro que quem originalmente pregava a divisão das fileiras inimigas era Nicolau Maquiavel (em italiano Niccolò Machiavelli) que se baseava na teoria de que era preciso "dividir para governar". Exatamente o que aplica o PT e sua camarilha alugada. Basta ver as falas de qualquer um deles. Tiram os seus da reta e jogam uns contra os outros.

Alerto a todos nortistas, nordestinos, "sudestinos", sulistas e "centro-oestinos" que temos SIM muitas diferenças, mas em enorme maioria de parte todos nos damos bem. Quem nunca ficou sacaneando, no bom sentido, amigos de outras regiões pelos sotaques, pelas famas peculiares de estados e cidades, por características de afinidade com o batente ou a preferência por praia, por falarem devagar e parecerem preguiçosos, por gostarem de frutinhas amarelas como semáforos, por terem fama de comprar bonde, ou coisas assim? Mas na hora do aperreio, como dizem os nordestinos, é corrente de solidariedade prá todo lado. Indo e vindo; subindo e descendo o Brasil, prá ajudar BRASILEIROS. Ninguém se lembra de mais nada e somos muuuuuito mais ágeis que noços líderes governantes.

Peço que paremos de usar tags como #orgulhodeserXXXXX. Tenhamos orgulho sim de nossas terras mas, antes de tudo tenhamos #orgulhodeserbrasileiros. Paremos com essa divisão que querem por nos nossos colos para nos separar e continuar "governando"(?????) e roubando nossos impostos. Vamos trabalhar juntos para que NINGUÉM, NENHUM GOVERNANTE, NENHUM PARTIDO tente ser maior que o Brasil. Estejamos atentos para que não nos manobrem e nos dispersem.

TODOS PELO BRASIL

7 comentários:

Pfuime disse...

Parabéns Cacique!
Eu também penso exatamente assim.
Tive colegas de todas as regiões do Brasil e adorava o sotaque, cultura e estórias de cada um.
Uma coisa que se pode notar de longe é a burrice e ignorância de quem faz o tipo de comentário maldoso citado neste artigo.
Para mim,o que salta aos olhos mesmo,é que o povo está degenerando em tudo.
Não tem mais nenhuma educação,não sabem de nada e não querem saber de nada.
Povão genérico, de 2003 para cá.
Abçs!

marcia1907 disse...

maravilha!
concordo plenamente!
a herança maldita de lula é cultural e demorará anos para que a influência maléfica se acabe

Velvet Poison disse...

Nó, que inveja desse texto (mas é com todo respeito, rsrs). Queria ter escrito!

Tenho falado muito sobre preconceito, porque sou CONTRA preconceito. Como sou contra que se use determinada condição, qualquer que seja, para impor um padrão a outrem.

Me senti representada no seu texto, Cacique. Como você, já andei pelo país quase todo. Só não estive no AC, RR, e RO. Capitais e muitos interiores. Tenho lembranças (na memória e objetos, que sempre fiz questão de carregar, de cada lugar) incríveis. Fiz amigos onde passei. Adoro os sotaques - já escrevi sobre isso. As comidas, nossa, te cada lugar - e comida é como literatura, expressa a cultura daquele povo - não abro mão.

Essas figuras aí, de ontem, se são verdadeiras (acho que ao menos a garota é fake) são o resto do cocô dos vermes que decompõe o corpo de um petralha, debaixo da terra.

Orgulho eu tenho do Flamengo, do Ceará, de minhas convicções e do Cacique!

Ajuricaba disse...

Um cacique nortista-nordestino que tem gente desse quilate na TL do twitter e comentando aqui nem dorme, de tanto orgulho.

Anônimo disse...

Cacique, sou de São Paulo. Morei 2 anos no Recife.
Seu texto é perfeito. Expressa bem nossa realidade: - pequenas diferenças, como entre irmãos.
No aperreio de um todos se unem.
A bola da vez da petralhada é um bairro da cidade de São Paulo - Higienópolis.
Eles não param.
E nós não desistiremos.
Um por todos e todos por um. :-))

Rose disse...

Cacique amigo, estou até emocionada.
Mais do que apoiar, sinto-me amparada pelo teu texto.
Nasci em SP por acaso, só eu da família, que é do RN por parte de pai e família da mãe toda gaúcha.
Ah, meu marido e toda sua família e da Bahia.
Que mistureba boa, não é mesmo?
Essa é a riqueza do brasileiro que você traduziu perfeitamente.
Obrigada!

Alexandre - Caçador de iMundos disse...

O PT ainda tem, e sempre terá, a idéia iMunda de coletivos. Nascida em Rousseau e aprimorada em Marx, os iMundos acreditam na constante guerra entre esses coletivos. Seja branco com negro, branco com índio, rico com pobre, homem com mulher etc. Isso chega a ser uma afronta à CF/88 que iguala a população no que diz respeito às leis: arts. 3º e 5º.
Lulla iMundo-mor já cometeu crimes de preconceito ao falar de Pelotas, dizer que nordestinos são feios por natureza - pior, falou isso no SUL do país -, dizer que embuchou a galega na primeira trepada e constantemente tentar dividir o povo do NE/N em detrimento do povo pra baixo S/SE.
O caso da idiotinha do Rio, não vi nenhum iMundo politizando como fizeram com a idiotinha de SP. NO caso de SP, diziam que ela era típica eleitora de Serra. No Rio, nao vi ninguém dizendo que era típica eleitora de Cabral.
Quer outra? Emir Sader desfez dos autistas ao se referir à ministra da Cultura. E também foi racista ao se referir a Gil dizendo: " - Quem diria que um nego baiano teria mais articulação de Caetano ( um "branco"baiano). Movi meus contatos e liguei para o Frei Davi, um iMundo que defende cotas etc, tá sempre na tv. NADA! Ele não fez NADA!Imagine se fosse alguém da oposição que falasse isso?
Sem falar na ex-ministra da igualdade racial que disse ser normal negro ser racista com branco.
Enfim, o policiamento dessa gente iMUnda só serve pra quem é do lado de cá, do nosso lado Limpo.
Eu, por exemplo, sou o capitao do mato, negro que quer ser branco, negro que come as migalhas que caem da mesa dos meus patrões, sou uma vergonha para minha raça, devo receber bolsa família e fico de marra etc.
Sim, tudo isso documentado, pois, caso nao saiba, é assim que eles se referem a mim que sou negro.
iMundos! Deveriam nascer mortos.